15 de outubro

16 meses de constança

por luíza diener

IMG_2377

1 ano e 4 meses! é fofura atrás de fofura!
então vamos nessa registrar o que se passou no último mês:

  • está com quatro dentes a caminho (os caninos) e pela primeira vez eu começo a acreditar de verdade no colar de âmbar. são 4 gengivas inchadas, prontas pra romper a qualquer momento e ela tá de boa na lagoa, suave na nave, como se aquilo não fosse com ela. quando nasceram os primeiros molares também foram quatro de uma vez, mas ela estava sem o colar e eu lembro bem do sofrimento que foi: reclamações, inapetência, febre, mastigava tudo que via pela frente e várias noites sem dormir. vamos esperar os próximos molares usando o colar pra eu contar pra vocês se o negócio funfa mesmo.
  • não é mais novidade pra ninguém, mas eu queria deixar bem registrado aqui que ela já anda de verdade. aproveitando pra contar como as coisas ficaram desde seus primeiros passos, agora ela resolveu tentar correr, mas ainda não consegue. acelera o passo pra acompanhar o irmão ou chegar logo num lugar que ela queira, mas não dá conta e cai com as mãos no chão. levanta, vai com tudo e cai de novo. aí a música tema dela virou “cai, levanta, vai de novo até conseguiiiir“. se cai e reclama a gente já canta pra ela e ela distrai. benjamin especialmente gosta de cantar e é bonitinho ver como ele admira a superação dela. serve, inclusive, de encorajamento pra ele.
    e desde que pegou confiança na caminhada, cada vez mais quer descer pro chão pra explorar. tem ficado mais ousada e mais futriqueira também. se antes mexia só nas coisas daqui de casa, agora também se arrisca em ambientes novos. nada que me deixe de cabelos em pé, mas agora a atenção é redobrada. eu agradeço de coração que ela tenha demorado um pouquinho mais pra andar, porque nisso eu ganhei uns meses de sossego. mesmo assim ela continua sendo bastante coleira, no sentido de gostar de ficar no colo. eheheheh!
  • não gosta muito de comida salgada, mas gosta da nossa comida salgada. então, se quero fazer com que ela coma alguma coisa, roubo do prato do irmão ou peço pra ele mesmo entregar pra ela. sucesso garantido, pelo menos nas três primeiras vezes.
  • apesar de usar uma palavra para sinalizar várias coisas diferentes (e a gente ter que se virar tentando adivinhar o que ela quer dizer), ela tem gesticulado e indicado bem o que quer. mostra, aponta, faz gestos: aponta pra boca aberta quando quer comer, esfrega uma mão na outra quando quer lavar as mãos e, um dia desses, foi pedir um brinco da minha mãe pra usar como anel e apontou primeiro pra orelha e depois pro dedinho.
    mas o gesto mais fofinho é quando ela quer colo: bate palminha e junta as duas mãos com as palmas viradas pra gente, como quem pede uma coisa pequena, mas na verdade quer o colo.
  • pra dormir ela canta “naaaanaaaa, naaaanaaaaa” e isso tem sido o melhor dos indicadores de sono.

 

suas tagarelices infinitas cada vez mais ganham consistência e parecem fazer mais sentido, bem como suas músicas. com isso eu não poderia deixar de contar sobre seu vocabulário:

  • má – tudo que ela quer pedir relacionado a comida. pode ser para pedir mais ou para pedir algo que ela ainda não comeu. serve também pra pedir pra mamar.
  • ábu – água. sai muitas vezes com o b quase mudo: áb. também pode ser pra pedir suco ou qualquer coisa que estejamos bebendo (ai de mim se for café. ela faz um escândalo sem nem saber o que eu tô bebendo, pelo simples prazer de pedir algo que é nosso).
  • orrrr – porco ou qualquer outro bicho. na verdade se assemelha ao som que o porco faz, mas com o “o” quase inexistente e o rrrr bem arranhado com a garganta.
  • papá – papai ou chapéu ou sapato.
  • papai/papaiê – papai.
  • mamain/mamainhê – mamãe.
  • maumm – pão. ou mão.
  • versão corpo humano:
    • naná – nariz
    • ôl – olho (fala um ô seguido de um l mudo, com a língua enrolada em direção à garganta).
    • ú – umbigo (também enrola um pouco a língua pra falar, mas não tanto).
    • du-dú – o bumbum. mas pode ser bochecha também (depende de pra onde ela aponta).
    • maumm – mão. ou pão.
Related Posts with Thumbnails

categorias: constança, desenvolvimento do bb, marcos importantes, mês 12-18, para bebês

assine nosso feed ou receba por email


3 Comments »

  1. Ai que delícia ; )

    Comentário by fabrinadutra — outubro 15, 2014 @ 12:27 pm

  2. ahhahahhah Que linda!! Meu Mateus também falava abu para água! Mas às vezes era mais para aú do que para ab… ehehhehehe Parabéns Luíza, delícia de família! Posso perguntar?? Deixa, deixa, deixa?? E o terceirinho? ehehhehe Beijo

    Comentário by betarocks — outubro 15, 2014 @ 1:20 pm

  3. Ai que fofura!!! Minha pequena ainda não consigo traduzir o que ela fala. rsrs

    Beijos

    Tatiane Freitas
    http://www.prioridadedemae.com

    Comentário by Tatiane Freitas — outubro 16, 2014 @ 9:43 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment

*