14 de abril

10 meses de constança

por luíza diener

10

 

eu fujo, fujo, mas a verdade é que eu adoro um clichê. agora que ela fez dez meses, tá perto, muito perto de 1 ano. dois meses passam num pulo!
não vou dizer que passou voando e que parece que foi ontem que ela nasceu porque não. parece que tem muuuito tempo que isso aconteceu especialmente porque tem 10 meses que eu não durmo a noite inteira, que passo muitas noites em claro e acordo com as galinhas. ou seja, os dias estão mais longos, o que faz parecer que tem uns doze anos que ela nasceu.

sansa tá linda, linda, linda, fofa, querida, sorridente, simpática, serena, voluntariosa, cheia de vontade e amor pra dar.
então puxa um banquinho, pega sua bombinha de leite materno e simbora mais eu:

  • joga a cabeça pra trás quando contrariada ou quando muito feliz.
  • gosta de deitar a cabeça na gente, no chão, nas pessoas, especialmente quando está se deslocando e cansa.
  • não sei se ela vai engatinhar não. ela se arrasta pra cá e pra lá, cada vez mais rápido.
  • e por falar em se arrastar, vai atrás do irmão prum lado e pro outro e muitas vezes chora quando ele sai de perto.
  • tem dormido melhor, o que não quer dizer que dorme a noite inteira. eu sinceramente não espero que isso aconteça tão cedo, então não me frustro. mas agora, se eu boto ela no colchão dela e ela acorda, geralmente ela dá uma resmungada e volta a dormir. tá aprendendo a se confortar sozinha e isso é muito legal (pra ela e pra gente).
  • tem comido bem melhor também. ainda no ritmo e quantidade dela, mas tá comendo de tudo, aceitando comida em pedaços (pra segurar) ou amassada (na colher) e isso é mais do que bom, é excelente.
  • passei a cozinhar a mesma coisa pra ela e pra gente. a comida da casa leva menos sal (já não leva muito desde a época do benjamin) e vai bem temperadinha, só com coisas naturais e saudáveis (nada de temperos prontos, linguiças, bacon, etc). assim todo mundo sai na vantagem.
  • tenta reproduzir alguma ação ou comportamento. exemplo: eu seguro um objeto com a boca enquanto pego ela no colo. se tiro da boca e dou pra ela, ela pega, examina, mas logo tenta botar na minha boca de novo. e fica nessa brincadeira de tirar, olhar, botar de novo
  • demonstra seu amor mordendo. vem como quem vai beijar, de boca aberta e tudo, e morde a gente. ontem eu estava sentada no sofá, com os pés no chão e veio a pequena se arrastando e NHAC! mordeu minha canela.
  • tá cabeludinha, de fazer mini cachos na parte de trás da cabeça.
  • de repente ficou a cara do pai. até uns 4 ou 5 meses era eu, esculpida em carrara. de mostrar foto minha na mesma idade e deixar qualquer um confuso. os meses que se seguiram foram de definição de uma carinha mais dela, para transicionar e puf! ficar a lata do pai. parece que selecionou o rosto dele, copiou, arrastou e colou na cara dela.
  • pela primeira vez viu o mar, entrou no mar, comeu areia da praia e pegou um bronze.
  • escangalhou todo o brinco: perdeu a tarraxa de um lado e arrancou a pérola do outro. do tipo moleca mesmo.
  • foi pra fralda XG. como assim, menina? pode não.
  • sentada, gira no mesmo eixo em 360º, pra analisar tudo ao seu redor.
  • já tenta subir apoiada nos móveis, mas nem sempre consegue. ou melhor, quase nunca consegue. mesmo assim tenta e adora ficar em pé segurando em alguma coisa.
  • dança quando gosta de alguma música.
  • este vídeo resume bem como ela se comporta quando fica muito tempo no nosso colo. é isso, com exceção de que ela não é tão peluda (mas igualmente gordinha e fofa).
  • pega o copo de transição sozinha – geralmente com uma mão só, pra fazer charme – e bebe muita, muita água. às vezes só por hobby, porque nem sempre ela engole e muitas vezes cospe, só pelo prazer de cuspir. quando cansa de brincar, joga no chão sem dó nem piedade.
  • como disse acima, aprendeu a cuspir. então, minha filha, tenta botar mais comida na boca dela quando ela está satisfeita pra ver a lambança…
  • e também como disse, fica jogando as coisas no chão pra gente pegar. eu não caio nessa não (falta de paciência, confesso), mas ela leva a galera ao delírio. já vi gente que se amarra em pegar, entregar pra ela, ver ela jogar no chão e pegar de novo. ué, tem cachorro que gosta de correr atrás da bolinha.. ahahahahah (sem ofensas! eu amo cachorro)!
  • não é de botar muito as coisas na boca, mas adora comer um papel.
  • aprendeu a descer do colchão em que dorme, no chão.
  • quando as coisas somem do seu campo visual ela procura em todo o canto. esconder alguma coisa atrás da gente ou embaixo da perna já não funciona mais. ela vai lá e tenta achar e resmunga se não conseguir pegar.
  • aliás, é uma doçura de menina, na mesma proporção que se irrita quando contrariada.
  • aprendeu o movimento de pinça e pega tudo que é pequeninho pra botar na boca.

e agora, com vocês, inauguramos o (tcham tcham tcham tchaaammm):

pequeno vocabulário sonserinês-português

não quer dizer que ela diga sempre, mas que já falou alguma vez (ela tem dessas. solta umas palavras, repete algumas vezes por um dia, ou por alguns dias seguidos e depois para completamente)

  • dó – benjamin (que deriva de benjoca, joca, doca, dó)
  • naná, mamá, mamã – mamãe (ou mamar. nunca soube ao certo)
  • dedai – papai (que deriva de jedi)
  • té – tov
  • tau – tchau, com direito a gesto
  • êda-ô (ou simplesmente ô) – “cadê? achou”, com direito a botar na cara (ou na cabeça) e abaixar.
  • titi – “toca aqui”, com direito a bater na nossa mão.

assim… ela esporadicamente faz isso. só quando dá na veneta. quando falou mamã, papá e vovó pela primeira vez (e também repetiu aiaiai), fez isso por um ou dois dias e não falou mais nenhuma palavra por praticamente um mês.

e assim caminha a humanidade.

Related Posts with Thumbnails

categorias: constança, desenvolvimento do bb, mês 9-12

assine nosso feed ou receba por email


6 Comments »

  1. Eu sempre falei isso: não vejo esse tempo passar rápido não, viu?

    O povo não me entendia… Vc me entende!! kkkkkkkkkkk!!

    Passa rápido pra quem dorme, meu amigo… rsrs

    Comentário by Paula — abril 14, 2014 @ 9:45 am

  2. passa lento demaaaiiissss! quero dormir! ahahahhahah

    Comentário by luíza diener — abril 14, 2014 @ 12:04 pm

  3. Luíza, lembro de uma vez ter lido que o único sono de qualidade da Sansa era no colo, como vc fazia, ou tem feito a noite com ela, faz uso de cama compartilhada?

    Comentário by Isabella — abril 14, 2014 @ 6:23 pm

  4. Luiza, também estou nessa de achar que não passa nada rápido, meu sonho é dormir a noite toda e acordar um pouco mais tarde, as 07 já ta de bom tamanho kkkkkk
    O benjoca começou a dormir com quanto tempo???
    Bjsssss

    Comentário by Lili — abril 14, 2014 @ 9:54 pm

  5. Luiza, adoro seu blog, suas fotos, seus textos. Tenho uma curiosidade enorme em saber como vc consegue ter uma rotina sem tv! Tenho um pequeno (1 ano e 10 meses) em casa, tb evito a tv, mas tem horas em q parece impossível! Qdo vou lavar a louça, tomar banho, e preciso deixá-lo sozinho, essa me parece a única opção! Aí ele fica vendo desenho e eu fico tranquila por ficar um pouco distante.

    Comentário by Carol — abril 15, 2014 @ 12:12 am

  6. quantos kg a sansa ta ?

    Comentário by ane — maio 6, 2014 @ 5:20 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment

*