burrice gravídica attacks

jumenta grávida

que cérebro de grávida dá um nó na gravidez, isso já é sabido.
na minha gravidez do benjamin não foi diferente, mas eu não lembro das mancadas. só recordo que dava uma gafe atrás da outra.
então, nessa gravidez, resolvi registrar meus acessos de burrice momentos de desligamento porque senão, com certeza absoluta, eu irei esquecer.

entendedora de arte

diálogo entre marido e eu:

ele: não entendo por que o povo ama tanto romero britto.
eu: ah, não é meu gosto, mas a gente tem que reconhecer que ele é a pop art brasileira dos tempos de hoje. ou você acha que todo mundo amava andy warhol? com certeza tinha gente que falava “ah, eu não gosto desses desenhos dele. são feios, são pornográficos. aqueles bonequinhos fazendo sexo, de pinto de fora…”
ele: andy warhol?
eu: desculpe. keith haring. mas também devia ter gente que não curtia andy warhol. imagina alguém falando “que nada a ver, esse bando de foto da madonna, uma de cada cor…”
ele: madonna?
eu: ah, desisto!

mensagem a pé

“hilan, por favor, me empresta seu chinelo pra eu mandar uma mensagem?”
(isso aconteceu na sequência do warhol vs. haring, enquanto eu tentava mudar de assunto).

muitos coelhos, muitas cajadadas

um dia, escrevendo um post rascunho, eu consegui mandar a pérola “dois coelhos em duas cajadadas”. a sorte é que reparei o erro a tempo e ninguém percebeu minha quase-gafe.
se bem que, levando em consideração minhas atuais e incríveis habilidades psicomotoras, matar dois coelhos em duas cajadadas já seria um grande lucro.

dislexia severa

tenho lido/falado/escrito muitas palavras completamente trocadas, ou fazendo umas associações absurdas.

  • estava escrito enxuga mais, eu li enruga mais.
  • onde escreveram molhada, eu li toalha molhada. porque, claro, faz muito mais sentido.
  • sobre o blog piscar de olhos (que eu estou cansada de saber o nome), eu consegui ler piscar de quatro olhos (e olha que eu estava de óculos. deve ser por isso).
  • um artigo de título seis grandes erros na hora de dormir eu li seios grandes na hora de dormir e pensei: “legal. será que vão dar dicas de como dormir com os seios doloridos da gestação/amamentação?”. aham, claro!
  • onde estava escrito termo bag, eu li te amo bag (oun! que amor)
  • e, pra mim, o melhor foi: no lugar de cartão fidelidade eu entendi feijoada (será que tava com fome?).

justificativa

quando terminei de revisar este post, quis falar com o marido:
– e olha que eu não assinei… olha que eu não astronei… e olha que eu não anotei mais todas as gafes que andei dando.
aí desisti e fiquei calada.

* * *
nota pós post: alguns dias depois, achei este texto, que fala da minha leseira pós filho.
ou seja, não há mais esperanças para mim. depois do segundo filho, acho que vou precisar tatuar em algum lugar visível do braço meu nome, do marido, dos filhos, endereço de casa e contatos de emergência, só pra garantir.

Related Posts with Thumbnails

34 comments

  1. sem contar o lado psicomotor, né? kkk
    gata, eu tenho lido/falado/escrito muitas palavras erradas, tanta coisa prá fazer que tu pensa/fala/escreve a palavra do próximo assunto, pelo menos no meu caso…rs
    beijos e vocês

  2. hahahaha, tem que saber rir da própria desgraça, né? Eu me lembro que qdo eu tava grávida, não só soltava umas pérolas dessas como também ficava brava quando alguém me corrigia ou ria de mim… pq humor de grávida tb dá defeito!

  3. hahahahhah
    😀
    mas não é só grávida que sofre com isso não… tô estudando psicanálise agora e várias coisas que eu leio eu leio de outra forma… esses tava escrito: "por conta dos teóricos" e eu li "contos eróticos" HAHAHAHAHAHAH Ou então quando a palavra era "genial" e eu li "genital"!!!!
    Freud explica né! 😉

  4. Muito Bom! Isso acontece direto comigo. Estou com 26 semanas. Uma delas foi: Estava tocando uma música na rádio e meu esposo perguntou, sabe quem é? Prontamente respondi: sei sim!! É China Town. Ele: Como? Repeti assertivamente. Como ele sempre traduz o que eu digo. Você quis dizer Shania Twain.

  5. Rindo muito com esse post. Minha familia ja pega no pé que eu solto perolas e eu sou toda desajeitada (acho que minha coordenação motora não acompanhou meu crescimento), quando estava grávida eles morriam de vergonha que eu ainda soltava perolas em restaurante, na frente do garçom e coisas do tipo. e a parte de topar em alguma coisa eu nem comento… era a cada segundo!! Um pegigo constante!!!!!

  6. a ju já tem uma dislexia natural a sua pessoa… na gravidez a parada alcançou níveis "astrológicos"… hehehehe… era algo muito além da razão… eu claro, me divertia muito com as viagens errada dela… e ela, naturalmente ficava indignada de eu rir de sua "condição gestante mental".
    Dei valores o Madonna!!!! Mas temos de confessar que não é lá um grande equívoco… ou é?

    1. ahahahahha! refletindo sobre ju e madonna paralelamente.
      o hilan às vezes encrenca com minhas palas erradas. às vezes eu não ligo. às vezes ligo horrores. às vezes quero cavar um buraco e me esconder.
      e bem, a pobre da marilyn não tem muito a ver com isso. ou será que tem?
      já madonna…

  7. Luíza, mas tu tem essas tiradas escalafobéticas desde sempre (que te conheço, ou seja, 2004). Taí o Hilan pra não me deixar mentir. Penequianismo do dia a dia. 🙂

  8. Hhahahahahaha morri de rir com os seios grandes e te amo bag, meu filho ate veio perguntar do que eu estava rindo. Tenho ficado horas lendo seu blog, me identifiquei com tantas coisas… Tenho um filho de tres anos e estou gravida de 15 semanas 😉 sou professora montessoriana e adorei o post do quarto… E ainda estou abrindo uma loja virtual de roupas organicas para bebes e criancas..li seu post sobre isso tambem.. por isso me identifiquei tanto hahaha…Super beijo!!

    1. obrigada, fernanda! é uma comunzinha qualquer, da sony. tenho ela já tem quase 3 anos. to pensando até em trocar por uma mais moderna, mais profissional.
      mas obrigada! te dou duas dicas que fazemos sempre: quase nunca usamos flash (a não ser que queiramos que a foto tenha mesmo essa cara) e costumamos tirar fotos quase sempre de perto (a não ser que queiramos mostrar paisagem).

      beijos

  9. Oi Luiza! Encontrei seu blog tem uma semana e de tanto que gostei to vendo seus posts desde o início do blog. Como você eu também comecei o meu blog sobre maternidade, ano passado, e nem estou grávida ainda! kkkk… Seu filho é uma lindeza!!!
    Parabéns, pelo blog e pela família! Bjs

  10. Hahahahaha… só posso dizer que depois da gravidez não passa, e com dois filhos tudo piora… e que estou terminantemente proibida de ler seus posts no trabalho, porque não consigo segurar a risada e depois tenho que ficar explicando pro colega de sala do quê tô rindo…hahahahah

  11. Morri com os seios grandes, kkkkkkkkkkkk! Eu, quando estava grávida, me achei meio esquisita, meio desproporcional e fui chorando falar pro marido que parecia uma "orongatonga" (ao invés de orangotango) o.O

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *