25 de julho

carinho

por luíza diener

quando descobri que estava grávida, a primeira providência que eu tomei foi ir a um médico para constatar o óbvio: dentro de alguns meses eu seria mãe.

na verdade eu já era mãe desde aquela hora. estava preocupada com o bem estar do meu filho, queria proporcionar a melhor gestação para ele de maneira que ele fosse gerado com saúde, paz e viesse ao mundo da mesma maneira.
segui o pré natal à risca, fiz todos os exames, fui a todas as consultas, me alimentei de maneira saudável, pratiquei esportes adequados.
me preparei física e mentalmente para o parto.

depois que ele nasceu eu tive o constante cuidado para que tudo ficasse bem para ele: as roupas apropriadas para que não sentisse muito frio ou calor, truques para amenizar as cólicas, banhos relaxantes, os remédios certos quando mais nada adiantava.
as consultas, as vacinas, o dentista, as temíveis idas ao hospital.
e obviamente continuo cuidando com o mesmo coração.
a gente se preocupa e faz o melhor que está ao nosso alcance. e como eles ainda são pequenos, entendem muito mais nosso amor através de gestos que de palavras.
e esta tem sido a minha maneira de demonstrar meu carinho.

mas tudo isso fica muito mais fácil quando podemos contar com ajuda. de uma amiga, da família (mãe, marido, irmãos), de médicos e outros profissionais. pequenos gestos que nos fazem sentir acolhidas nessa fase delicada.

pensando neste momento tão especial, o Ministério da Saúde criou a rede cegonha, um programa que acompanha mãe e filho da concepção aos 2 anos de vida do bebê, garantindo desde o pré natal e parto da gestante até as vacinas, consultas do bebê e outros cuidados necessários.

e como forma de homenagem, foi criado um aplicativo na fanpage do ministério da saúde chamado envie carinho.
você pode escolher três fotos de uma amiga que queira fazer esse agrado e criar um móbile virtual, como o que eu fiz abaixo:

para criar o seu é só acessar a página abaixo, autorizar o aplicativo e brincar:
https://www.facebook.com/minsaude/app_174287622703838

quem quiser saber mais sobre a rede cegonha é só entrar aqui:
http://www.facebook.com/minsaude/app_247875381990952

e claro que dá pra fazer com suas próprias fotos também (;

Related Posts with Thumbnails

categorias: benjamin, publicidade, saúde e esportes

assine nosso feed ou receba por email


3 Comments »

  1. Sabes Luiza, só vejo as pessoas reclamarem da saúde pública. Eu tenho plano de saúde, fui a consultas com médico particular, fiz meu parto na rede privada. Foi tudo ótimo. Mas sabes que minha cunhada, como não tem plano de saude, fez o pre natal e o parto na rede pública. E sabes que fiquei muito admirada? Foi um belo atendimento, o hospital foi excelente, e sabe o que mais? o acompanhamento pós nascimento que minhas sobrinhas (gemeas) tiveram! Foram acompanhadas até o 2° ano de vida. Eu até mandei um email para o hospital, parabenizando pelo atendimento, parabenizando os profissionais daquele hospital, a acolhida, a preocupação e profissionalismo. Deixo aqui registrado a experiência sobre a saúde pública quanto ao pre natal, parto e acompanhamento! POA/RS

    Comentário by Juliana — julho 25, 2012 @ 4:04 pm

  2. Fiquei muito feliz de ler o comentário da Juliana. É bom saber que os serviços funcionam! Porque ainda essa semana eu ouvi um relato de parto tão terrível ocorrido numa maternidade pública de Salvador/BA! Até já orientei os pais que buscassem o Ministério Público, pelo menos pra tentar evitar que outras pessoas passem pela mesma situação. Mas eles possivelmente vão querer esquecer o fato e vai acabar ficando por isso mesmo. Triste, muito triste… Vou pesquisar a Rede Cegonha na cidade.

    Comentário by A louca do bebê — julho 26, 2012 @ 12:05 am

  3. pois é. eu sou super pró SUS. existe muito preconceito vindo especialmente de pessoas que nunca nem pisaram o pé num hospital público.
    o brasil está mudando, graças a deus

    Comentário by luiza — julho 26, 2012 @ 9:59 am

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment