27 de março

27 semanas!

por luíza diener

seismeses

esta semana completei 27 semanas de gestação. dentro dos meus cálculos malucos, isso dá 6 meses.
finalmente estou chegando no terceiro trimestre.
quer dizer, finalmente nada. eu nem percebi o tempo passar. gente, terceiro trimestre, já? quando eu me der conta, o bebê estará em sua festinha de 1 ano, todo lindo, faceiro, cheio de dente e andando pra cá e pra lá e eu vou me perguntar “mas não era ontem que eu estava grávida?”
clichê, bem sei, mas realmente nem estou vendo essa gravidez passar.

fazendo um paralelo com o meu outro único referencial de gestação – o do benjamin – to achando essa etapa final muito mais tranquila.
quando grávida do benjoca, a essa altura do campeonato eu já estava morreeendo de dores nas costelas, sem conseguir fazer mais nada direito. desta vez a costela até incomoda, mas tá muito mais sossegado. mexe aqui, remexe acolá, ajeita a posição e tudo certo: ganho mais pelo menos meia horinha sentada.
mas nem vou cantar muita vitória. vai que, né?

pra falar a verdade, estou me sentindo muito grávida há muito tempo. falta de ar, acordar à noite pra fazer xixi, andar que nem uma pata.. aliás, tenho uma observação sobre grávidas de segunda (terceira, quarta e assim por diante) viagem: todas nós, sem exceção, adquirimos uma postura gestantística muito antes da barriga ficar realmente protuberante. as grávidas de primeira estão lá, todas faceiras em seus sapatos altos, andando todas lindas, pomposas e empinadas. mas já cansei de ver essas gestantes escoladas com, sei lá, 4 meses e quase nenhuma pança jogando a barriga pra frente, arqueando as costas, andar arrastado com direito a mãozinha no quadril, aquela perna meio aberta e pé na segunda posição do balé. a minha teoria infundada é que a gente fica com uma memória corporal (ahn??) de como era estar com uma pança enorme e automaticamente nosso corpo tenta procurar aquela posição do nosso antigo eixo gravitacional de quando tínhamos uma barriga grande.
falei bobagem, mas falei bonito, ein?!

mas barrigas e estados físicos à parte, o melhor dessa gravidez é ter um novo serzinho para vivenciá-la junto comigo e com o pai: o irmão mais velho.
gente, que coisa fofa que tá o joca com essa barriga!
porque pra completar agora ele entrou numa fase de ser personagem, conversar com os brinquedos e querer que nós também incorporemos os personagens com ele.
então, do nada, ele vira e fala “bebê, você viu que a mamãe fez panqueca pra gente?” ou “bebê, agora eu vou tomar banho e depois eu volto, tá?” e nessas eu faço a voz do bebê e eles batem aaaaltos papos, só vendo. ele mesmo se intitula irmão, conta pro bebê o que está fazendo, conta que quando ele nascer os dois podem fazer aquilo juntos.. é um barato! eu acho lindo demais, porque é uma coisa espontânea dele.
eu não fico forçando a barra e geralmente deixo para falar sobre o bebê quando ele toca no assunto.
às vezes converso sobre coisas que ele também fazia quando era bebê ou conto como é uma rotina com um bebê pequeno.
mas também falo da grande vantagem em já ser uma criança (visto que ele odeia ser chamado de bebê).
essas coisas pequenas ajudam ele a pelo menos ter uma noçãozinha do que está por vir.
e, claro, conviver com bebês pequenos – inclusive recém nascidos – é algo que já é bastante comum para ele e sei que vai ajudar muito na hora do intensivão.

por outro lado, estou vivendo uma fase de pré-luto, porque sei que esses meus momentos únicos e tão constantes só meu e do benjamin estão prestes a acabar. e daí em diante não tem mais volta. o que era rotina vai virar exceção. momentos raros que só poderei passar quando o pai, a avó, uma amiga caridosa se dispuser a ficar com o bebê mais novo. e mesmo assim, quando o bebê pequeno for um pouquinho maior. ou seja, nossos dias estão contadinhos. ai ai!
por outro lado, sei que a vida é uma constante mudança e encaro isso como algo muito bom também. aproveito ao máximo essa fase, assim como aproveitei a minha fase de solteira, de noiva, de recém casada, de casada sem filho… cada momento foi uma delícia e o que não me permite morrer de tanta saudade é saber que curti bastante e fui feliz em cada uma dessas épocas.
dói muito mais antes do que depois, pra ser sincera. ou seja, estou naquele momento absurdo de já me pegar saudosa de algo que ainda não aconteceu.

mas também há algumas coisas que já estão me deixando ansiosa pela chegada do segundo. arrumar as roupinhas antigas, checar lista de enxoval (e ver que eu já tenho todo o básico e não preciso comprar praticamente na-da)…
essa semana eu lavei a almofada de amamentação que usei com o benjamin até 4 meses atrás. me deu mais um frio na barriga e uma vontade de pegar logo o bebê novo e amamentá-lo que a saudade em si de quando benjoca mamava. até porque tenho certeza de que nós dois curtimos muito essa fase tão linda e nossa.

é engraçado quando me perguntam: “e aí? tudo pronto pro segundo?” ou e “como você vai preparar as coisas sem saber o sexo do bebê?” porque na verdade nem tem muito para ser feito. a única coisa que me compete preparar logo é a caminha dos dois, porque eu queria fazer um beliche engenhoso que só estando pronto, com foto e vídeo explicativo para alguém entender. e mesmo assim acho que o bebê vai acabar dormindo na nossa cama nos primeiros meses.
ou seja, o resto é resto.

to muito mais ligada em conseguir harmonizar a vida a 4 (a 5 tá, tov?) que com detalhes de qual roupa vestir e até mesmo onde dormir.
até porque daqui a pouquinho os posts serão contando como venci isso tudo e quão gostosa está a vida com esse novo serzinho no lar.

Related Posts with Thumbnails

categorias: benjamin, constança, desenvolvimento da gravidez, estou grávida, eu gestante, para gestantes

assine nosso feed ou receba por email


14 Comments »

  1. Também estou gravida de meu segundinho (a) hehehe, também não sei o sexo ainda e também não me importo… É engraçado, na primeira gravidez a gente prepara tudo com o que pode comprar ( o bercinho, trocador, roupinhas…) no segundo é um preparo tão diferente não é? meio emocional, espiritual sei lá…. mais livre…são vivências completamente diferentes, e igualmente maravilhosas!!!!
    Beijo no Benjoca

    Comentário by Barbara — março 27, 2013 @ 9:16 am

  2. Que lindo Luiza, que post maravilhoso!
    Ta passando muito rapido meeeeeeeeeesmooooooo!
    Tbm me vejo com saudade do que ainda não aconteceu, como pode?
    Mas continue assim, aproveitando cada momento. Desejo tudo de bom pra vcs (5) e que Deus continue guiando, protegendo e iluminando vcs, para que sejam muito, mas muito felizes.
    Parabens pelo Benjamin e pelo bebezinho que "esperamos".

    Comentário by maria joaquina — março 27, 2013 @ 3:50 pm

  3. Que coisa mais linda essa barriga!

    Também acho que depois que o bebê nascer tudo se ajeita de novo e você não vai nem conseguir lembrar de como era tudo antes dele chegar. Mas isso é só a opinião de uma mãe sem filhos, ainda! Rs!

    Comentário by Loroca — março 27, 2013 @ 4:32 pm

  4. Que barriga linda Luiza, estar gravida é maravilhoso mesmo néh..!!
    Aproveita como você disse passa beeem rapido!!

    DA uma olhadinha lá no meu blog acompanho sempre o seu por aqui .. posso indicar você por lá?
    Beijos
    http://maeamorincondicional.blogspot.com.br/

    Comentário by Amanda Amaral — março 27, 2013 @ 6:06 pm

  5. É tão bom ser mãe de dois, tudo é mais fácil e tranquilo. Confirme, tudo no segundinho passa mais rápido não é? Boa espera

    Comentário by Noemi — março 27, 2013 @ 8:13 pm

  6. É engraçado mesmo. Com o primeiro a gente se importa tanto com enxoval, parafernalhas, lembrancinha de maternidade, enfeite de porta… e com o segundo a gente só tenta entender como vai fazer pra conciliar tudo, os dois filhotes, a casa e tudo mais. 🙂

    Comentário by lahnaw — março 27, 2013 @ 9:21 pm

  7. eu quero é ver o tal beliche… isso muito me interessa!

    Comentário by mari mari — março 27, 2013 @ 11:19 pm

  8. Pela sua barriga, to achando que é menina Lú!!! 🙂

    Comentário by Heloisa — março 28, 2013 @ 7:00 pm

  9. No segundo o corre-corre e muito maior e a gente fica bem mais prática. Procuro itens para enxoval online. Poderia compartilhar dicas de suas compras. Eu comprei algumas coisas mais básicas no bebestore.com.br e outros itens charmosos com bordados lidinhos no xiquexiquebrasil.com.br.

    Comentário by maria medeiros — março 28, 2013 @ 11:00 pm

  10. Ai que amor! Quando esse irmão/irmã chegar então hein? Que delícia de sensações! Estarei passando por tudo isso muito em breve. Considerando que estou na minha minha primeira viagem e radiante de felicidade. Bjs!

    Comentário by Giovanna Oliveira — março 30, 2013 @ 10:26 am

  11. parab

    Comentário by Fred — abril 1, 2013 @ 4:39 pm

  12. Oi Luísa,
    td bem?
    Casualmente vim pela primeira vez no teu blog hje, através da indicação do acaratapa e fecho 6 meses de gravidez! Me identifiquei mto com os os teus comentários e achei legal poder encontrar alguém na blogosfera que esteja na mesma etapa que eu! Tô esperando meu primeiro bebê! Sou brasileira e moro na Croácia!
    Vi mto pouco até agora do teu blog, vou ler mais, mas tô gostando mto!
    Td de bom pra ti e tua família,
    um abraço e bom domingo,
    Marília

    Comentário by Marília — abril 7, 2013 @ 8:03 am

  13. Ai, desculpa! Comecei a escrever Luíza com Z e depois troquei!!!

    Comentário by Marília — abril 7, 2013 @ 8:05 am

  14. Venho te visitar e fico com vontade de engravidar!
    Nossa Senhora das Mães de filhos únicos me proteja! rsrs
    Você está linda, espero que continue tudo bem.
    E que o irmãozinho do Ben chegue cheio de saúde!!
    Beijos.

    Comentário by @_maejestade — abril 11, 2013 @ 8:03 am

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment

*