brazilian cocô stories – pais e mães contam as histórias mais assustadoras de cocô

psicose? o chamado? o exorcista? séries e filmes de terror são fichinha para quem vive a maternidade e paternidade. mães e pais sempre possuem uma história assustadora de cocô para contar. e são histórias REAIS, COM CORES E CHEIROS EM 3D e FULL HD.

então prepare o baldinho e confira as histórias que os leitores nos enviaram pelo nosso facebook.

ah! já avisando que pessoas sem filhos ou grávidas do primeiro bebê ficaram assim:  

como todo filme de terror, sempre tem aquele momento inocente que antecede um sustão da p$@#*!

 

 

e você fica pensando “não é possível que isso tá acontecendo”

depois disso, como superar? 

 

algumas vezes o roteirista da vida real quer misturar 007 , ficção científica, drama, comédia, muito terror e acontece isso:

 

 e aquela típica criança estranha que consegue ver o mundo sobrenatural?

 

pra piorar, sempre existem aqueles personagens que vão checar se está tudo bem (e você fica: “não faz isso! não vai! fica parado!”) 

 

os relatos mal começaram e pessoas sensíveis já estão assim: 

tem certeza que quer continuar? ok. é por sua conta e risco. 

EPA! não existe melhor definição para essa foto!

 

 

massinha de modelar é uma coisa tão legal, né? er… não!

 

dica: mamão é uma fruta que foi criada diretamente no interior do ânus de satanás. 

e o inimigo não respeita nem reunião de oração

 

se ficou com dificuldade de imaginar esses relatos, não tem problema! temos ibagens! ibagens fortes: 

“toda criança é artista. o problema é como permanecer artista depois de crescer.” – pablo picasso

lembra do filme bruxa de blair? as imagens pareciam tão reais, né? o que vem a seguir é muito real. é ultra-real.  

histórias tão traumáticas que resoluções permanentes foram tomadas ou reafirmadas 

algumas pessoas se revelam nada empáticas na dor

e alguns finais são bem tristes

outros são inspiradores – mostrando que ainda existem heróis que sacrificam a vida por algo maior

 

Related Posts with Thumbnails

9 comments

  1. História 1

    Minha filha aprendeu a amar água quando aprendeu a andar. Era só bobear com um balde com água de passar pano no chão ou de roupa de molho que ela estava lá se banhando com a água. Minha mãe disse pra eu tomar cuidado com a bacia no banheiro. Mas…Como um segundo com criança viram duas horas…

    Quando eu vejo a cena, ela não só se banhou com a água da bacia que de bobeira deixando aberta, tinha cocô dentro e ela se banhou com a água do cocô segurando ele na mão dando banho nele como se fosse um bonequinho. Desespero de não saber o que fazer.

  2. História 2

    Minha mãe fez cachorro quente pra todos numa tarde de férias com primos e aquela meninada toda e comeu o cachorro quente dela com uma das minhas primas no colo, apoiada no braço mesmo. A bebê tinha menos de um ano.

    De repente o braço dela estava sujo e ela viu que era um creme amarelo. Pensou que era mostarda e lambeu o braço todo ainda colocando no cachorro quente. Kkkk

    Não desconfiou do gosto, mas do fato que não tínhamos mostarda na mesa como acompanhamento.

    Era tarde demais…

  3. Huahuahua acabei de conseguir fazer dormir uma de 2a2m é uma de 4m, vim aqui dar uma espairecer antes de dormir… Ri até 2030… Tanto e tão alto que acho que as duas acordaram! Vou começar de novo relembrando nossas histórias escatológicas… Nada originais (jato, banheira, chão, colo) mas sempre emocionantes!

  4. Sério!! Vocês são demais! Rindo muito! Aqui as histórias seguem a linha coco a jato de bebe pequenininho que lava tudo a sua frente na hora da troca, coco na banheira, coco no chão, no box, etc! Hahahaha!!!

  5. Estávamos indo para São Roque almoçar, mas, antes, resolvemos dar a vacina de um ano no Bernardo. Ele ficou com tanto medo, mas tanto medo – pois tinha ficado internado uns dias antes, que fez cocô em mim. Eu não percebi e entrei no carro e sentei no banco do carona. Quando vi estava com a calça, a camiseta e a blusa, que estava amarrada na cintura sujas de cocô. Felizmente, não sujou o banco. Passamos em casa para tomar banho e trocar de roupa. Mas conseguimos almoçar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *