30 de outubro

ácido fólico

por luíza diener

uma mulher que pretende engravidar pode se planejar de diversas maneiras.
desde as coisas mais necessárias até àss supérfluas, uma potencial gestante pode preparar-se para engravidar de vários jeitos.

ela pode fazer exercícios, cuidar para ter uma alimentação saudável e até fazer um pequeno enxoval para si.

de qualquer maneira, o mais importante é cuidar muito bem da sua saúde, afinal, por 9 meses seu corpo será o portador de uma nova vida e irá gerá-la e, após isso, produzirá o leite materno, para que o bebê possa continuar a ser suprido nos próximos meses (ou anos).

algo muito simples que uma mulher pode fazer para se preparar, mas de fundamental importância é observar a quantidade de ácido fólico ingerida.

o ácido fólico é uma vitamina do complexo B que pode ser encontrado em verduras de folhas verde escuras, alguns legumes, castanhas, frutas cítricas, dentre outros alimentos.
acontece que nem sempre consumimos a quantidade diária necessária de ácido fólico (400 microgramas/dia), por isso muitos médicos recomendam que, toda mulher em idade fértil que pretenda engravidar, comece a ingerir um suplemento sintético da vitamina diariamente, pelo menos 30 dias antes de começar a tentar engravidar e estender até o terceiro mês de gravidez.

alguns benefícios do ácido fólico:

  •  prevenir malformações congênitas do tubo neural, como a espinha bífida e anencefalia;
  • diminuição do risco de malformações como lábio leporino e fenda palatina;
  • redução de risco de parto prematuro em 70% entre a 20ª e 28ª semana de gestação e 50% entre a 28ª e 32ª semana (quando a mãe faz uso contínuo de suplemento de ácido fólico há pelo menos 1 ano);
  • redução de 20% do risco de problemas cardíacos congênitos nos filhos;
  • outros benefícios fora da gestação, para homens e mulheres, dentre os quais: a redução do risco de doenças do coração, câncer e mal de alzheimer.

muitas mulheres passam a consumir o ácido fólico somente quando descobrem que estão grávidas, o que pode ser considerado tarde demais, visto que o fechamento do tubo neural se dá entre o 17º e 30º dia após a concepção (mais ou menos entre a 4ª e 7ª semana de gestação). ou seja, mesmo que uma gestante descubra sua gravidez com exatas 4 semanas e comece a tomar o ácido fólico a partir daí, leva um tempo até que o organismo absorva o ácido fólico, envie para a circulação sanguínea, e este chegue ao bebê.

consigo obter o ácido fólico de maneira natural?

é possível, sim, ingerir a quantidade diária necessária de ácido fólico somente através da alimentação, mas é um processo mais trabalhoso e que, por causa da correria do dia a dia e da falta de informação, cerca de 70% das mulheres em idade fértil acaba por não consumir  a dose recomendada.

alguns alimentos que são importantes fontes de ácido fólico já foram mencionados acima, mas não custa repetir alguns e complementar com outros: cogumelos (os campeões no ranking do ácido fólico), a maioria das frutas (especialmente as cítricas), legumes e verduras (especialmente folhagens verde-escuras,  como espinafre, brócolis, escarola, couve, etc), frango, peixes e castanhas em geral (nozes, castanha do brasil, semente de girassol, dentre outras).

uma sugestão de cardápio diário básico para que contém 300 mcg de ácido fólico é (as fontes de ácido fólico estão em itálico):

café da manhã: cereais com morango

almoço: frango com acelga, salada de alface e tomate, arroz integral e feijão

lanche da tarde: castanha de caju

jantar: sanduíche de abacate, queijo, alface e tomate cereja no pão integral

* as quantidades e sugestões podem variar, mas é bom ter uma base pra começar.

por ser o ácido fólico muito frágil, o preparo dos alimentos que o contém deve ser feito de maneira correta.
o ideal é consumi-los sempre frescos e, de preferência, crus (mas nem sempre dá, né?)
o microondas é o método de cozimento que mais destrói o ácido fólico, que também é eliminado quando a comida é preparada em altas temperaturas ou com grande quantidade de água. o melhor é prepará-la no vapor de forma bem rápida.

além do mais, as farinhas de trigo e de milho produzidas no brasil são enriquecidas com ácido fólico e ferro. ou seja, o consumo de pães e bolos também aumenta a quantidade de ácido fólico no organismo, mas o ideal é consumi-los com moderação e, de preferência, que sejam pães e bolos integrais.

caso não tenha tempo ou não consiga seguir uma dieta à risca e ache que isso pode comprometer a quantidade de ácido fólico necessário no seu organismo, converse com o seu médico para que ele lhe dê instruções mais detalhadas a respeito da ingestão do suplemento sintético de ácido fólico.
apenas observe para não consumir muito além da quantidade recomendada, que é de 0,4 mg (muito superior a alguns vendidos em farmácia, que chegam a 5 mg!).

uma caixa contendo 30 comprimidos pode ser obtida em drogarias e farmácias a um preço relativamente baixo (entre R$ 9,00 e R$ 15,00, aproximadamente) ou distribuída de forma gratuita nos postos de saúde.

para ler também:

 

Related Posts with Thumbnails

categorias: Tags:, , , , , , , , , , , , , , , para gestantes, preparativos, quero engravidar

assine nosso feed ou receba por email


9 Comments »

  1. vc tá tomando ac folico Luiza?tá tentando mais um?? =)

    Comentário by Jaquelline — 30 de outubro de 2012 @ 4:44 pm

  2. to tomando ácido fólico há quase 3 anos, jaqueline! eheheh!

    tomei quando queria engravidar do benjamin e depois nunca mais parei, por causa do complemento vitamínico que eu tomava na gravidez (que contém ácido fólico) e continuei tomando, por causa da amamentação.

    Comentário by luíza diener — 30 de outubro de 2012 @ 6:56 pm

  3. Você tergiversou, Luíza… hahahaha Tá ou não está tentando mais um?

    Comentário by Thais Aroca — 31 de outubro de 2012 @ 9:29 am

  4. Só 30 dias antes, Lu?? Eu toda serelepe achando que eram três meses, e que já ia começar na próxima semana. :/ (toda ansiosa pras coisas acontecerem looogo! Rsrs)

    Eu vou é fingir que eu não sei de nada e começar nos três meses antes mesmo. Hihihi Mal não vai fazer. 🙂

    Comentário by Nana (a louca do bebê) — 30 de outubro de 2012 @ 5:31 pm

  5. na verdade são pelo menos 30 dias de antecedência.
    mas já vi outros textos e médicos recomendarem 3 meses.
    quando fui engravidar do benjamin, tomei por 7 meses até engravidar. ehehehe!

    Comentário by luíza diener — 30 de outubro de 2012 @ 6:55 pm

  6. Eu venho tomando o ácido fólico há mais de três meses. Primeiro comprei um que a médica passou que custava R$19,00 e depois comecei a comprar outro mais barato que custa em torno de R$7,50 por aí. Ambos de 5mg. Quando você diz pra ter cuidado e não consumir muito além do recomendado ( tipo, eu tô fazendo isso! o_O ) qual reação que posso vir a sentir? Você pode me indicar um que tenha a quantidade de mg ideal? valeu! =)

    Comentário by Marayza Claudino Quaresma — 30 de outubro de 2012 @ 7:43 pm

  7. É lenda ou o ácido fólico "facilita" mesmo a gravidez?!?!

    bjo

    Comentário by Vanessa — 31 de outubro de 2012 @ 2:13 pm

  8. oi, vanessa, nunca ouvi falar isso de facilitar não.
    que ele previne algumas malformações fetais, isso é mais que comprovado cientificamente.

    mas é bom pesquisar, porque isso cheira mais a lenda 😉

    beijinhos

    Comentário by luíza diener — 31 de outubro de 2012 @ 11:42 pm

  9. Belo post.

    Comentário by ketina — 5 de setembro de 2014 @ 1:02 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment