12 de dezembro

12 semanas – cadê as mudanças?

por luíza diener

12 semanas de gestação, primeiro trimestre acabando, uma perspectiva de novos horizontes se abrindo. será?

lá dentro da barriga, um milhão de coisas acontecendo.
o bebê já consegue ouvir minha voz, os olhinhos e orelhas estão praticamente na posição definitiva, as mãos e pés já apresentam todos os dedinhos e as unhas já estão em formação.
o bebê tem o tamanho de um limão e seus reflexos estão cada vez mais apurados. se alguém toca a minha barriga ele é capaz de sentir e responder ao movimento. aliás, ele já mexe bastante, mas eu não consigo sentir nadica de nada.
toda vez que eu juro que senti alguma coisa, logo em seguida vem uma vontade de peidar e eu descubro que eram apenas gases.

aliás, os gases. eles estão de volta! na gravidez do benjamin eu já era deveras gasosa e passei por maus bocados com essas pequenas bolhinhas malcheirosas.
e agora, cheirosas ou não e sem hora para acontecer, elas retornaram sem qualquer pudor. com a sorte de, desta vez, eu contar com um filho mais velho, no qual eu posso dar a entender ser o dono de eventuais odores desagradáveis.

o cansaço tem sido uma coisa terrível e malévola que faz eu me arrastar pelos cantos na parte da manhã e, especialmente, após o almoço. eu também sofri desse cansaço na gravidez do joca, mas, apesar de naquela época trabalhar, eu descansava muito mais. agora, com o filhote a todo o vapor (e pulando esporadicamente algumas sonecas da tarde), a sensação que eu tenho é que inverteram minha pilha.

vontade de fazer xixi o tempo inteiro. faço mais xixi que o benjoca. aí tenho dormido pouco, porque acordo umas duas vezes à noite para ir ao banheiro, enquanto a fralda dele amanhece seca quase todos os dias.

meu coração bate a mil por hora, não apenas de emoção (rá) mas porque o fluxo sanguíneo tem aumentado bastante. em repouso eu posso senti-lo pulsar não apenas do lado esquerdo do peito, mas também na minha barriga. e olha que estou falando no sentido literal da coisa. se eu paro e olho para a barriga, vejo-a pulsando no ritmo do meu coração.
além do mais, se faço um pouco de esforço, posso ouvir meu coração bater, sem nenhuma ajuda de estetoscópio ou nada semelhante, de tão forte que tá o treco.

outro bônus que eu ganhei com ambas as gravidezes foi o superolfato.
lembro-me como se fosse hoje de, logo no início da gravidez, perceber que eu conseguia sentir cheiros incomuns à distância.
o superolfato parece uma espécie de superpoder. sempre tive um olfato mais apurado, mas na gravidez ele se multiplica. sei dizer se uma comida tem muito sal só pelo cheiro. sinto e distinguo o odor de comidas variadas a metros e metros de distância e posso dizer se ela está crua, cozida ou mal passada. e o pior, eu farejo o medo.
sei lá, pode ser meio subjetivo, mas por duas vezes eu senti uma pessoa suar de nervoso em situações muito específicas. call me crazy, maybe.

mas o superolfato é meu poder e minha fraqueza. porque cheiros forte em demasia sempre me causaram mal estar. agora, como todo cheiro é muito intenso, eu enjoo por qualquer coisa. e o enjoo é sempre de cheiros. a vantagem é que, só pelo cheiro, eu sei dizer se uma comida vai me fazer mal ou não. e por confiar muito nisso, eu já me livrei de muitas enrascadas.
rapidinho descobri que não posso com alho ou frango assado só pelo cheiro. mas se eu insisto e consumo alguma dessas coisas, pode apostar numa grávida revirada depois.

não chego a vomitar nem nada. é só uma indisposição que, infelizmente, demora um pouco para passar.
eu faço alguns truques para contornar os enjoos, como nunca ficar de barriga vazia, comer coisas cítricas/ácidas, consumir  gengibre com frequência (santo remédio). esses dois últimos têm sido a salvação para mim, o que me permitiu passar por esse primeiro trimestre sem remédio para enjoo, salvo uma única vez em que comi frango com alho (vejam bem) e deu no que deu. mas o remédio era tão ruim, mas tão ruim, que eu preferia ter passado mal sozinha. remédio pra enjoo nunca mais!

a esperança é que, com o fim do primeiro trimestre, a bomba de hormônios dê uma assentada e a indisposição melhore. o útero também tende a dar uma subida e vai aliviar um pouco minha bexiga, me deixando mais tempo sem visitar o banheiro (dizem que os hormônios também influenciam).
eu até achei que nos últimos dias meu apetite estava melhorando, mas domingo eu estava num hotel com o maridão (comemorando 6 anos de casamento, gente) pirando nas possibilidades de me acabar nos quitutes que só esses cafés nos oferecem, quando a garçonete do hotel me passa com um negócio igualzinho a um filé de frango com molho shoyu. suspende a larica gravídica que o frango chegou!
que tipo de hotel serviria frango ao molho shoyu num café da manhã? não o hotel no qual estávamos hospedados.
aquilo era um prato que chama-se cartola. trata-se de um queijo com banana, açúcar e canela. deveria ser uma delícia, mas naquele momento em que tudo pareceu um frango, o apetite foi para as cucuias e não voltou. até hoje.
até hoje!
não pode.
mas o frango na cartola me corrompeu para sempre.
e o ânimo parece que pegou carona e vazou também.

e eu fiquei aqui, meio estacionada no primeiro trimestre, ciente de que meu bebê está crescendo a todo vapor, mas com uma barriguinha sem vergonha que custa a aparecer.
por conta de toda indisposição, mantive-me praticamente com o mesmo peso (para não dizer mais magra), usando acho que todas as roupas de outrora.

e quando me perguntam: e a barriguinha, cadê?, eu respondo: bem que eu queria saber. se descobrir, me avisa e traz aqui pra mim (;

Related Posts with Thumbnails

categorias: Tags:, , , constança, desenvolvimento da gravidez, estou grávida

assine nosso feed ou receba por email


28 Comments »

  1. Ameiiiiii o site, estou de 7 semanas… também anciosa pelas mudanças, que ainda são poucas! rsrs bjus

    Comentário by Karine — dezembro 12, 2012 @ 10:11 am

  2. Ameiiii é muito louco estou de 11 e indo pra 12 semanas é exatamente tudo o que estou sentindoooooo,,,,enjoos cheiros Visões erradas eu não nem pensar em Feijão ueka ,,,,e tudo que se parece com feijão ou cheiro do feijão me da enjoos será que um dia vou voltar a acomer feijão essa é a minha pergunta,kkkkk outra coisa é carne cara eu era Louucaaaa por carne hoje n posso veeerrr…kkkkkkkk

    Comentário by Camila — dezembro 12, 2012 @ 11:09 am

  3. nossa. estamos no mesmo barco. eu estou com pavor de feijão! não entra mais aqui em casa. agora eu só faço lentilha.
    e carne eu tive uma fase absurdamente enlouquecida por carne. agora também estou passando longe

    Comentário by luíza diener — dezembro 12, 2012 @ 10:39 pm

  4. eu tmb estou de 7 semanas, passando muito mal e anciosa pelas mudanças….rrsrs boa sorte bjoss

    Comentário by Suzana Kelly — dezembro 12, 2012 @ 9:37 pm

  5. Luíza, adoro seu blog, já acompanho há um tempo e até o linkei no meu, mas nunca comentei.
    Não estou grávida, mas adoro acompanhar as notícias da evolução dos seus bebês! Parabéns!
    Bjs

    Comentário by Loroca — dezembro 12, 2012 @ 3:37 pm

  6. eee! obrigada!

    Comentário by luíza diener — dezembro 12, 2012 @ 10:39 pm

  7. Oi Luíza!!

    Mas eu me afinei neh com a história dos gases hahaha

    descobri que estou grávida a pouco tempo, sexta agora faço 6 semanas! E pra nosso desespero e felicidade tb descobrimo que são gemeos hauishauishau
    ando enjoada só…e umas tonturinhas leves..

    Te convido se quiseres dar uma passadinha no nosso blog, citei vcs, mas nao consegui marcar o potencial gestante na fala pq ainda to aprendendo a mexer no blog rsss
    eu e meu marido fizemos dis blog.
    http://marinheirodeduasviagens.blogspot.com.br dele
    http://marinheiradeduasviagens.blogspot.com.br meu rs

    aparece lá! vou ficar feliz em vê-los!

    beijinhoossss

    Comentário by Juh Guimarães — dezembro 12, 2012 @ 7:12 pm

  8. Lu, vc já leu o livro Perfume, autor Patrick Suskind? Lembrei quando vc descreveu o seu olfato. Mas ó, só pelo olfato viu? Rsrs

    Beijocas na família!

    Comentário by Nana (a louca do bebê) — dezembro 12, 2012 @ 7:37 pm

  9. nunca li, mas já ouvi falar. fizeram um filme, não fizeram? eu adorei!
    sempre tive esse lance com o olfato, mas na gravidez potencializa. será que também consigo sentir o perfume dos mortos? ahahahhaha

    Comentário by luíza diener — dezembro 12, 2012 @ 10:41 pm

  10. comigo foi assim: antes de descobrir a gravidez, senti um cheirinho de carne me mandei pruma churrascaria, detalhe que eu passei anos sem comer carne e meus restaurantes preferidos são os naturebas. segunda mudança foi o peixe, não podia ver, sentir cheiro ou até ouvir falar que enjoava, detalhe: eu amoooo peixe, especialmente salmão. e o olfato, claro… se alguém fumou num carro há dias atrás, eu não conseguia nem entrar, falava mesmo, vou ficar aqui e pego o próximo. afff… e respondendo a sua pergunta camila: depois volta ao normal e vc pode comer seu feijão sossegada. Bjos

    Comentário by Diana — dezembro 12, 2012 @ 8:31 pm

  11. é tipo isso mesmo. ehehhe
    bjao

    Comentário by luíza diener — dezembro 12, 2012 @ 10:41 pm

  12. Luiza, gosto muito do seu blog. Acompanho há tempos, desde quando eu era uma potencial gestante… e ficava babando nas transformações mês a mês do Benjamim . Hoje estoju com 11 semanas do primeiro bb e me identifico bastante com muitas coisas que vc descreve. Bjos

    Comentário by Celina — dezembro 13, 2012 @ 4:38 pm

  13. eita! vamos ter uma gravidez pertinho agora! espero que goste de acompanhar o crescimento deste bebê tanto quanto curtiu o benjoca. agora teremos muitas figurinhas para trocar 😉
    bjos

    Comentário by Luíza Diener — dezembro 16, 2012 @ 3:49 pm

  14. Qunta coincidência!! Sou casada há 6 anos, tenho uma filha de 2 anos e 3 meses, estou grávida do segundo de 8 semanas, não estou aguentando nem pensar em feijão e estou rastejando pelos cantos de tanto sono…rs … Bom demais acompanhar seu blog e seus relatos e saber que não estou sozinha com minhas inseguranças! Que tenhamos uma gravidez plena! Até o próximo post! Beijão!

    Comentário by Izabela — dezembro 16, 2012 @ 2:09 pm

  15. Caramba! coincidências demais! só falta você me falar que mora em Brasília também. ehehehhe!
    nossa, feijão é terrível. até agora eu não dou conta. deus me livre.

    boa sorte na gravidez. que você melhore logo dos enjoos (espero que não esteja tento muitos) e que tenha muita saúde e tranquilidade nessa gravidez.

    Beijos! Prazerzão

    Comentário by Luíza Diener — dezembro 16, 2012 @ 3:45 pm

  16. Oi Luíza, adoro o blog, comento de vez em quando!
    Eu estou com 28 semanas e passei o comecinho da gravidez lendo bastante sobre sua gravidez do Benjamim, isso foi muito legal! Agora, você grávida denovo é mais legal ainda.
    Bom, o que eu queria contar é que minha gravidez é um sossego na maioria das coisas. Mas azia e anjôo (um enjôo fraco, mas contínuo) eu tive O TEMPOO TODO. Daí, você falou dos remédios, e eu tomei e tomo todos os dias. Eles tem me salvado. Se eu passasse o desconforto do enjôo e da azia todos os dias ia sofrer demais. Tomara que os seus desapareçam. O cansaço meu desapareceu repentinamente, mas o resto…só com remédio! Bjs

    Comentário by Aline Duenha — dezembro 18, 2012 @ 7:27 am

  17. Oi Luiza; achei seu Blog hoje.. Já devorei bastante coisa , ja rí outros montes…..
    Estou com 6 semanas e 2 dias da minha primeira gravidez…. me identificando MUITO com esse texto seu; graças a Deus não tenho enjoo nenhum… se não fosse os exames de sangue e o HCG nem achava que tem gente dentro da minha barriguinha… Só a Fome de leopardo, e Dor nos peitos (enormes) e essa é a única mudança no meu corpo até agora.

    Parabéns pelo Blog e pelos Bebês!!!!
    Bjs

    Comentário by Valéria — junho 12, 2013 @ 12:05 pm

  18. Finalmente um blog engraçado! Não aguento mais as chatices dos sites politicamente corretos por aí! Adorei a parte referente aos peidos, interessante dizer que conheci muitas grávidas que insistem em que as "borboletinhas" que sentem às nove semanas de gestação são os movimentos do embrião. Affff. Na primeira vez que ouvi essa, eu até tentei explicar: "minha filha, são peidinhos que querem sair", mas obtive uma reação negativa (acho que pela minha tentativa de destruir esse momento mágico em que ela colocava a mão no peidinho e chamava o marido para sentir) tão negativa a ponto de, se uma grávida de tão pouco tempo me diz que sente o bebê, eu mesma coloco a mão em cima do pedinho dela para sentir ahahahahahah

    Comentário by Amanda — setembro 13, 2013 @ 2:59 pm

  19. Caramba! Seu post é antigo, eu sei. Mas hoje dei uma fuçada aqui no blog e achei. Estou com 10 semanas da segunda gestação (tenho um filho de 1 ano e 3 meses) e parece que você descrevia o que sinto 100%. Sinto um cansaço descomunal e um mau estar constante e irritante. Gases, enjoos, soooooono. Nossa única diferença é que eu, 6 kg a mais que ainda carrego da primeira gestação, já tenho uma barriga de 4 meses e me perguntou o que será dela em algumas semanas. As vezes, confesso, sinto desconfiança e uma certa inveja das abençoadas gestantes que 'não sentem nada'. Quem me dera….aos 35 anos estou mais grávida do que nunca!!! Vou fuçar mais um pouquinho buscando mais conforto ao ver que não estou sozinha….rsrsrs

    Comentário by Nancy — novembro 26, 2013 @ 3:08 pm

  20. Estou com 10 semanas, e nossa! Parece que fui em que escrevi esse texto!! Sinto tuuuudo isso! E barriguinha, nada de aparecer ainda… só um leve inchaço mas que só eu vejo, hehe super ansiosa pra barriguinha crescer! hehe

    Comentário by Jéssica — junho 11, 2014 @ 12:59 pm

  21. Oi,sinto td isso estou estou de 12 semanas tenho 17 anos e a barriga nem aparece ainda mais meu marido diz q ja consegue ver mais eu nao vejo nem uma diferensa anciosa pra q a barriga comece aparecer,adorei o seu texto foi muito bom pra mim…..um bjao pra tdas as maes e boa sorte a tdas!

    Comentário by Alessandra — novembro 1, 2014 @ 8:43 am

  22. Gente to d 8 semanas e não aguento mais vomitar todos os dias de manhã e nao aguento senti o gosto e nem o cheiro de alho. Quando eu sei q vo vômitosa eu aviso que não vo come. Eu sei quando vo vômita meu esposo me disse ontem q eu so fresca e nojenta eu passo mal pq coloco na cabeça essas duas palavras me fizeram desabar em lágrimas. Gente quem e q q passa mal de proposito me sinto hhorrível quando olho no espelho e vejo o quanto estou magra ouvi isso acabo comigo

    Comentário by leidiane — março 12, 2015 @ 8:57 am

  23. Olá , estou de 11 semanas e 3 dias. Estou na minha quarta gestação , tenho três meninos e tds as minhas gravidez foram bem enjoadas e com mts vômitos.

    mas essa está totalmente diferente sinto enjôo bem fraco , ñ vomito , como muito e vivo dormindo. tudo diferente das outras vezes . As vezes eu ñ sinto q estou grávida , mas qd meu coração começa a pular , então minha ficha cai novamente. Como eu já disse estou na minha quarta gravidez mas é a primeira q eu fico assim . pfv me ajudem ! bjs…

    Comentário by Tatiane — abril 11, 2015 @ 11:54 am

  24. amei o site estou exatamente com 12 semanas e sinto meu bb na minha bexiga mas sinto que ele já está começando a sobir

    Comentário by thalia — junho 12, 2015 @ 9:08 am

  25. estou com 12 semanas primeira gestacao *-* ansiosa pra ter um barrigao sentir o beber se mexer

    Comentário by eliana — julho 19, 2015 @ 10:48 pm

  26. Estou com 8 semanas 😍

    A cada dia que passa sinto meeu pequeno crescendo dentro de mim ❤❤

    Aah barriga ainda não tem rs

    Comentário by Amanda — março 24, 2016 @ 2:39 pm

  27. Galerinha..sou mamae de primeira viagem pelas minhas contas estou de 10 semanas,sinto muito enjoo e vomito mas nao tenho barriga nenhuma e nem sinto a tal bolinha durinha no pe da barriga… estou preocupada Pois me disseram q exame de sangue nao erra qndo se fala do Positivo…
    Me ajudem?

    Comentário by Amanda — abril 25, 2016 @ 5:42 pm

  28. Estou com 12 semanas e sinto uns pulinhos no pe da barriga , sera que e o bb ?

    Comentário by daiane — dezembro 5, 2016 @ 4:24 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment

*