7 meses de constança

sete (1)

sete meses.
sete meses, gente!
sete meses.
sete é mais perto de 12 que de zero. então, tecnicamente, constança já tem quase 1 ano.

ouso dizer que ela ainda não teve idade mais fofa que essa dos 6 meses. ela tá tipo deliciosa, inacreditável, sensacional!
e olha que ela passou mais da metade desse mês doente (tadinha!), mas nunca sem perder a fofura e o bom humor.

então vamos lá registrar tudo isso antes que o tempo escorra até o ralo, ela complete 12 anos e eu já tenha me esquecido de tudo:

  • tem 2 dentinhos.
    o primeiro nasceu dia 16.12, com 6 meses de 4 dias.
    o segundo, por volta de uma semana depois do primeiro.
    e agora temos um terceiro na fila de espera, ao lado dos dois de baixo. tridente à vista!
  • não sei quanto pesa, mas de uma semana para cá ficou bastante pesada. de doer o braço e as costas, coisa que nunca tinha me acontecido com ela.
  • chora quando a mamãe sai de perto.
  • escolhe no colo de quem vai. quando quer ir, abre os dois braços (e um enorme sorriso). quando não, agarra meu braço e vira a cara no meu ombro e me morde.
  • ela morde, gente! como morde! morde muito meu ombro, mas especialmente a clavícula. e o peito. morde pra dizer que não quer mamar. posso com isso?
  • tá grudada comigo. acentuou ainda mais nos últimos dias, que esteve com uma febrinha (febrinha foi generoso. febrão mesmo).
  • quando sentada, não se joga mais; mergulha mesmo. começa jogando o corpo pra frente e para trás sentadinha e depois vai com tudo. próximo passo: quatro apoios (ou não).
  • já rola com maestria para os dois lados, de barriga para cima e para baixo e tem usado o rolamento como meio de locomoção. às vezes ele sucede o mergulhão mencionado acima.
  • passou esse último mês prestando muita atenção na nossa boca quando falamos e tentando imitar. esforçou-se tanto que agora começou a disparar sílabas: nananana, tátátátá e, seu favorito, dádádádá. às vezes ela faz isso dormindo.
  • antes disso, tinha começado com pequenas sílabas antes de mamar. vinha toda feliz pro meu peito e, segundo antes da abocanhada, soltava uma única sílaba, tipo bá! e mamava com tudo.
  • agora, que descobriu o mundo da metralhadora fonética, jura que sabe falar. passa o.di.a.to.do tagarelando na sua própria língua. arrumei uma companheira de conversê pro benjoca (;
  • já sabe fazer risadinha falsa. a gente ri e ela, sem saber por que, ri de volta. a gente ri mais, ela ri mais. não dou conta dessa fofura!
  • é dona do que eu chamo de mãos magia. desde o nascimento ela tem um charme que é só dela com as mãos. charme esse que está cada vez mais acentuado.
  • descobriu os pés e finalmente aprendeu a levá-los à boca. e agora, quando deitada, passa o tempo inteiro segurando os dois. quando não, fica com as pernas arreganhada abertonas na maior folga.
  • foi à piscina pela primeira vez. também pela segunda, terceira, quarta e já perdi a conta. nada que ela pire. até hoje não descobriu a água e não fica estapeando ela como o irmão costumava fazer desde muito cedo. em compensação, ela fica toda relaxadona, mamando a boia. na primeira vez, quase dormiu. só acordou porque umas crianças maiores pularam perto dela e molharam lady sansa.
  • aprendeu a firmar nas duas pernas. eu nunca treinei nem insisti porque não queria acelerar o processo das coisas, muito menos sobrecarregá-la. mas agora que aprendeu que pode ficar “em pé”, só quer ficar assim. é engraçado que isso deixa ela extremamente feliz, quase eufórica. às vezes é até difícil tirá-la dessa posição para passar, por exemplo, pra posição sentada.
  • está atenta a detalhes pequenos, como uma pinta, a gota de água no vidro, um escrito em baixo relevo. estica um único dedinho e fica futucando, tentando alisar/pegar.
  • também analisa os objetos maiores com uma mão só. segura firmemente, olha, vira, retorce. de vez em quando passa pra outra mão e olha, olha, olha. tem horas que até demora de colocar na boca (o que é inevitável e sempre acontece, mais cedo ou mais tarde).
  • já provou mandioca, batata doce, melão, maçã, banana, rouba constantemente arroz do nosso prato, comeu abóbora, uva e cereja. com certeza gosta mais das frutas que das verduras, mas curtiu bastante a abóbora. por incrível que pareça, não se ligou muito em banana. foi com muito mais vontade no melão e devorou quase que um pedaço que dei inteiro para ela segurar e roer.
    • falando em comida, desisti e voltei atrás várias vezes com o blw (veja o post da tentativa quase-fracassada da introdução alimentar). ficava frustrada porque eu dava o alimento inteiro para ela comer e ela nem dava muita bola. aí descobri que isso acontecia porque: 1) ela estava doente e eu não sabia. foi na sequência que ela adoeceu por duas semanas até melhorar e 2) ela não tava mesmo gostando das comidas que eu apresentava. mas pirou no melão. bebês e suas peculiaridades.
Related Posts with Thumbnails

13 comments

  1. Dei melão para a Marina lamber hoje (ela completa 6 meses no sábado) e ela AMOU! Acho que é tipo uma tendência entre os bebês. O melão é a nova banana. Rs, rs.

    Ah, Téo e Laura, nossos dois gatinhos também piraram no melão que ela derrubou no chão depois.

    Parabéns, Sansa tá linda! E muito esperta!

  2. Ahh, consta aqui em minhas constatações que Constança é linda demais. Por dentro de por fora! E essa linda é apenas o começo… Minha pequena tem umas momentos marcantes de "mão magia" tb rs Parabéns aos pais, feliz 2014, galera! bjs

  3. Ela é linda,mim faz lembra a minha Heloiza,que dia 16/01 ira fazer 06 meses,cada dia que passa fica mais sapeca,sim a Constança e um anjinho de Deus,um xero!!

  4. A Sansa é uma gostosa, é incrível como ela é mil vezes mais rápida que o meu pequeno Davi que nasceu uma semana depois dela kkkkk Grande princesa!!! Cada vez mais linda!!! Parabéns!!!!

  5. Ela está muito linda…
    Suas fotos ficam tão lindas. Pode me dizer qual máquina fotográfica é a sua? Quero comprar uma mais legalzinha e com indicação fica mais fácil acertar, né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *