até sheldon erra

todos temos um sheldon interior e, por mais que ele não se permita errar, ele VAI errar.
não entendeu? eu explico.

sheldon cooper é um personagem da série the big bang theory, obviamente o meu preferido. sheldon é um chato, gênio, phd e o escambau, sem senso de humor e sem sentimentos aparentes. pra quem conhece star trek, ele é um spock dos anos 2000 (os 2000 de verdade).
sob o meu ver, uma peculiaridade do sheldon que me chama atenção e me traz identificação é o modo como ele tenta padronizar tudo e muitas vezes faz experimentos de coisas e pessoas.

desde muito nova sempre quis encontrar e criar padrões para as coisas, o que pode ser bom quando o assunto é organização e o que pode ser péssimo quando o assunto é gente.

com a chegada do benjamin eu não resisti: transformei-o em um experimento gigante.
arrumei um caderno e passei a anotar os horários de tudo o que ele faz. também anoto eventos externos para ver se alteram de algum modo seu comportamento, como saídas de casas, vacinas, visitas, minha alimentação, condições climáticas e suas primeiras vezes.

viciei totalmente nesse treco e não consigo me desvencilhar.

por um lado é ruim, porque vira escravidão. por outro é bom, porque me ajuda a entender muita coisa (e lembrar delas também).
e por um terceiro lado é péssimo, porque nem tudo pode ser padronizado.

se eu tenho uma veia perfeccionista, doutor sheldon é o perfeccionismo em pessoa. e ele jura que não erra.
em certo episódio, sheldon fez uma aposta e perdeu. acho que fiquei tão desolada quanto o personagem. na minha cabeça eu pensava “não acredito que ele errou em uma coisa tão boba!”.
mas se eu posso tirar alguma lição de um seriado nerd desses é que se o sheldon pode errar, eu também posso.

por exemplo, a razão pela qual me deixei ludibriar pela rotina quadradinha foi ela ter horário para tudo e seguir sempre o mesmo padrão. acontece que benjamin não segue essa linha. o padrão dele é outro.
ele até que mama com uma certa frequência conhecida, mas a margem de erro é grande. e eu quero encaixá-lo em algum padrão mais óbvio e menos instável.

pelo amor de deus! é só um bebê!
e pensar desta maneira tem me ajudado muito mais.
me ajudou a entender que ele pode até seguir uma rotininha de vez em quando, mas que terão dias que ele sentirá mais fome que em outros e outras variáveis também irão oscilar como sono, calor, cólicas, picos de crescimento, enfermidades, dentes, humor e uma série quase infinita de fatores.

porque é muito engraçado ver o sheldon na tela, mas só sabe o quanto um ser desses é insuportável quando se convive com ele. e não quero ser um sheldon na vida do meu marido e dos meus filhos. só de vez em quandinho.

Related Posts with Thumbnails

20 comments

  1. Muito interessante o texto! Eu simplesmente amo BBT e Sheldon é, sem dúvida, o melhor. Eu até escrevi ontem sobre esse método de anotar tudo e todos. Bem legal seu post seguir quase o mesmo assunto, me identifiquei! Certamente cairei na mesma armadilha de mim mesma..ehehehehe.
    Não importa o que você faça, erre ou acerte, o amor sempre vence e, Benji sendo amado como é, será eternamente feliz. 😉
    Beijaooo

  2. Ai Luiza, que engraçado. Eu também tinha uma queda por organização ao extermo, perfil de uma "maníaca-controladora"… no meu caso tá, vc é uma fofa!
    Anotei muitas e muitas coisas, separei roupas por cor, panos por utilidades, classificados, categorizados. Fiz teses, teorias, testes… para chegar nesse momento e perceber que ou eu sou uma péssima pesquisadora, ou realmente em se tratando de bebês (pelo menos do meu) não existe padrão, teoria ou regra. O que é certo é o que funciona naquele momento e amanhã pode mudar. E a gente se inventar alguma regra… vai errar certeza. E viva o caos! Bjão!

  3. Oi…
    Não sei se vc chegou a ler o livro "Segredos de uma encantadora de bebês" de Tracy Hogg.
    Ela ensina a importancia da rotina para o bebe, mas uma rotina equilibrada, uma rotina que cria um relacionamento entre o bebê e a família. Meu filho tem quse 2 meses e aprender essas técnicas foram excelentes pra ele e pra diminuir minhas neuroses

  4. hahahah eu me irrito muitooooooo com o Sheldon!
    Sou totalmente o oposto. Acho q me irrito porque ele me lembra o q mais me irrita meu marido, que eu vivo dizendo que tem TOC kkkkkkkkkkkkkk Eu sou de improvisar, gosto de surpresas, deixo a vida me levar rs…ele é todo certinho e metódico e o Sheldon é muito chatoooooooooo!
    Mas eu adoro o seriado, sou mais a loira louca vizinha do lado estilo to nem ai.
    Como sera q vou ficar qdo o Lucas nascer? Sera q vou ficar mais certinha ou totalmente descabelada?
    "Benjinhos"

  5. Nossa Luíza, achei que eu fosse a única assim! heheh Também anoto tudo da rotina da Maria Eduarda, mas estava ficando escrava disso também! Troquei uma idéia com a Lia (sacodefarinha.blogspot.com) e decidi largar tudo e tentar viver mais light. Mas é como lutar todos os dias contra vc mesmo, já que não dá pra lutar com um bebezinho sem padrão nenhum! heheh

    Boa sorte com o Benjamin! Eles nos ensinam tantas coisas a nosso respeito né?

    Beijos

  6. Oi Luíza! Uns tempos atrás vi um especial sobre o seriado Friends em que a atriz que fez a Phoebe contou que ela ficou totalmente control freak quando teve bebê, a ponto de pesar (!) as fraldas pra controlar a entrada e saída de alimentos. Olha eu te dando idéia né? hehehe

  7. Desde que a Alice largou o peito de vez, duas semanas atrás, eu passei a anotar a quantidade de leite em todas mamadas, e a tentar criar um padrão, sem sucesso, lógico :S cada dia mama um tanto…mas tem que ser mais de 600 ml, esse é o meu padrão hihihi
    bjs

  8. Eu era exatamente desse jeito. Até meu marido chamar minha atenção, dizendo q minha filha não era um robô. Aí, na tentativa de provar pra ele o contrário, fui relendo todas as anotações da agenda (tinha até os minutos q ela gastava em cada mamada – já descontando o tempo q ela parava pra "fazer hora"), buscando regularidades e eventos previsíveis. Não achei nada, absolutamente nada. Hahhahha. Fui liberta na hora. Hj a pequena está com 5 meses, continua inconstante, mas eu já me adaptei a essa maternidade mais light e relaxada.

  9. Eu adoro anotar tudo e foi só anotando que eu percebi que, sim, Lara tem uma rotina! É obvio que nao temos dias todos iguais, mas ela tem um padrao bem definido. E fora que anotar da a sensacao de que a gente tem algum controle sobre o que acontece, nem que seja o de falar para a medica: ela suja seis fraldas por dia, hohoho

  10. Hahahahaha Luíza Sheldonnnn… Eu tb sou meio analista das coisas… acho que é por isso que assisto (e morro de rir) o seriado.
    E sou perfeccionista. E tenho mania de evitar coisas q já deram errado uma vez (igual qdo ele criou o dispositivo de presença virtual pra não cair da escada de novo).
    E acho que todo mundo tem um pé nas loucuras Sheldonianas, né?
    Mas ó… numa boa? Num acho tão ruim assim… só não pode pirar igual ele e achar que todo o universo está errado e só você está certo. Embora, nisso, eu tenha certeza que eu tô certinha!!! kkkkkkkkkkk

  11. hey there and thank you for your info – Ive definitely picked up something new from right here. I did however expertise a few technical points using this web site, as I experienced to reload the web site many times previous to I could get it to load properly. I had been wondering if your web hosting is OK? Not that I am complaining, but sluggish loading instances times will sometimes affect your placement in google and could damage your quality score if ads and marketing with Adwords. Anyway I am adding this RSS to my email and could look out for much more of your respective fascinating content. Make sure you update this again soon..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *