12 de novembro

a escolha do nome do bebê

por luíza diener

escolher o nome de um bebê é algo muito complicado, pois é algo que ficará para a vida inteira.

há quem já tenha idealizado um nome por toda a vida, mas nem sempre é possível colocar tais nomes em seus filhos.
às vezes porque a mãe idealizou um nome e o pai outro, às vezes porque o nome popularizou-se e os pais mudam de ideia. em outras, simplesmente porque naquela gravidez parece que o bebê não vai ter cara daquele nome.

por exemplo, quando era mais nova, dizia que teria uma filha catarina, um martim, um tomás e um vicente.
até hoje acho nomes belíssimos, mas não poria nenhum deles em meus filhos atualmente. em parte porque alguns tornaram-se muito populares, em parte porque não achei que combinariam com o nome dos meus filhos.

quando estava grávida do benjoca, o nome predileto da minha lista era vicente. mas o hilan não gostava porque trabalhou com um e não conseguia de maneira alguma gostar do nome (hoje em dia eu não escolheria nenhum da minha lista antiga).

confesso que benjamin não estava nem perto do topo da lista, mas foi o único com o qual hilan e eu concordamos. e assim ficou.
acontece que, meses antes, gisele bündchen teve um filho com o mesmo nome e benjamin acabou por popularizar-se.
decidi que não deixaria isso influenciar na escolha do nome, visto que o nosso mindoca seria único (e é).
mas, independente da minha decisão, o nome tornou-se popular.

de acordo com os nomes masculinos mais registrados em 2009, benjamin passou longe dos 100 mais populares. mas foi em dezembro desse mesmo ano que a über model deu à luz ao seu filhote e, em 2010, o nome surgiu na lista em 85º lugar (o meu benjoca estava entre eles). e em 2011, ficou em 46º entre os nomes de meninos.

vejam outro exemplo, o da nossa querida alice, de lewis carroll, que virou filme em 2010.
em 2009 o nome já estava entre os 100 nomes femininos mais registrados, ocupando a 25ª posição.
coincidência ou não, após não apenas o filme, mas também o boom do mercado com o relançamento de livros e produtos envolvendo a personagem, o nome subiu para a 7ª posição em 2011.

não é coincidência. os famosos lançam, sim, tendência entre os nomes infantis, bem como personagens das novelas globais e até de filmes internacionais.

confira aqui os nomes mais registrados no brasil em 2011.

não que seja de todo ruim ter um nome comum. quanto mais popular o nome, maiores são as chances das pessoas compreenderem e saberem pronunciá-lo.

agora vou tomar meu marido por exemplo. hilan é um nome hebraico, escolhido pelo pai dele, que significa árvore frondosa. se morasse em israel, ninguém teria dificuldades em compreender. mas aqui no brasil.. ah! a coisa é completamente diferente.
as pessoas entendem william, irlan, milton (?) e mais tantas coisas abstratas que deus me livre.
as únicas vantagens de se ter um nome extremamente diferente é a possibilidade de nunca conviver com algum xará seu e aprender a soletrar muito, muito cedo.

nomes comuns podem, sim ser ótimos, mas a mãe e o pai já precisam prever que muito provavelmente ele será chamado pelo sobrenome ou pelo segundo nome, caso tenha nome composto.
e também por apelidos.
por isso são coisas a serem ponderadas.
você pode optar por ter uma filha que chame-se somente maria (nome que, por sinal, eu acho lindo). mas se o sobrenome dela for igualmente comum – como por exemplo silva – corre o risco de terem que recorrer a outro sobrenome ou a um apelido para identificá-la.
em turmas na escola onde há mais de uma criança com o mesmo nome, a tendência é chamá-las pelo sobrenome.
lembro que quando estava na 6ª ou 7ª série, na minha turma de pouco mais de 20 alunos havia 4 felipes e 3 rafaéis. a gente identificava-os pelos sobrenomes: lima, triaca, alvarenga, lobo, magalhães, etc.

há sobrenomes que são tão marcantes que valem por um nome. e são lindos. acho que não será um problema se, caso vier a estudar com outro benjamin, meu filhote for chamado por qualquer um dos sobrenomes que possui. espero que ele também não veja mal nisso.

apesar de não ser muito fã de nomes compostos, há sempre a possibilidade de criar belos nomes assim. apenas deve-se tomar cuidado para que os nomes combinem entre si.
gosto de pessoas que combinam um nome comum com algum bem diferente. ou que juntam dois nomes populares e formam um original, como ana violeta, maria catarina e por aí vai.
pode parecer besteira, mas por muitos anos quis chamar-me luíza maria. ahahahhah!

aliás, tomemos meu nome como exemplo para o próximo ponto.
quero escolher para meu filho ou filha um nome que não deixe dúvidas quanto à grafia.
modestamente, eu amo meu nome.
quando digo que chamo-me luíza – exceto por um ou outro surdo que às vezes confunde-me com heloísa – não vejo dificuldade em ser compreendida. mas, caso for fazer algum registro, soletrar um email ou coisa do gênero, já apresento-me como “luíza, com z”.
mais uma besteira de infância: ainda nova adotei o acento no i apenas para diferenciar meu nome. no fim não fez diferença nenhuma, visto que muita gente erra meu nome, escreve-o com s e nunca acentua-o (a não ser que o escreva com s).
mas eu gosto e assino-o assim até hoje.
por isso, pra mim, melhor que não seja um nome que possa ser escrito com ou sem h, com uma ou duas letras ou que distingua-se de outro por uma única letra, como alice ou alícia, mariane ou mariana (ou mariany e mariannah) e por aí vai.

e mesmo assim eu dei ao meu primeiro filho um nome relativamente popular e com ambiguidade de escrita.
mas é algo que não pretendo repetir na segunda leva.
mas, independente disso, acho um nome belíssimo, com uma linda história por trás e um significado simbólico (filho da felicidade).

afinal, de nada adianta um nome que preencha tantos requisitos, mas que remeta a algo negativo.
já encontrei nomes bonitos, mas com significados medonhos, como horrorosa, mancocega ou rainha das trevas.

e dá pra ir além. há um nome que é fácil de escrever e compreender, não gera ambiguidade, é adaptável para várias línguas diferentes e significa nobre, herói, bravo guerreiro. mas quem aqui tem coragem de colocar no filho o nome de adolfo, o top of mind dos ditadores da história?

de qualquer forma, o nome do meu segundo bebê, quer seja menino ou menina, ainda encontra-se muito, muito longe de ser definido.

optamos por esperar até, pelo menos, o final da gravidez. esperar os famosos terem seus filhos, as novelas começarem e acabarem. optamos por não apegarmo-nos a nenhum nome por enquanto, para termos a chance de mudarmos de ideia, caso quisermos.
e também esperar o bebê nascer, olhar para o seu rostinho e ver se ele ou ela combina mesmo com seu futuro nome.

mas já adianto que quero um nome significativo, não composto, de fácil compreensão, que não seja muito popular e não gere dúvidas na hora de ser escrito.
um nome com duas ou mais sílabas, que tenha cara de nome, não de apelido.
um nome que combine com seus sobrenomes e com o nome de seu irmão mais velho.
um nome sonoro e bom de se gritar quando ele estiver longe e eu precisar chamá-lo (ou quando estiver perto e eu precisar dar uma bronca em alto e bom tom).
um nome que não sugira piadas sexuais ou depreciativas (porque piadas todo nome tem, mas há piadas que podem marcar um infância).
um nome que brasileiro saiba pronunciar.
e, caso, minha filha ou filho um dia for visitar ou morar em outro país, um nome que seja ao menos compreensível nas línguas estrangeiras mais populares.

com certeza um nome que atenda a todos esses meus (tantos) requisitos não será fácil de achar.
e muito provavelmente causará estranheza a uns e outros que o escutem.
para não parecer que isso é impossível, já tenho pesquisado um e outro que muito têm me agradado, mas acho que vou deixar essa tarefa um pouco mais pra frente. vai que eu mudo de ideia, né?

 

Related Posts with Thumbnails

categorias: Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , constança, enquanto o bebê não vem, estou grávida, para gestantes

assine nosso feed ou receba por email


53 Comments »

  1. Tem gente que faz bulling com o próprio filho, tipo uma arquiteta da minha cidade que se chama Shana e tem o sobrenome de Berta. Isso mesmo, Shana Berta, pode googlar.
    Eu sempre penso em nomes assim, simples, fortes, não tão populares e com possíveis apelidos carinhosos(porque eu gosto de apelidar). Poucas pessoas me chamam pelo nome e me sinto feliz por ser chamada de Mari por todos os lugares que vou (meu nome é Mariana). Acho carinhoso e pessoal.

    Comentário by Mariana — novembro 12, 2012 @ 10:06 am

  2. SHANA BERTA! AHAHAHAHH!H!H!H!HH!HAHAHA

    Comentário by HilanDiener — novembro 12, 2012 @ 10:25 am

  3. ahahahah! shana berta é maravilhoso! ahahhaha
    o povo pira nuns nomes e sobrenomes também. conheci uma mulher de sobrenome pinto kerr. pode?
    e eu entendo isso de apelido. apelido meus amigos quase sempre (sempre de forma carinhosa) e fico toda feliz da vida quando alguém me chama de Lu. vai entender..

    Comentário by luíza diener — novembro 12, 2012 @ 10:45 am

  4. Quase ngm nem acredita no nome da menina 😛

    Através da lista, descobri que os que eu mais gosto já são "comuns", menos um, Antonia.
    Minha mãe e meu marido já tem nomes suficientemente difíceis, Alzirângela (Alzira de uma vó e Angela da outra) e Joabel, que sempre pensei em nomes facinhos pra meu futuro bebê, com apelidos fofos prováveis e que de preferência, não combinem com muita coisa aleatória, já que meu apelido de criança era Mariana Banana Casca de Cana com bunda de Santana.

    Boa sorte na escolha do nome do novo bebê e que ele tenha muita saúde e faça vocês uma família mais feliz e completa ainda 😀

    Comentário by Mariana Batistello — novembro 12, 2012 @ 1:32 pm

  5. Gosto de Catarina, acho um nome lindo! Tenho uma ex profe que tem uma Catarina e acabou de ter uma Anita, achei o nome um pouco esquisito no início mas já acostumei olhando aquela carinha de anjo. Adoro o nome da tua sobrinha: Aurora.

    Sim, só to falando nome de menina, mas juro que tu vai ter outro menino! 🙂

    beijooooooos

    Comentário by Mamãe do Otávio — novembro 12, 2012 @ 10:19 am

  6. acho anita lindo. cheguei a cogitar na primeira gravidez.
    e eu sou suspeita pra falar do nome dos meus sobrinhos. de todos eles. ehehehhe

    Comentário by luíza diener — novembro 12, 2012 @ 10:45 am

  7. Nome é uma coisa muito difícil!
    Meu filho se chama Eduardo, não é o nome que eu acho mais bonito, mas foi o único que eu e o pai dele chegamos a um acordo. Também é um nome fácil de escrever, mas é bem comum e vem com um apelido praticamente imbutido. Tanto que ele se auto intitula Dudu. Fazer o que né!
    Meu nome é Juliani, com I. Até acho bonito, mas além de ser muito comum ninguém escreve direito, sou sempre a JulianA ou JulianE. Minha mãe colocou com I meu nome para combinar com o nome da minha irmã.
    Sempre que ligo pra marcar salão tenho que dizer… a Juliani, irmã da Sandi, amiga da Luisa, filha da fulana…. hahhaha…

    Comentário by Juliani — novembro 12, 2012 @ 10:19 am

  8. no fim, tem nomes que sempre viram apelido, né? não tem jeito.
    e vc, o povo não acaba por chamar de ju, não?

    Comentário by luíza diener — novembro 12, 2012 @ 10:50 am

  9. Ah, nomes!!! Sou PhD nesse assunto… meu nome é Fairuce Angelica Freisleben. Pensa o que sofri na escola (crianças podem ser cruéis e te deixarem traumas para toda vida). Eu tinha tanto apelido (farinha, faísca, feiura, farofa…) que quando era criança chorava e falava pra minha mãe que quando fosse adulta ia mudar meu nome pra Cláudia (não sei porque, rs). Mas o pior de tudo é o telemarketing. Pensa que TODA SANTA VEZ que pedem pra eu fazer um cadastro pelo telefone me dá um arrepio na espinha… nem falo o nome, vou logo soletrando. Horrível. Hoje AMO meu nome, justamente porque é diferente (Fairuce é Turquesa em árabe, a pedra preciosa) mas ele me dá trabalho. Por isso quando escolhi o nome do meu filho tambem não quis composto, queria um fácil de escrever e não tão comum, e com significado bonito. Escolhi Emanuel, além de tudo é bom de falar, parece doce, rs. Nome difícil já chega a mãe né???

    Comentário by Fairuce — novembro 12, 2012 @ 10:37 am

  10. nossa. complicado mesmo!
    mas que bom que você aprendeu a gostar do seu nome. eu tive uma tia que mudou de nome ainda criança e ela que escolheu o próprio nome.
    mas criança também inventa cada nome… eu, quando mais nova, queria me chamar july. ahahahhaha

    Comentário by luíza diener — novembro 12, 2012 @ 10:50 am

  11. o nome da minha filha é thábili ,na época que engravidei estava lendo um livro africano ,e achei muito lindo este nome,cuja significado: estrela Deusa ,mas me apaixonei pela história em si…muito linda…hoje estou gravida novamente, e confesso, esta sendo uma barra, escolhe um nome de menino para meu filho….são nomes muito comum que encontro já muito conhecidos,e hoje por azar não estou lendo nenhum livro…heheehh…mas aceito sugestões…obrigada

    Comentário by Viviane Hillary — novembro 12, 2012 @ 10:46 am

  12. véi, como assim o acento no i é inventado? meu mundo ruiu! hahahaha.

    Comentário by iulo — novembro 12, 2012 @ 10:49 am

  13. o mundo do hilan também ruiu quando ele descobriu. entrou em estado de negação e parou de acentuar meu nome por um bom tempo. ahahahha!

    Comentário by luíza diener — novembro 12, 2012 @ 3:44 pm

  14. eu nem sei se te conheço mais, luiza-sem-acento! tô muito em estado fetal. hahahaha.

    Comentário by iulo — novembro 12, 2012 @ 3:58 pm

  15. ahahahahah! você conhece a luíza com í. e é isso que importa.
    a luiza sem acento morreu há muito tempo.

    Comentário by luíza diener — novembro 12, 2012 @ 6:55 pm

  16. Meu primeiro nome é comum demais… e qq lugar que eu vou tem uma Carolina… mas o sobrenome, já mando logo o documento pras pessoas copiarem o resto pq me dá até preguiça! E sempre me chamam de Tsai, no fim das contas

    Linus… bom, é um nome bem problemático! hahahaha Não sei porque as pessoas tem tanta dificuldade em dizer…. se fosse Lino, as pessoas diriam Linu… e Linus, elas dizem Linos…. isso quando não repito 3 x e continua sendo Nino… Acho Linus simples… mas como o ouvidos das pessoas não está acostumado a ouvir… sei lá pq elas bloqueiam. Pelo menos, Linus só vai ter ele… e mesmo que tenha que soletrar, é curtinho! E ele se chama de "inu" por enquanto, acho engraçado

    E sempre perguntam o que significa, ou se é por causa do Linus Pauling… e na real é do Linus Van Pelt (snoopy)… e mta gente não tem o repertório… e significado? Não sabemos! haahaha

    Comentário by carolina — novembro 12, 2012 @ 10:55 am

  17. Oi, Carolina , Linus significa Linho. Ele era um dos filhos de Apolo, Deus Grego. Não sei se você queria saber, mas estou quase phD em nomes gregos. 🙂

    Comentário by Marcela Costa — novembro 12, 2012 @ 11:28 am

  18. Legal! Ouvi dizer também que era um deus da música… ou alguma coisa a ver com Luz… posso entender como um espírito musical iluminado vestido de linho? hahahaha coitado o menino não consegue cantar nada ainda, olha a pressão! rs

    Comentário by carolina — novembro 19, 2012 @ 1:08 pm

  19. Eu tb gosto de nomes comuns, sem problemas de grafia e sem entendimentos duvidosos. Escolhi André e Mariana, não tem como errar…não gosto de nomes "diferente" que a pessoa já diz o nome soletrando….rs

    Comentário by RENATA — novembro 12, 2012 @ 11:26 am

  20. Nossa, escolher nome é super difícil mesmo. Eu também amo Vicente. A vida inteira disse que o meu filho ia se chamar Vicente. Aí eu cresço e caso com um cara que acha Vicente o segundo nome mais feio do mundo (como pode?) e acabo tendo um Tales. Nunca pensei.
    A escolha do nome dele também foi bem difícil. Meu marido e eu discordávamos de tudo. Ele entrou numa fase greco romana e queria (sério) nomes como Suetônio e Plutarco. A minha lista era Inácio, Bruno, André e Rafael. Ou seja, foi uma discussão até quase o final da gravidez. Nos últimos meses ficamos entre Érico, Tales e Basílio. Acabei escolhendo Tales. Mas até hoje eu me pergunto se deveria ou não ter grafado com TH. É que eu implico horrores com a inclusão desnecessária de H em Thiagos, Matheus etc. Fomos todos certos da grafia em português, mas cada vez que escrevo para estrangeiros sobre ele (fiz intecâmbio quando era nova e tenho "família" postiça fora) tenho que explicar que como se pronuncia, que a transliteração em grego tem H. Ou seja, difícil. Já o nome da Laura foi muito fácil de escolher. Ainda assim, ela também estava numa listra tríplice: Laura, Lúcia e Leila. Todos nomes lindos, na minha opinião, claro. Boa sorte com a escolha do segundo ( e espera a Gisele revelar o do segundo ela antes, vocês tão sincronizadas, hein). 😉

    Comentário by Marcela Costa — novembro 12, 2012 @ 11:35 am

  21. Que bacana, tanto tempo depois lendo este comentário. O nome do meu filho é THales (mas também escrevem o nome dele de todas as formas possíveis: sem o H, com dois L, com I, etc), meu marido chama Érico (uma das suas opções) e minha bebê é Lara (quase igual a sua Laura).

    Comentário by Aline — junho 25, 2013 @ 3:57 pm

  22. Eu tinha os mesmos pré-requisitos: Simples, fácil de pronunciar e escrever, mas especial ao mesmo tempo e não tão comum quanto João Pedro ou Pedro Henrique. Que fosse universal. Que tivesse um significado forte. E pior que eu gostasse da numerologia. Eu sei que você não pediu opinião mas vou deixar aqui alguns que eu gostei e o que eu finalmente escolhi. O escolhido foi Nicolas Vicente, simplesmente não conseguiamos decidir por nenhum dos dois e acabamos juntando, a maioria diz que ficou feio, mas eu gostei, se eu tivesse gemenos seriam Nicolas e Vicente hehe. Os significados são fortes: Vitorioso e Vencedor. Tudo o que eu quero pro meu filho. Tirando esses dois eu havia pensando em: Levi, Emanuel, Eduardo, Luiz Henrique, Luiz Vicente, João Vicente (lindoooo amo de paixão), Matias (nunca achei forte o suficiente) e Vitor. O pai do bebe gostava de André Luiz, um espírito de luz muito bom e um nome bem forte, talvez fique para o meu próximo filho (tenho muita queda por nomes compostos 😡 sou Ana Carolina, minha irmã Sophia Eliza, meu namorado Jean Henrique, meu pai Erus Roberto, da pra ver que é de família ne? também temos um Isaías Miguel, um Juliano Emanuel, uma Juliana Priscila, um Guilherme Augusto e por ai vai) Fica aí a dica. Se nosso bebe fosse menina, ou se eu tiver uma menina futuramente será Ana Laura, comum, eu sei, mas me apaixonei. Pra menina também tem Catarina, Heloísa, Clara, Lavínia, Antoniella… Fica a dica, e aposto que você vai ter mais um menino.

    Comentário by Ana Carolina — novembro 12, 2012 @ 12:13 pm

  23. Pessoas que CONHECI com nomes "diferentes":
    – Temístocles (?!!?)
    – Patiele
    – Lua Tainasha
    – Rildo
    – Er
    – Sheren
    – Ingo
    E assim vai…tem mais alguns, mas não lembro agora… pra que dificultar tanto né? rsrsrs

    Comentário by Juliana — novembro 12, 2012 @ 12:26 pm

  24. Para aumentar a lista aí de cima, aí vão mais nomes esquisitos de pessoas que conheci:
    – Péricles (que no caso era Neto, nome esquisito de gerações)
    – Halana (com h, pra dificultar)
    – Pollyanna (o nome é popular, mas a coitada sempre falava "com 2 Ls, Y e 2Ns")
    – Uilziane (juro, nome de uma amiga da minha irmã, cujo apelido era Uil)
    – Acma
    – Fábia Patrícia e João Marcelino (combinações que não se combinam ou um nome bonito com outro nem tanto)
    – Katiusce (que na escola era chamada de ketchup)

    Enfim, tem mais um monte…. Resquício de uma infância no interior da Bahia. O povo lá era criativo!

    Comentário by Liza — novembro 12, 2012 @ 12:50 pm

  25. concordo luiza, meu nome eh kelly e todo mundo a minha vida inteira escreve meu nome errado (keli, queli, kelli etc…). eu odiava meu nome qdo era crieança, agora ate gosto, mas tenho q admitir q apelidos qdo adulta tb vieram como kelly key por exemplo.
    coloquei o nome de gabriel no meu filho, sei q eh o rei dos nomes basicos e comuns, mas como a maioria dos relatos ai de cima, foi o q marido e eu concordamos, e tb por ser simples, facil de escrever e nao causar nenhum bulling na pobre criança (escola eh um inferno em relaçoa aos amiguinhos neh). mas eh isso, se eu tiver uma menina queria mto colocar o nome de valentina, pq acho lindo, mas meu marido nao gosta :(. fazer o q neh.?
    bjss

    Comentário by Kellinha Poli — novembro 12, 2012 @ 12:52 pm

  26. Luíza, você é minha ídala!!! Compilou tudo que eu penso!
    Meu nome é Pauline. Sim, repito 1000x até a pessoa entender. Sim, normalmente sou chamada de Paulinha. Mas tenho um nome quase exclusivo e hoje eu adoro isso.
    Para minha filha escolhi Giovana. Me preparei para ouvir os problemas com a grafia: G ou J (como assim J?), N ou NN. Mas não me preparei para os xarás e não sabia que era um nome da moda, já tinha escolhido a muito tempo. E a xará surgiu cedo e não curti. Na verdade ainda estou digerindo… Mas convenhamos que Giovana Incutto Brabo, só a minha! Rsrsrs…
    Bjs…

    Comentário by Pauline Incutto — novembro 12, 2012 @ 2:18 pm

  27. Meu pequeno nasce daqui a 3 semanas, e vai se chamar Miguel. É o primeiro mais comum da lista? É. Mas foi ele quem escolheu. Estava lendo uma reportagem sobre nomes de bebê e Miguel vinha escrito na abertura, em letras grandes. Lembro direitinho, era Dia das Mães. Comecei a chorar e a mostrar o nome para o meu marido. "É Miguel! É Miguel" e desde então não conseguimos pensar em outra escolha.

    Comentário by Raquel — novembro 12, 2012 @ 2:47 pm

  28. A escolha do nome do meu Heitor foi principalmente pelo fator popularidade… Ainda tem poucos por ai e como trabalhava com crianças era difícil um nome que não me lembrasse algum ex-aluno. Minha mãe odiou, meu marido fez rima com feitor (pode?!) e ai resolvi deixar o nome em aberto por algum tempo durante a gravidez. Até o dia que minha mãe perguntou para o meu marido que nome ele queria, então ele respondeu que seria Heitor, porque já pensava no bebê com esse nome desde o dia que falei que queria colocar no nosso filho… As pessoas ainda estranham quando falo o nome dele, algumas dizem que é bonito, outras dizem que é forte, mas o importante que nosso Heitor é único e tem carinha de Heitor mesmo.
    Sempre tinha em mente outros nomes e a preferencia vai mudando de tempos em tempos… Acho que o nome de um segundo só iria pensar quando ficar grávida… agora não saberia nem sugerir.
    Tenho certeza que vc irá escolher o nome perfeito para o teu/tua bebê!!!!
    Beijocas!!!

    Comentário by Ana Claudia — novembro 12, 2012 @ 3:03 pm

  29. Adoro o nome Antônia! E também gosto muito do nome Maria. Minha filha chama-se Maria Antônia e está com 9 meses agora 🙂
    Também fiquei feliz por não achar o nome dela nas listas dos mais escolhidos, pois gosto de originalidade (ao menos um pouco).
    Ontem fui fazer uma prova de concurso e fiquei P… da vida porque tinham várias "xarás" minhas lá…
    Quero morrer quando digo meu nome e perguntam: "com N no final?" ou então: "é com y?"
    Eu apenas respondo: não… o meu nome é sem frescuras mesmo…

    Comentário by Miriam Góes — novembro 12, 2012 @ 3:34 pm

  30. Meu nome é Isabela, eu adoro! Mas sempre perguntam se é com Z e dois L…
    Sou apaixonada por nomes, tenho vontade de ter uma tropinha só pra colocar todos os nomes que gosto, segue o top rsrs:
    Luísa, Cecília, Lia, Nara e Madalena (pra chamar de Madá, acho Madalena um nome lindo!)
    Antônio, Rafael, Benjamim, Tito e Hugo.

    Comentário by Isabela — novembro 12, 2012 @ 4:28 pm

  31. Meu pequeno se chama Francisco. Acho um nome de muita personalidade. Comum sim, mas acho que ainda não voltou à moda como João, Bernardo, Miguel. Pretendo engravidar ano que vem e já quebro a cabeça com nomes. Acho que terei outro menino. Por enquanto estou entre Santiago, Antônio, Ivan, Raul. Acho nomes interessantes. Menina, como você, sempre quis Catarina. Hoje já não sei. Acho que seria Helena. Acho fantástico. O problema é que o sobrenome do meu marido é Felipe. O que já torna tudo mais complicado, até porque não gosto de nome duplo, e se rolar um João ou Maria, já viu…

    Comentário by Marilia — novembro 12, 2012 @ 5:37 pm

  32. Na parashá Vayishlach no livro Bereshit (Gênesis) 35:18 menciona: "No seu último suspiro ela (Rachel) chamou a criança de Ben-oni filho do meu sofrimento, seu pai o chamou de Beniamin". Segundo o Ramban (Nahmanidês) um grande comentarista da Torah, significa filho da mão direita ou um filho da minha força. Não há referência, ou alusão a felicidade, foi em um momento de infortúnio…

    Comentário by Sarah — novembro 12, 2012 @ 5:38 pm

  33. obrigada pela aula.
    estava apenas romanceando.
    em outro post linkado eu já expliquei o verdadeiro significado de benjamin.
    mas, yacov mudou o nome de benoni para binyamin, desvinculando o nome original, que remetia ao sofrimento.

    valeu, sarah

    Comentário by luíza diener — novembro 12, 2012 @ 8:09 pm

  34. e meu filho me traz muita felicidade. não sei como era o binyamin de yacov, mas tenho certeza de que o significado romanceado se aplica muito bem ao que o meu filho traz a todos que rodeia.
    um beijo

    Comentário by luíza diener — novembro 12, 2012 @ 8:11 pm

  35. Nome é um assunto que adoro! Amo meu nome: Maria Carolina. Acho liindo,mas ninguém me chama de Maria carolina, nem a minha mãe!!! Obvio que me chamam de Carol e a minha amada família me chama de Maria, inclusive meu marido. Odeio quando ele apresenta para os amigos como Maria. Pô é Maria Carolina. Pior detalhe: meu sobrenome de solteira era Silva. Meu nome era Maria Carolina Ferreira da Silva. Aaaaa eu queria morrer. Óbvio que quando casei tirei o Silva. Com relação ao nome do meu filho, foi um drama, meu marido não queria nenhum nome que eu falei (uma lista imensa) ele quis Bruno eu deixei mesmo não estando na minha lista e até hoje penso que não devia ter concordado. Com relação a nome de menina concordamos, será Mariana. Ai surgiu um problema: minha chefe engravidou e teve uma Mariana e agora acho puxa saquismo dar o mesmo nome para minha filha. Aff nome é assunto para muita comentário né? Boa sorte na escolha do nome, beijocas. CAROL.

    Comentário by Carolina Vilar — novembro 12, 2012 @ 6:02 pm

  36. Sério que tem nomes que significam horrorosa, manco, cega ou rainha das trevas? jesus. O meu significa alegria, eu amo! Tem toda uma história, que minha mãe conta que "sentiu uma enorme alegria ao saber que estava grávida de mim", que ela conta sempre, o que me faz curtir mais ainda. E sim, combina muito cmg. =)

    Comentário by Letícia — novembro 12, 2012 @ 11:44 pm

  37. Usei muitos desses critérios ao escolher o nome do Daniel. Principalmente o de não ter ambiguidade de escrita e der ser facilmente pronuciável por pessoas que falam português, inglês e espanhol (pois ele nasceu no Brasil, toda a minha família é peruana e viemos morar nos EUA quando ele fez dois meses). Este site me ajudou muito com isso: http://babynamesworld.parentsconnect.com . Lá vc pode ver se as pessoas que têm o nome gostam dele, sofrem bullying, se tem seu nome pronunciado corretamente, etc. Contei a história da escolha do nome dele aqui: http://themomofoz.com/o-sexo-e-o-nome-2/

    Comentário by Luana Lied Zapata — novembro 13, 2012 @ 7:05 pm

  38. 81 semanas depois do seu post… obrigada pela indicação de site!!!

    Comentário by Karla Fabrício de Godoy — junho 5, 2014 @ 9:36 pm

  39. É complicado mesmo escolher o nome do filho. Meu Benjamin foi ter nome qd eu esta com 6 meses de gestação. Eu sempre quis Igor e Guilherme. Nenhum o marido concordava. No fim eu escolhi Benjamin pela simbologia do significado, bem lembrado no post: filho da felicidade. Olho o Ben hj e não vejo nome melhor para ele. Ele tem cara de Benjamin, assim como o seu. O lance da pronuncia e escrita é fogo, ja escreveram o nome dele assim ó: BeIJamin. Isso mesmo, com “i”. Cada uma….rs

    Comentário by Gabi Miranda — novembro 14, 2012 @ 4:28 pm

  40. Uma vez fui a um buffet infantil orçar uma festa pro meu filho e estava tudo montado para o "Beijamim"… não aguentei e falei com a moça, que graças a Deus descolou aquelas letras da parede. Ninguém merece.
    No Starbucks já escreveram "Vicenti" pro meu filho" Com pingo no i e tudo!

    Comentário by Mariana — janeiro 21, 2014 @ 5:17 am

  41. Luíza, outro dia mostrei um vídeo para o meu marido, do benjamin falando sobre o irmãozinho. No fim ele fala que o mindoca vai ter um irmão. Meu marido amou o apelido! Toda hora ele fala no mindoca! Acho que, na hora do segundinho, vai escolher um nome que possa apelidar de mindoca.

    Comentário by Luciana — novembro 20, 2012 @ 11:50 am

  42. Luíza, estou com umas 23 semanas, e não quero saber o sexo do bebê antes do parto, mas se for menino um forte candidato é Adolfo. Por quê? PQ o bisavô do marido era "adolph", e era austríaco, e veio pro Brasil "naquela" época (pois é, pois é, pois é!). O avô era Adolpho.
    To numa sinuca de bico!
    Se for menino eu preferia o nome do meu avô: RAUL!!!!
    mAS NÃO SEI…

    Se for menina o nome está escolhido, ms pra evitar que as pessoas copiem, é segredo!

    Agora a Laura, minha filha de 4 anos, já tinha nome desde meus 15 anos!
    Se eu não fosse Catherine seria Ágatha ou… Laura!

    O duro foi a enxurrada de Lauras depois de 2 novelas com protagonistas de mesmo nome…

    Comentário by Catherine — dezembro 12, 2012 @ 12:00 pm

  43. […] Artigo cedido pela Equipe Potencial Gestante […]

    Pingback by A escolha do nome do bebê | Blog Amiga Cegonha — abril 8, 2013 @ 4:28 pm

  44. Entro em choque quando alguém faz questionamentos sobre meu nome, que é Vanessa.
    Super perdoo quando perguntam se é vanessa com W, agora quando perguntam se é Vanessa com dois S(????) dá vontade de dar uma voadora.
    Gente, se não for com dois S será com que?! Duas Ç?!?!?!?!

    Comentário by Vanessa — abril 12, 2013 @ 11:08 am

  45. Gosto de Lia, e gosto de José, Luiz e Antônio. Gosto de Gabriela também! E de Alice, que será o nome da minha próxima filha, mas empresto pra você! hahaha

    Comentário by Aline — abril 12, 2013 @ 12:45 pm

  46. Que tal Jessica Vitoria? Ah! não você não quer um nome que todas vão ter…. hihi

    Comentário by Clara Viegas Miranda — abril 12, 2013 @ 1:30 pm

  47. To MEGA curiosa pra saber que nome irá preencher tantos requisitos. Meu filho se chama Kazuki. Só! Kazuki e um unico sobrenome, o do pai. A prima de 2 anos ja deu um apelido, Kiki. Por um lado me preocupo um pouco com ele, porque haja paciência quando perguntam o nome. (Meu avô, capira, pediu até pra escrever pra ele poder falar pras pessoas que perguntam, coitado!) Por outro lado vamos nos mudar pro Japão em breve (A decendência dele é Japonesa) então não vejo problemas. Não me arrependi da escolha e espero mesmo que ele goste!

    E boa sorte pra você na escolha!!

    Comentário by Beta Nomoto — abril 12, 2013 @ 5:04 pm

  48. E-LI-SA! Pronto…perfeito! 😉

    Comentário by Laura — janeiro 7, 2014 @ 11:01 am

  49. Eu AMO Vicente! Tanto que é o nome do meu filhote.
    Estou super animada para o próximo e, se for menina, será Julieta!

    Comentário by Mariana — janeiro 21, 2014 @ 5:14 am

  50. Acho que vou escrever sobre isso no meu blog também LOL
    Aqui em casa não conseguimos acertar um nome pra menino. E sempre dizemos que é melhor que venha uma menina primeiro, porque aí dá tempo de escolher pro menino.
    Também temos nossas regras como: nome curto (pra que não haja abreviações depois), nome diferente (porque na minha sala tinham duas Larissas e as duas eram chamadas de Lara, aí tinha a Lara Preta (EU!) e a Lara Amarela. No final era só Preta e Amarela e hoje acabou sendo o apelido carinhoso que me marido usa comigo hehe) e, principalmente, que soe bem em várias línguas, desde que nós não queremos continuar aqui no Brasil pra sempre.
    Fica difícil escolher, mas ainda tenho muito tempo hehe

    Comentário by Lara Almeida — julho 17, 2014 @ 11:37 am

  51. Na hora da escolha do nome do bebê, ficamos com dúvidas por dias.

    Comentário by ketina — setembro 8, 2014 @ 1:04 pm

  52. É difícil escolher o nome. Eu fiquei com dúvidas em dar o nome para meus filhos.

    Comentário by ketina — setembro 22, 2014 @ 1:01 pm

  53. Meu nome é Edênia e do pai Elias

    Comentário by Edênia — fevereiro 25, 2015 @ 2:31 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment

*