15 de julho

o primeiro mês de constança

por luíza diener

IMG_5667

sexta passada nosso projeto de filhote de panda completou 1 mês.
curiosos são esses primeiros meses de vida de um bebê, porque tudo muda muito rápido.
em especial esse primeiro mês de vida. semana passada ela era uma. alguns dias se passaram e ela já está com uma carinha completamente diferente.

alguns comportamentos e hábitos já eram perceptíveis quando ela morava na barriga.
algumas coisas nos primeiros dias de vida já mudaram.

por exemplo, na barriga ela passava o dia todo mais calma e à noite começava: lá pelas 20h eram os soluços intermináveis e umas 23h começava o sambão na minha barriga, que ia noite adentro.
e assim é constança: soluça muito – especialmente no fim do dia – e troca o dia pela noite. dorme bem durante o dia, mas à noite quer ficar acordadona (pode começar às 23h, mas pode ser meia noite, 1h, 2h da manhã).
não sou a favor de adestramento de bebês, mas tento ensinar para ela a diferença de dia para noite, já que dentro da barriga isso não parecia ter muita distinção.
por isso durante o dia deixo a barulheira normal da casa (aspirador de pó, liquidificador, irmão gritando), a luz do dia sempre incidente, nossas conversas habituais. à noite as luzes se apagam, as cortinas do quarto se fecham e eu não converso mais com ela ou perto dela.
o negócio é que ela gosta mesmo é do bagunção. quando tudo fica quieto demais ela não curte e acorda por qualquer coisa.

por outro lado, quando nasceu, parecia ser o bebê mais angelical do mundo. eu sempre soube que não se canta vitória com essas coisas nos primeiros dias de vida. dito e feito: a bebê que dormia a qualquer hora e de qualquer jeito, que aceitava ser deixada acordada em qualquer canto deu lugar a um bebê colento (referente a colo) e coliquento (referente a cólicas).
as cólicas deixaram ela mais nervosa e, por conta disso, ela só acalma no colo, de preferência no peito.
é uma cólica semelhante à que o benjamin sentia e que mais tarde eu descobri ser alergia à proteína do leite da vaca. por conta disso já cortei quaisquer derivados de leite de vaca (e o próprio leite), para ver se surta algum efeito. alguma coisa já melhorou, mas não completamente (e vamos torcer para que ela não seja alérgica também. oro todos os dias).
solução: colo, colo, colo.
andou tão coliquenta que agora só vive colada na gente.
há quem se preocupe, que diga que vai estragar a pequena. eu não dou a mínima pra isso. criei o benjamin à base de muito peito e colo e hoje ele é um menino muito bem resolvido e independente.
nisso o sling virou nosso melhor amigo. faço tudo com ela dentro: cuido do mais velho, lavo louça, cozinho, arrumo a casa.

(parêntese: recomendo esse ótimo texto sobre cólicas do dr. carlos gonzález. literatura para mães de primeira, segunda, décima segunda viagem)

tem uma coisa curiosa que acontece com a constança e que às vezes parece interminável.
se existe algo que realmente a incomoda é fralda suja de cocô ou muito molhada de xixi. pode ser um tiquinho de nada de cocô – só aquela freadinha de caminhão – que já é suficiente para incomodá-la. aí ela tá num super sono, mas faz uma caquinha minúscula, isso a acorda. vou lá e troco a fralda. como ela odeia trocar fralda, acaba por se irritar, chorar e perder o sono. aí pede pra mamar para se consolar. depois de mamar, quase adormecida, vêm os gases e eventuais cocôs. ela se acalma da irritação anterior e logo se irrita novamente por estar suja.
neste ciiiiclooooo, neste ciclo sem fiiimmm.

resolvi reler uns textos da época que o benjamin estava com a mesma idade que constança está agora e percebi o tanto que foi sofrido pra mim o primeiro mês de vida dele. por conta disso, na época, escrevi o texto entre o amor e o ódio,  que falava de como eu oscilava entre esses dois sentimentos em relação ao pequeno (recomendo a leitura para mães de primeira viagem que estão nessa mesma fase).

agora eu sou só amor.
tenho me pegado extremamente apaixonada pelos meus filhos. sentindo-me plena de uma forma absurda por ser mãe de dois. é algo completamente realizador para mim, que sempre tive o sonho de ser mãe.
para quem sonha com uma carreira, é como passar em um concurso público para ganhar um salário de 5 dígitos ou mais (e só trabalhar meio período). é como ser promovido a um alto cargo, com todas as honras e regalias. é receber décimo terceiro, décimo quarto, décimo quinto. é tudo isso e mais um pouco.
tive essa sensação algumas vezes: uma em algum momento quando colocava sansa para dormir num canto e hilan adormecia benjoca em outro. a segunda – ainda mais forte – foi quando instalei o bebê conforto da pequena, sentei para dirigir e, do retrovisor, vi os dois devidamente acomodados em suas respectivas cadeirinhas no banco de trás. uma alegria indescritível inundou meu coração. e assim continua sendo.

eu havia esquecido do quanto recém nascidos são fofos.
pra falar a verdade, não consegui curtir isso direito com o benjoca, porque ficava tão ansiosa para vê-lo crescer e entrar na próxima fase [SURTO] que não aproveitei totalmente o começo.
pra mim era só como se ele fosse um filhotinho de bichinho. claro, um bichinho gerado e parido por mim, mas um bichinho sem muita interação. a sensação era de que, se eu não tivesse leite no peito, eu ou qualquer outra pessoa seríamos a mesma coisa para ele.
agora tudo é fofo e maravilhoso em relação a recém nascidos: a forma como eles abrem os braços de uma vez quando se assustam, as caretas de tartaruga, os olhos que parecem não ter coordenação entre si, a pele amarelada de icterícia, as brotoejas que aparecem no rosto, os barulhinhos que eles fazem, a forma como procuram peito, especialmente quando parecem um pica pau.
esses dois últimos… ah! que delícia!
antes eu achava que recém nascidos eram fofos quando dormiam e quando os cheirávamos.
sim, isso também é fofo, mas nada se compara aos barulhinhos! dá vontade de gravar todos pra depois ficar ouvindo.
cataploft! é a onomatopeia que me resume ultimamente. morro de amores o tempo inteiro!

agora vamos a alguns termos práticos, pra eu lembrar num futuro, quando tiver um terceiro filho (rá!):

a bebeia

  • nasceu com 2,85 kg e 47 cm. com 3 dias pesava 2,7 kg mas, aos 28 dias já havia engordado 1,1 kg e crescido 3 cm, passando assim a pesar 3,8 kg e medir 50 cm. e pensar que muitos bebês nascem ainda maiores que isso. um toquinho de gente fofo essa minha filhota!
  • uns dizem que é a cara do pai. outros, da mãe. a maioria do irmão. eu só tenho certeza de que ela e benjoca são muuuito diferentes. às vezes acho mesmo que ela parece um pouco com os primos maternos.
  • o umbigo caiu com 6 dias.
  • teve icterícia com uns 2 ou 3 dias de vida e ainda está um pouco amarelada (banho de sol e de chá de picão nela!).
  • em um mês teve suas fraldas trocadas 220 vezes. uma média de mais de 7 fraldas/dia ou mais que um pacote de 40 fraldas por semana.
  • já tem suas orelhinhas furadas.
  • prefere mamar o peito direito ao esquerdo.
  • procura nossa voz e acompanha com os olhos. faz isso comigo, com o papai e com o irmão.
  • às vezes faz tanta força pra tentar nos ver que nos encara, encara e acaba ficando vesga.
  • não gosta de trocar fralda, não gosta de tomar banho, não de trocar de roupa, não gosta de cortar as unhas ou ter suas orelhas limpas. mas gosta de mamar.
  • chora parecendo um filhote de gato tossindo.
  • tem um jeitinho com as mãos que é só dela.
  • nada a incomoda mais que fralda suja. acho que se não fizesse tanto cocô, dormiria como um bebê (oi?). tanto que, enquanto só fazia 1 ou 2 mecônios por dia, a gente tinha que acordá-la para mamar, porque ela ficava 4 ou 5 horas dormindo tranquilamente.
  • já fez inúmeros passeios: à igreja, ao shopping, ao supermercado, à pediatra, ao museu (seu primeiro passeio), ao restaurante, à sorveteria, a casa de amiga. deve ter ido a mais lugares que esses, mas não me lembro. a maioria dos locais mencionados ela já visitou mais de uma vez. me julguem.
  • apesar de ter ido pra tanto canto com tão pouco tempo de vida, demorou umas duas semanas pra botar o corpitcho pra fora de casa pela primeira vez. lá nasceu e lá permaneceu entocada até que eu achasse que era chegada a hora. demorou a tomar a primeira vacina, demorou a ir à primeira consulta da pediatra. e vivos estamos.
  • em todos os seus 30 dias de vida só deve ter tomado uns 4 ou 5 banhos. me julguem novamente. #cascudafeelings
  • se fosse escolher uma joia para ela, seria pérola (não é à toa o brinco). uma cor, o branco. um cheiro, lavanda.
  • mama, arrota, peida (mais alto que o pai) e caga. tudo ao mesmo tempo. seu nome: lady sansa.

a mãe

IMG_5699

  • saiu de casa bem antes da filha. tá que também demorei pra sair. sabe o que é ficar uma semana sem sentir uma brisazinha sequer bater no seu rosto? fui eu. mas também, quando o fiz, fui ali na rua pra cortar o cabelo, comprar coisas na farmácia e ainda tomei um sorvetinho. voltei à casa e estava pai, filho e espírito santo filha ainda a dormir.
  • macaca monstra define. cabeluda tchibum tchibum da cabeça ao bumbum. exceto pela parte do cabelo que raspei na máquina 1 quando fui ao salão. fim.
  • morrendo de sono durante a noite e agindo naturalmente durante o dia.
    recorde de horas consecutivas de sono: sei lá. 2h ou 3h. ando dormindo tão pouco que não consigo lembrar. recorde de horas de sono com interrupções: 6h, com duas acordadas no meio do caminho, de 1h cada.

o irmão

  • oscilando entre o fascínio de ter um pequeno ser humano em casa e o desespero de perceber que agora tem que dividir a atenção com outra criaturinha, ainda menor que ele (post extenso em produção)
  • disse que a irmã chora demais: é uma chorista.
  • disse que o choro da irmã vai incomodar os vizinhos (palavras dele).
  • disse: não aguento mais o choro dessa menina! (e tapa o ouvido com os dedos)
  • mas também não tem um dia que não acorde e vá direto procurar por ela para abraçar, beijar e fazer carinho. não tem um dia sequer que não queira pegar a irmã no colo para cantar e conversar com ela, como conversava com a barriga.

o pai

  • agora não tem um minuto de sossego. se antes – quando ele estava em casa – a gente se revezava pra cuidar de um enquanto o outro descansava, agora é pauleira o tempo inteiro. como 50% dos problemas (ou mais) dela só se resolvem com peito, ele acaba  muito mais tempo por conta do benjamin.
  • acho que caiu numa poção de sonífero.
  • quando vejo ele cuidando dos pequenos, tenho certeza de que ele nasceu pra isso. e que, mais que nunca, não poderia ter encontrado pessoa melhor para me casar : )

uah

ps: não, não fizemos ensaio fotográfico de um mês. mas a pequena já estreou na vida de artista posando como modelo pra essas mantas/cueiros lindos da loja da família moderna, da nossa amiga tati sabadini.

 

Related Posts with Thumbnails

categorias: constança, desenvolvimento do bb, mês 0-3, para bebês

assine nosso feed ou receba por email


33 Comments »

  1. Favor notar que os dois franzem o nariz pro mesmo lado quando bocejam! <3 é muuuuita fofura!
    Parabéns, Lu!!! Não vejo a hora do meu parasitinha chegar também para a casa ficar com esse cheirinho de RN!
    bjoks
    Carol http://www.meuparasita.com

    Comentário by caroltoom — julho 15, 2013 @ 9:08 am

  2. Ah, este jeito pica-pau de procurar o peito. E os barulinhos! Que delícia! Eu dizia que o Igor era minha portinha rangendo… Saudade.

    Comentário by viviane — julho 15, 2013 @ 9:13 am

  3. Mas é a cara do mano……..!!!! Muito lindoss

    Comentário by Lisi — julho 15, 2013 @ 9:38 am

  4. Simplesmente perfeito..sua familia é exatamente uma benção…parabéns…lindo de mais tudo isso…

    Comentário by Viviane Silva — julho 15, 2013 @ 9:48 am

  5. Ah… senti a catinguinha daqui! 🙂
    Delícia a liberdade de fazer como o instinto manda, né!
    Tá linda, a sujinha!
    Bjs!

    Comentário by Gabi Sallit — julho 15, 2013 @ 10:34 am

  6. Concordo plenamente. Recem nascido caga e golfa o tempo todo. Tem muita gente sem noção…

    Comentário by Mara — julho 15, 2013 @ 10:13 pm

  7. <3

    Comentário by luíza diener — julho 16, 2013 @ 5:24 pm

  8. Sansa <3

    Comentário by Ana — julho 15, 2013 @ 10:48 am

  9. Que lindo !! ameei o apelido!! Sansa! fofoo

    Comentário by Mirelly — julho 15, 2013 @ 10:47 pm

  10. Lindos lindos lindos! O meu já tem 3,5 meses e já sinto saudades demais de quando era RN! Cada fase è maravilhosa, mas ele não faz mais o barulhinho mais lindo do mundo pra mamar, não fica igual um pica-pau e não tem mais chorinho mais gostoso de se ouvir! Hoje não é mais vesguinho e grita de irritação quando chora! rs
    Ao contrario da Lady Sansa, Théo nunca dormiu muito tempo. Tanto que nunca consegui sair de perto. Era peitinho o tempo todo e sem horários, logo… Quando eu pensava que podia descansar um pouco porque ele, afinal, havia acabado de mamar, lá vinha ele de novo! rs
    Agora, que porquinha ela, tadinha! rsrs
    Théozinho sempre tomou 2 banhos por dia e adooora! Sempre ficou enjoado de estar sujinho. Ah! A noite aqui era exatamente igual! Chorou-peito-cocô de novo- peito de novo pra acalmar- cocô de novo-chorou- peito pra acalmar- cocô -choro- peito… E assim passava todas as noites, com os peitos doendo e sem saber amamentar direito… Foi tenso! Mas já morro de saudades e já planejo o próximo! rs
    não saí de casa com o Théo até o 2º mês, exceto pediatra, vacina, casa da vovó, banco de leite (#medodelugaresfecjados)
    Depois do 2º mês sim, igreja, shopping, feira, cinema… Ninguem nos segura mais 🙂
    Felicidades pra família!

    Comentário by Layane — julho 15, 2013 @ 10:48 am

  11. Adorei o resumão e lembrei como era delicioso e turbulento ser mãe de recém-nascido. Não que não seja delicioso e turbulento (ainda mais?) agora com quase sete.
    Constança é linda, e as fotos estão maravilhosas!

    Comentário by Denise — julho 15, 2013 @ 10:56 am

  12. Verdade…até o franzir o nariz!!!! Parabéns familia linda!!!! Ah…Lu, nem ligue pros "comentários criativos do povo"…rsrsrsrsr…o importante é q vcs são felizes, se amam, se completam!!!! Que venham mais e mais alegrias, suspresas e aprendizado!!! Feliz, mais muiiito feliz mesmo por vcs 4!!!! Sucesso e q Deus continue a abençoá-los!!!

    Comentário by Marta — julho 15, 2013 @ 12:14 pm

  13. Eu também fiquei um bom tempinho em casa curtindo meu RN. Comecei a sair mesmo (shopping, restaurante, etc) só no 4o mês.
    Sinto falta de um bebêzinho pitoco para cheirar e abraçar o tempo todo…
    A Constança está uma linda! Só que não acho ela muito parecida com o Benjamin, acredito que ela seja a carinha da Luíza com os olhos do Hílan… mas como não os conheço pessoalmente, não posso opinar muito 😉
    Adorei o texto!

    Beijos
    Marina

    Comentário by Marina — julho 15, 2013 @ 2:05 pm

  14. eu tb acho que ela não tem nada a ver com o benjoca. olhando fotos minha de recém nascido, acho minha cara! mas vai saber, né? ehhehehe;

    bj

    Comentário by luíza diener — julho 16, 2013 @ 5:29 pm

  15. A Lara tá aqui junto com as primas gemeas de 1 ano e sempre que elas choram ela fala "meu deus, vai me dar dor de ouvido", hohoho. Estamos aí nesta semana toda, uma hora podíamos combinar de levar todo mundo num parquinho ou algo assim pra eu ver a sansinha, hein?

    Comentário by Lorenna — julho 15, 2013 @ 2:41 pm

  16. Mto legal ver o que aconteceu com vcs neste primeiro mês, dividir esses momentos tão importantes e passageiros. Que curtam mto!
    Um amor essas fotos e família,
    bj,
    Marília

    Comentário by Marília — julho 15, 2013 @ 2:52 pm

  17. Oi Luiza, parabéns pela filhota. Sem querer julgar, só prá te dar uma dica, desde que engravidei da minha primeira filha( hoje tenho duas) escuto principalmente dos mais antigos ( aqueles papos de vó) que calmante de bebê é banho, quem sabe se vc der um banho bem morninho e demorado na banheira no comecinho da noite e colocar ela prá mamar ela não dorme melhor? Fora que banho morno também ajuda com as cólicas. Com as minhas sempre que queria dar uma acalmada recorria ao banho.Fora que cheirinho de bebê de banho tomado é outra coisa…

    Comentário by Martha — julho 15, 2013 @ 2:56 pm

  18. vc é a mara tb!???

    Comentário by HilanDiener — julho 16, 2013 @ 11:01 am

  19. Banho pra que, se nem se suja? Se lavar, tira o cheirinho natural nhóin nhóin tchuqui tchuqui de recém nascido!!!
    Cheiro de filho da gente é o melhor do mundo!
    Tá linda, tão lindos!

    Comentário by Aline Duarte — julho 15, 2013 @ 3:01 pm

  20. Vc não tem filho não, né? Nem se suja? e as golfadas que todo recem nascido dá? delicinha de cheiro de leite azedo… e as cagadas moles que enchem as fraldas? pelo amor de Deus…

    Comentário by Mara — julho 15, 2013 @ 10:12 pm

  21. vc é a martha?

    Comentário by HilanDiener — julho 16, 2013 @ 11:01 am

  22. Até onde eu sei não tomar banho não significa que ela não limpa a criança!
    Sabe aquela história de opinião é igual c*, cada um tem o seu e faz o que quiser? Então, fia… vai cuidar dos seus filhinhos, amor! Aproveita e come um chocolatinho que você tá precisando!

    Comentário by Alyne Mundt Bill — julho 16, 2013 @ 3:00 pm

  23. Querida, tenho uma filha de sete meses muito linda e cheirosa que só toma um banho por dia. Ninguém falou que o bebê não é limpo, só que não tomou banho-enfiou-debaixo-dagua. Que eu saiba há várias maneiras de limpar uma criança além do banho propriamente dito, e se você não as conhece, você é que não tem filho.

    Comentário by Aline Duarte — julho 18, 2013 @ 11:43 pm

  24. totalmente maravilhosos!

    Comentário by marinaguimaraes — julho 15, 2013 @ 3:45 pm

  25. Minha 2a filha esta com 2 meses e a impressao que tenho eh que vc esta a descrevendo. Vou favoritar esse post pra ler no futuro e lembrar como foi. haha (mentira, tenho anotado, ta?). Sobre as colicas, mil pessoas me disseram que elas pioram com as mamadas-conforto porque o nenem ta desesperado e engole mais ar ainda (e faz mais coco, solta mais pum), entao to tentando diminuir (e aumentar o tempo no colo, se isso eh possivel). Boa sorte com as colicas (me parte o coracao ver uma coisinha tao pequena sofrendo tanto – nao sei vc, mas quase morri de colicas pos-parto, entao imagino a dor delas).

    Comentário by misslazyhasababy — julho 15, 2013 @ 4:54 pm

  26. Sansa tá lindaa! Ri muito com o ciclo sem fim hahahah. Preciso comentar que baixei um joguinho no celular pra passar o tempo que sempre me lembra o benjoca, o nome é benji banana, é um macaquinho que pula de cipó em cipó recolhendo bananas rs.
    Outra coisa, fico imaginando como vocês, mães, aguentam a restrição de sono. Eu, que não tenho filho, mas tenho insônia, sou um poço de impaciência e mau humor quando durmo mal ou pouco. Admiro essa disposição pra ser amorosa mesmo caindo de sono rs, eu chego lá um dia =)
    beijo!

    Comentário by Mariana — julho 15, 2013 @ 8:49 pm

  27. Acho lindo você compartilhar toda a sua experiência e dia a dia de mãe conosco sem ao menos nos conhecer..me sinto agraciada por "participar" desse mundo maravilhoso, mesmo que pela tela.. já é o bastante..
    Gostei demais do seu relato assim como tantos os que você escreve aqui..as fotos ficaram lindas.. a Sansa está linda e é muito parecida com você! Parabéns pela família e que Deus os abençoe em o nome de Jesus!
    boa noite pra vocês!!

    Comentário by Mirelly — julho 15, 2013 @ 11:05 pm

  28. Que família linda!! Quando estava gravida acompanha seu blog, e me encantava com tudo, hj minha baby tem 9,5 meses, e por um acaso encontrei uma foto no instagram, sua com um bebe, me emocionei ao ver ser parto, relembrando do meu. Como passa rápido!!! Nem sabia que estava gravida!! Mais uma vez, linda família!! Parabéns!
    Viver esse amor é magnífico, deu saudade de tudo, da gestação, do parto (infelizmente n consegui normal), desse trabalhinho dos primeiros meses. Bjs

    Comentário by Ludimylla — julho 16, 2013 @ 11:35 am

  29. Oi Luiza lindo! O meu filho tem alegria a proteina do leite e a gastro dele disse que não tem nada ainda comprovado cientificamente mas quando o irmão tem a a alergia o outro ao nascer tem que ter a dieta sem leite até a comprovação. boa sorte!

    Comentário by Carol — julho 16, 2013 @ 7:52 pm

  30. Que lindooooooos! <3

    Essa última foto, nossa, impressionante como ela se parece com o Benjoca! Se bem que acho ela bem parecida com vc desde as primeiras fotinhas que vi! 🙂

    Beijos!

    Comentário by Thaís Helena Olimpio — julho 16, 2013 @ 9:52 pm

  31. Olá! Adorei as mantas que aparecem no post, inclusive o quarto do meu filho tem motivos em estampa chevrom. Entrei no link da loja onde você comenta que elas são vendidas e não encontrei nada. Sabe onde posso achar? Obrigada

    Comentário by Pâmela — abril 6, 2014 @ 11:49 am

  32. Ola!

    É impressionante… é como se eu estivesse lendo a história do meu Davi q neste momento tem 2 meses!

    #emtudo

    Comentário by Renata Rodrigues — junho 18, 2014 @ 3:19 pm

  33. Luiza, sei q o post e antigo, mas estou revendo seus textos e uma coisa me chamou atençao.
    com 1 mes vc saiu com a sansa, e tudo bem!
    Quer sair com a minha pro shopping, mas todo mundo me mete tanto medo.
    Ela tem 1 mes e meio.
    To tao na duvida.

    Comentário by tyta — outubro 2, 2014 @ 9:11 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment

*