18 de outubro

12 coisas que não se dizem a uma mãe que trabalha fora

por luíza diener

apesar de ficar em casa cuidando do filhote (e, claro, trabalhando muito por aqui),  tenho um grande respeito e admiração por mães que trabalham fora.
o que me deixa chateada mesmo é a intolerância, o julgamento, o orgulho e preconceito que às vezes rola.

o post pode soar meio exagerado, e tudo bem. porque depois que viramos mães, parece que – para os outros – a porta fica aberta para uma enxurrada de comentários e palpites, mesmo que eles nunca tenham sido pedidos, mesmo que sejam sinceros ou com a intenção de agradar ou apenas puxar assunto.
mas quem ouve todos os dias a mesma ladainha acaba por se cansar mesmo.

perguntamos no facebook coisas que não se dizem a uma mãe que trabalha fora.
o resultado – com as melhores respostas – você encontra abaixo:

  1. “ai, eu não sei como você consegue! eu sinto tanta falta dos meus filhos… ”
    hmm… como se eu não enlouquecesse de saudades todos os dias.
  2. “como você fica confortável deixando que outras pessoas criem seus filhos?”
  3. “- você trabalha fora?
    – sim.
    – e ele fica o dia todo na escola?
    – sim.
    – ai, que dó!”
    dó do que, minha filha?
  4. “que pena que você tenha que trabalhar… ”
    algumas pessoas não têm que trabalhar. elas trabalham porque elas querem. simples assim.
  5. “coitado! vai viver doente.”
  6. “mas ela fica no berçário o dia tooooodo?”
    não, minha filha. só enquanto eu tô no trabalho, de 9 às 18h. e vai muito bem, obrigada.
  7. “não tem jeito de você ficar com ele ?”
    você vai pagar minhas contas ?
  8. “assim é fácil colocar filho no mundo, para os outros criarem”.
    arrrrrrh…
  9. “você deve estar com o coração partido”.
    não, estou aliviada de poder sentar, beber água, navegar na internet, ir ao banheiro…
  10. “o pediatra do meu filho falou….”
    tá, se o o pediatra do meu filho ficar com ele , ou pagar as minhas contas, eu prometo deixá-lo longe da escola até os 3 anos recomendados.
  11. “ah, eu quero ficar em casa e ser uma mamãe em tempo integral”
    eu não deixo de ser mãe quando vou ao escritório. eu trabalho e continuo sendo mãe em tempo integral
  12. “como assim o pai que cuida do bebê enquanto você trabalha? não acha que alguma coisa tá invertida?”
    invertida só se for a sua cabeça careta!
conheça outros posts da série coisas que não se dizem:

e também:

Related Posts with Thumbnails

categorias: Tags:, , , , , , , , , , , , , , , coisas que não se dizem, erros comuns, mais acessados, top posts

assine nosso feed ou receba por email


48 Comments »

  1. Eu simplesmente amei o post e me identifiquei muito!! Sempre falo sobre isso no meu blog e até comentei sobre o filme “Não sei como ela consegue com a Sarah Jéssica Parker”, assistiram? É muito bom e retrata a vida das mães que trabalham e as mães que não trabalham e são cruéis no julgamento (as maestregas, como cita no filme).
    A mãe que trabalha é muito admirada pela sociedade em geral, mas muito julgada também. Como se não bastasse as nossas próprias cobranças temos que enfrentar esses comentários. Ameiiiiiii!!!!!
    Beijos Mey do http://www.bbpontocom.com

    Comentário by Mey do www.bbpontocom.com — 18 de outubro de 2012 @ 2:26 pm

  2. amei esse filme me identifiquei muiito também

    Comentário by Andrezza Bezerra — 30 de outubro de 2013 @ 6:45 pm

  3. Assino em baixo do seu post. Isso tudo já me irritou e continua irritando muito!!!! Seria ótimo se cada um cuidasse apenas da sua vida, que já é trabalhosa o suficiente, não acha?

    Comentário by Aline — 18 de outubro de 2012 @ 2:29 pm

  4. É realmente incrível a competência que as pessoas tem de serem especialistas na vida, no casamento, nos filhos da gente!!! Sempre tem alguém suuuuupeeeer entendido que acha que pode palpitar, mas nunca tem, teve ou terá disponibilidade e competência para ajudar. Quando minha filha nasceu eu estava no quinto semestre da faculdade e tive três meses de licença maternidade, quando voltei ela ficou com minha mãe só as horas que eu estava na faculdade, pois acredita que teve gente que disse: "Tadinhaaaaa, porque você não tranca a faculdade?", tadinha porquê? Ela estava com minha mãe e por acaso avó dela e não com uma monstra devoradora de bebezinhos, além de que faltava apenas um pouco menos de dois semestre para terminar., trancar por quê? Para me desmotivar, não voltar nunca mais e ser uma mãe frustrada que olha para a criança e pensa: "sem você tudo seria diferente?". Afeeee

    Comentário by Patricia Alves Rodrigues Figueira — 18 de outubro de 2012 @ 2:30 pm

  5. Boa!!!! é bem assim mesmo, ja fui vitima de algumas frases dessas…cuidei do meu filho até 1 ano de idade, mas só fiz isso pq ele teve uma crise convulsiva com 6 meses e ficamos com medo, e queria cuidar do meu filho até que passasse o medo e me sentir segura em deixa-lo ir a escola. Hoje ele esta com 1 ano e 8 meses e desde fevereiro ele vai á escola e adora. Sim ele fica o dia todo lá e percebi a evolução que ele teve após ter contato com as professoras e coleguinhas. Não me sinto nenhum pouco culpada por isso. No momento não trabalho o dia todo, sou nutricionista da escolinha dele 1 vez na semana e mesmo assim preferimos deixa-lo la em período integral, faz bem pra mim, pra ele… o filho é meu, mas também quero educa-lo para o mundo!!!

    Comentário by Pamela Aguiar — 18 de outubro de 2012 @ 2:34 pm

  6. Adorei!! Fui filha de pais que trabalhavam o dia todo e sei o quanto minha se esforçou para que pudéssemos ser bem criadas. E fez um bom trabalho!! rss
    Hoje, pude ser "uma mãe que fica em casa" durante o primeiro ano das minhas filhas e estou ansiosa pra ver as coisas que não se diz a uma mãe que fica em casa!

    Comentário by Kyu Matos — 18 de outubro de 2012 @ 3:03 pm

  7. Amei todas as frases! Mas a 9 é a pior! Sou filha de uma mãe que trabalhou fora e numa época em que a licença maternidade eram apenas 3 meses e to aqui linda e mãe para fazer historia! Mesmo ela trabalhando fora nunca faltou carinho e sempre entendi que era necessário para termos uma condição de vida melhor!

    Comentário by Nenê Crescendo — 18 de outubro de 2012 @ 3:04 pm

  8. Bah… é complicado isso. Cada um sabe da sua vida, cada um sabe onde aperta seus calos. Com certeza todas as mães fazem e dão o melhor de sí. Eu trabalho fora…saio de casa as 7hs da manhã e volto às 20hs… minha filha fica em casa. Minha sogra cuida ela até umas 10hs depois chega minha tia e fica até as 20hs… graças a Deus a Babá (minha tia)cuida dela super bem. Ela brinca, se diverte, come bem, tá em casa, enfim, ela está bem…e pr amim é HORRIVEL ficar o dia todo sem vê-la…confesso q ficar em casa em tempointegral eu tb acharia estranho… o ideal era trabalhar perto, num horário bem flexivel, e poder almoçar em casa. Ai sim, seria perfeito: ver minha filha, não ficar tanto tempo fora de casa e ainda por cima trabalhar (me sinto bem trabalhando, util, mas ficar longe da filha é tão dificil)…enfim, infelizmente nem tudo é mar de rosas. Procuro dar todo amor e atenção qd estou presente, mesmo de longe fico cuidando de tudo (horários, se come bem, se tá limpa, se tá brincando, se tá alegre, etc etc)… o palpite alheio é F¨%$# mas faz parte. Entra num ouvido, sai no outro!

    Comentário by Juliana R — 18 de outubro de 2012 @ 3:41 pm

  9. Tudo bem que tem maes que realmente precisam trabalhar, mas sou uma dessas pessoas que acha que as crianças precisam sim de mais atenção e mais tempo dos pais… O problema é que o ser humano está cada dia mais e mais egoísta e só pensa no seu próprio benefício. A criança pode sim depois dos 2 anos ficar na escolinha por umas 4/5 horas, mas o dia todo?? Eu larguei toda a minha carreira porque decidi ser MÃE, meu marido consegue pagar as contas, eu fico sim sem meu dinheiro pra comprar uma calcinha que seja, mas tudo bem porque essa foi minha decisão e AMO estar presente em cada momento dele.Amo ver suas descobertas, e sei que pra ele é muito importante a nossa convivência, pois sou sua mãe e agora ele precisa da minha presença em sua vida e não a minha a ausência.

    Comentário by Mari — 18 de outubro de 2012 @ 3:43 pm

  10. Que bom que tu pode te dar o luxo de ficar em casa. Mas entenda que esta é a TUA realidade. Eu preciso pagar contas, dar boa alimentação, roupas, lazer para minha filha. Não trabalho para ter luxo, e sim para ter uma vida digna, com um pouco de conforto. Na minha casa temos o básico: amor, respeito, educação e amiza. Com certeza ela (minha filha) é extremamente amada, e o tempo que temos juntas é de extrema qualidade. Ela é humana, sabe amar, dar valor as coisas simples da vida.

    Comentário by Juliana R — 19 de outubro de 2012 @ 11:21 am

  11. Eu devo ser egoísta, eu trabalho pra pagar as minhas calcinhas e as da minha filha. Tenho marido mas não me torturo pra caber nas calcinhas tamanho pp para que ele continue me bancando. Minha filha aprende a se sustentar, pagar a própria lingerie e lavar a própria lingerie, que mamãe quanto tá em casa não vira empregada, não.

    Comentário by Liliana — 19 de outubro de 2012 @ 2:47 pm

  12. Seguindo o pensamento de que você largou a carreira para ser mãe, seu marido é menos pai pelo fato de trabalhar fora? Acho que deixar o trabalho em prol dos filhos é uma linda escolha e um danado de um privilégio, mas seria correto julgar a opção ou a necessidade alheia? Eu mesma, apesar de admirar quem faz da educação de seus filhos um emprego, não pretendo ser sustentada por homem nem que ele ganhe 10 milhões por mês. Crianças precisam sim de muita atenção e carinho, o que não significa que seja absolutamente necessário ter um dos pais ao lado 24h por dia. Acredito que é possível compensar as horas fora de casa quando acaba o expediente, isso é investir em qualidade de tempo ao inves da quantidade. Vou te dar o exemplo da minha família: meu pai morreu de uma doença que o deixou internado por alguns anos quando eu e minha irmã éramos bem novas. Nesse período, minha mãe precisava dormir com ele no hospital várias vezes na semana, então ela ficava alguns dias no hospital e alguns em casa. Éramos duas crianças pequenas em casa passando o dia e dormindo com a babá uma boa parte da semana. Não, não foi isso que meus pais queriam quando decidiram ter filhos mas nem tudo na vida sai como planejado e era uma situação em que não havia nenhuma outra opção. Minha nos dava toda a atenção do mundo quando podia estar conosco em casa e eu posso te dizer que a minha lembrança dessa fase é muito mais dela do que da babá. Ela que me ensinava a fazer as tarefinhas da escola, que via filmes comigo, que me passou valores, que levava para passear no fim de semana, que dava as broncas quando preciso etc. Ela administrou um tempo que simplesmente não existia. Hoje eu posso dizer que sempre tive uma mãe muito presente e, como toda boa filha, acho que ela é a melhor do mundo, heheh. Conto isso só pra ilustrar, não acho que a mãe que se ausenta em casa durante algum período do dia só deve fazê-lo em casos de extrema necessidade. Admiro as mulheres que aceitam o desafio de encarar o papel de mãe juntamente com outros papéis.

    Comentário by Camila — 22 de outubro de 2012 @ 3:41 pm

  13. Não acho que se deva escolher entre ser mãe ou trabalhar e ficar em casa não é sinônimo de ser ótima mãe, pois sou muito mãe trabalhando em tempo integral e com DOIS filhos. O seu mãe é com MAIÚSCULA por que vc está em casa? O meu também é, TRABALHO FORA, ESTUDO, LEVO MEUS FILHOS AO PEDIATRA, DENTISTA E PARA TOMAR VACINA. SOU PROFISSIONAL SIM, TENHO CARREIRA SIM, E SEI O NOME DE TODOS OS DESENHOS FAVORITOS DELES. Fui criada por uma mãe que também trabalhou fora quando eu pequena e não estou no analista por isso.
    Sorte a sua poder ficar em casa, eu preciso trabalhar para pagar a escola. Ninguém é mais mãe que ninguém só por estar aqui ou acolá.

    Comentário by Luiza — 5 de fevereiro de 2013 @ 4:40 pm

  14. Sua opinião! Mas vc já parou para pensar que está usando seu marido para se auto satisfazer?? E o Pai? certamente vc não o trata assim, pelo que se percebe ele é o "Homem" da casa, e este é responsável por "trazer dinheiro para dentro de casa", triste saber que ainda exista este pensamento, mas se ele optou por esta vida, sejam felizes, mas não esqueça que não está dando o direito de ele exercer a função de Pai tbm, dividindo as tarefas tudo fica mais fácil, lembre-se Filho precisa de pai tbm, e sufocar com a " a Mãe está aqui", deixa para a Mãe (…)Trabalhar não é luxo e sim dignidade, mas se o teu caso era o contrário(…), respeito é tudo em um relacionamento, graças a deus hoje, meu marido e eu dividimos as tarefas GERAIS do lar, isso sem nunca termos sentado para discutir, foi tudo ao natural, temos uma filha de 8 anos que nos ama e em textos na escola, só há expressão de amor e gratidão por nós Pais!! Respeito sem ponto de vista, mas sugiro que pense mais na família num todo!

    Comentário by Catiúcia — 10 de maio de 2014 @ 6:47 am

  15. EU , CONCORDO PLENAMENTE COM VC …PQ EU FUI PAI E MÃE… EU NÃO TIVE ESCOLHAS…. TRABALHEI PARA NÃO FALTAR NADA TRABALHEI A VIDA TODA PARA FORMAR PARA DAR TUDO QUE FOSSE NESCESSÁRIO .. E NUNCA PAREI PARA PENSAR QUE ISSO PODERIA ME CUSTAR TÃO CARO… SÓ PERCEBI ISSO QDO PAREI DE TRABALHAR ,ACHANDO QUE EU ERA A GRANDE MÃE QUE FEZ TDO POR ELAS .. TRABALHANDO SABADOS E DOMINGOS ,COMPRANDO FOLGA PARA PAGAR OS ESTUDOS DELAS ,.SÓ QUE PRA TODA DECPÇÃO DA MINHA VIDA, TINHA UMA GRANDE CONCORRENTE A.((BABÁ))) QUE FOI GANHANDO ESPAÇO E MANIPULANDO OS SENTIMENTOS DAS CRIANÇAS AGINDO COMO A SUPER MÃE ,MINHA TOTAL IGNORÂNCIA MEU SENTIMENTO PURO E SEM MALDADE ,NUNCA PERCEBEU QUE QDO ESTAVA SÓZINHA COM ELAS ERA UM TRATAMENTO, QDO ESTAVA JUNTO COM A BABÁ TDO MUDAVA ,MINHAS FILHAS ERAM INCAPAZ DE FAZER UM GESTO DE CARINHO NA FRENTE DELA …ELA JOGOU FEIO PELAS MINHAS COSTAS ,HJ ESTOU SOZINHA COM DEPRESSÃO E MINHAS FILHAS NÃO CONSEGUE FICAR LONGE DELA ..E DIZEM QUE É GRATIDÃO …PRA NÃO DIZER QUE É AMOR. ENTÃO MÃES NÃO FICAM LONGE DE SEUS FILHOS NUNCA, NÃO DEIXE QUE BABÁS OS ADOTES ENQUANTO VC FFAZ DE TUDO PARA DAR UMA VIDA DIGNA COM SAÚDE E DUCAÇÃO ..NÃO FAÇAM ISSO EU TENHO CERTEZA QUE MUITAS MÃES HJ CHORAM COMO EU , QUE ACHA QUE ESTÁ TDO CERTO ,CREIA NUNCA SERÁ IGUAL AO DE MÃE QUE CRIA QUE CUIDA EM CASA ..SE VC PODE CUIDE DOS SEUS FILHOS NUNCA COLOQUE EM MÃOS DE BABÁ PQ NEM MANDAR EMBORA VC PODE PRA NÃO PREJUDICAR SEU FILHO , SE EU SOBESSE DISSO JAMAIS FARIA O QUE EU FIZ, ME MATAR DE
    TRABALHAR PARA DEPOIS DE TANTO TANTO SACRÍFICIO NÃO TER O AMOR DE FILHO …MAS O AMOR DE MÃE CONTINUA NUNCA MORRE E A PREFERENCIA DELES PELA CUIDADORA NOS DOI MUITO É A DOR DA

    Comentário by layete — 26 de maio de 2014 @ 1:59 pm

  16. sensacional!!!!! vou compartilhar já!!!!!

    Comentário by somosmorquiobrasil — 18 de outubro de 2012 @ 4:02 pm

  17. Sensacional! Vou compartilhar já!

    Comentário by nanna — 18 de outubro de 2012 @ 4:04 pm

  18. As pessoas gostam mesmo de dar pitaco. Se vc faz do jeito A, reclamam. Se vc faz do jeito B, reclamam do mesmo jeito. A questão, eu acho, é ligar aquele botão, sabe??? Porque, enfim, cada um sabe o que é melhor pra sua familia. O que funciona pra minha, não necessariamente funciona pra sua. Mas que graça tem viver sem falar mal da vida alheia, né?! Rsrsrsrsrsrsrsrsrs Adorei o post!!

    Comentário by myriam — 18 de outubro de 2012 @ 4:12 pm

  19. Baseada num velho post do Vinhos, Viagens e uma Vida comum que publicamos na revista KIDS in, acho que você poderia fazer um post com 10 respostas mal criadas para comentários desagradáveis! Um para cada post da sua série "coisas que não se dizem"… http://vinhosviagenseumavidacomum.blogspot.com.br

    Comentário by cynthia — 18 de outubro de 2012 @ 5:40 pm

  20. Muito bom esse post! Acho incrível a capacidade de as pessoas acharem que inclusive toda mãe só trabalha fora porque precisa. Nunca porque gosta. Mãe que não precisa e trabalha fora é a pior espécie humana, né não? Argh. Aliás, faz tempo que estou pra escrever um post sobre isso, qualquer dia sai. Beijos

    Comentário by Roberta Lippi — 18 de outubro de 2012 @ 6:16 pm

  21. Hahahahahaha Luízaaaa do céééu!!!! O que eu mais gostei:

    “você deve estar com o coração partido”.
    não, estou aliviada de poder sentar, beber água, navegar na internet, ir ao banheiro…

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Trabalho fora e ouço algumas das frases acima de vez em quando… Quer saber? Juro que não me incomodam! O que me incomoda mesmo é a saudade que eu sinto dele e deixar o pequeno quando ele está doente! Coisas que independem do que as pessoas falam. rs

    Beijossss

    Comentário by Julia Costa — 18 de outubro de 2012 @ 6:49 pm

  22. Por favorrrr,faz esse post sobre mães que ficam em casa pq tb somos muito julgadas pela sociedade!

    Comentário by Vanessa — 18 de outubro de 2012 @ 8:41 pm

  23. Trabalhar fora e’ saudavel sim, para a mulher, as criancas e para o casamento!!!A “escolinha” tem funcao fundamental na vida das criancas, cria rotina, socializa e evita que os pequenos passem o dia na TV. Filho nap se “cria”, filho se “cuida”. Conheco muitas maes que não trabalham, mas qie ainda assim tem a lucidez do colocar seus filhos na escola para que todos, inclusive ela, tenham um tempo para si.

    Comentário by Adriana Braga — 19 de outubro de 2012 @ 7:03 am

  24. Muito bom post!
    Vou aguardar o novo post sobre as mães que não trabalham FORA! Mas que dão um duro danado em casa! Inclusive se precisar poderei contribuir… rs….
    beijo

    Comentário by Cris — 19 de outubro de 2012 @ 9:07 am

  25. Excelente! Se cada um cuidasse da sua vida, seria tão bom! Quero ver também o post com coisas que não se dizem a uma mãe que fica em casa!!! 🙂

    Comentário by Jac — 19 de outubro de 2012 @ 10:18 am

  26. Adorei identificar a frase que respondi la no face. Mas é óbvio que me identifico com todas as outras. Toda mãe que trabalha fora já ouviu (oi vai ou ir) todas essas frases. É impressionante como as pessoas são palpiteiras. A maioria das vezes não é por mal, mas nós acabamos incomodadas. Adorei o post!

    Comentário by Gabi Miranda — 19 de outubro de 2012 @ 3:48 pm

  27. Muito bom o post e muito pertinente também, mas acredito que falta um pouco de verdade. Fingimos que a mãe que trabalha fora e deixa o bebê pequeno o dia inteiro no berçário tem a tranqüilidade e a certeza de estar fazendo a coisa certa . Isso não existe. Sou contra acusações, cada um conhece a sua realidade, mas a verdade tem que aparecer sim. Insegurança é o sentimento que nos acompanha.

    Comentário by Cinthya — 20 de outubro de 2012 @ 2:46 pm

  28. Eu trabalhava fora e sempre tive tranquilidade e certeza de estar fazendo a coisa certa. Mudei de área, agora trabalho em casa, não por me sentir culpada por não passar 24 horas com minha filha, sim porque eu descobri algo que amo fazer e faço bem melhor do que o que fazia antes. Minha filha continua na escolinha e é uma criança esperta, feliz e amada. Não sou menina para ser levada pelo emocional, deixar meu trabalho, minhas coisas, tudo de lado com intuito de parecer "mais mãe", tenho plena consciência de que criança não PRECISA da mãe 24 horas por dia, que o convívio com outras crianças é ótimo para elas, egoísta seria se a privasse de um futuro melhor, de conviver com crianças só para me sentir melhor (não que eu precise) 😉

    Comentário by Dani — 5 de dezembro de 2013 @ 3:25 pm

  29. Me identifiquei, logo logo serei mãe e não vou ter outra opção alem de trabalhar depois da licença maternidade!

    Comentário by Ayesha — 20 de outubro de 2012 @ 7:54 pm

  30. Muito bom! Concordo plenamente… muita gente me faz a pergunta se meu filho fica na creche e depois fala" ai que dó"… affffffffffff hoje em dia eu já consegui não considerar comentários como esse. Só eu sei da minha necessidade de trabalhar pra manter a familia.

    Comentário by Camila Vianello — 20 de outubro de 2012 @ 8:52 pm

  31. dimais

    Comentário by GREICE — 23 de outubro de 2012 @ 2:56 pm

  32. “não tem jeito de você ficar com ele ?”
    você vai pagar minhas contas ?

    e eu ainda responderia: é pq eu trabalho de dia e de noite, e não me sobra tempo nenhum pra ir pra casa e ficar com meu filho!!!

    Comentário by francine — 23 de outubro de 2012 @ 3:30 pm

  33. […] 12 coisas que não se dizem a uma mãe que trabalha […]

    Pingback by potencial gestante – 10 coisas que não se dizem a uma mãe de bebê — 23 de outubro de 2012 @ 7:45 pm

  34. […] 12 coisas que não se dizem a uma mãe que trabalha fora […]

    Pingback by potencial gestante – respostas definitivas para perguntas triviais — 23 de outubro de 2012 @ 7:49 pm

  35. […] 12 coisas que não se dizem a uma mãe que trabalha fora […]

    Pingback by potencial gestante – 10 coisas que não se dizem a uma mãe que fica em casa — 23 de outubro de 2012 @ 7:50 pm

  36. sem dizer que nos maes alem de trabalhar fora.. temos tbm todo o trabalho e responsabilidades que uma mae que nao trabalha fora tem so que em menos tempo… eu pessoalmente acho q quando eu tiro um dia pra ficar em casa e muito mais dificil do que se eu tivesse q ir trabalhar.. mas a diferenca e que eu tenho que fazer tudo em um dia com uma crianca de 1 ano, o que uma mae que nao trabalha fora tem a semana toda pra fazer.. eu trabalho praticamente 6 dias da semana das 10 da manha ate as 7 da noite se nao tiver o caso de entrar alguem na loja na hora de fechar… e meu filho de 1 ano fica na baba, que por sinal toma conta dele MUITO bem, gracas a Deus! Tem gente sim q acha q eu trabalho muito. mas eu prefiro trabalhar agora enquanto sou nova, doque ficar em casa, nao chegar lugar nenhum, e nao conquistar nada ate meu filho poder ir pra escola. ai vou estar comecando muito velha a criar uma carreira, a conquistar algo na vida, a guardar um dinheiro… essa e a escolha… meu filho nao fica largado… e ele sabe muito bem quem e a mae dele. e em questao das descobertas da crianca, e claro que es gostaria de ver o primeiro tudo do meu filho, e participar desse momento, mas eu tambem quero poder dar a ele qualquer coisa q ele precisar ou quiser… entao minha escolha e trabalhar fora..

    Comentário by jessika miranda — 30 de outubro de 2012 @ 4:34 pm

  37. ADorei seu comentário, principalmente: "mas eu prefiro trabalhar agora enquanto sou nova, doque ficar em casa, nao chegar lugar nenhum, e nao conquistar nada ate meu filho poder ir pra escola. ai vou estar comecando muito velha a criar uma carreira, a conquistar algo na vida, a guardar um dinheiro… essa e a escolha." Bem consciente da sua parte

    Comentário by Dani — 5 de dezembro de 2013 @ 3:27 pm

  38. Nossaaaa vou reblogar!!! mtooooooooooooooooooooooo boooooooooooooommmmmmmmmmmmmmmmm

    Comentário by mpengenharia — 1 de novembro de 2012 @ 2:41 pm

  39. Adorei!

    Comentário by Mallagueta — 6 de dezembro de 2012 @ 2:10 pm

  40. […] 12 coisas que não se dizem a uma mãe que trabalha fora […]

    Pingback by potencial gestante – 10 coisas que não se dizem a uma mãe na hora do parto — 11 de abril de 2013 @ 3:36 pm

  41. nao tenho conta poque nao trabalho fora

    Comentário by Marlene Lima — 13 de maio de 2013 @ 4:20 pm

  42. Eu, em minhas escolhas de maternidade, nunca conseguiria deixar os meninos e continuar trabalhando (não mesmo, tentei, não deu certo e pedi demissão), mas jamais falo isso para uma mulher que não fez a mesma escolha que eu. Afinal, cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é.

    Comentário by Juliana Mendes — 14 de outubro de 2013 @ 12:34 pm

  43. Fantástico!

    Comentário by Juliana — 2 de abril de 2014 @ 5:15 pm

  44. Me identifiquei também. Eu tive que ouvir da minha sogra: "ah, então vc só vê o bebê no fim de semana". GRRRR

    Comentário by Evetoporoski — 3 de abril de 2014 @ 2:30 pm

  45. o que eu mais esculto e a numero 12… As pessoas nao sabem como ofendem quando falam isso para mim. Trabalho em dois hospitais e me desdobro para ficar com meu filho e o pai que cuida por motivos de saude ele nao trabalha, mas as pessoas nao entendem… Elas nao tem que entender.. Obrigado pelo post… me fez sentir mae… as vezes as pessoas conseguem estragar esse prazer de sentir….

    Comentário by Daniela M M Fernando — 12 de abril de 2014 @ 7:56 am

  46. Acho engraçado: Se vc trabalha, está "abandonando sua casa e seus filhos e sendo egoísta", e vc não trabalha, vc é "uma dondoca que tem tudo de graça e não precisa trabalhar". Concordo que tem gente que exagera, trabalha muito, fica cansado e estressado demais e nunca tem tempo pros filhos (falo de pais e mães), mas isso também é problema deles. Conheço pais e mães que ficam em casa o dia todo e são ausentes. Ficam cuidando da casa, vendo TV, tagarelando com os vizinhos, e os filhos ficam por aí o dia todo, na rua, na casa de coleguinhas… Conheço pais e mães que trabalham o dia todo, telefonam pra conversar com o filho ou saber como está e quando chegam perguntam como foi o dia do filho, ajudam no dever de casa, veem desenhos, contam histórias, põem pra dormir… Se vc é um mau pai ou mãe será mau em casa ou trabalhando. Uma coisa não tem nada a ver com a outra.

    Comentário by Nathalia — 5 de junho de 2014 @ 6:06 am

  47. Concordo com Nathalia. Eu vou voltar ao trablaho minha filha com 07meses. Me planejei pra isso, me mudei para perto do trabalho pra vir na hora do almoço, consegui entrar um pouco mais tarde no trampo, e meu marido também vai ajudar, saiu de um escritório para ficar com horário flexível para isso. Com isso ela vai ter de ficar "só" das 14 as 18 com terceiros, (creche ou babá estamos procurando ainda). Se eu simplesmente fosse deixar o barco levar, estaria morando bem longe, meu marido com horário de trabalho bem maluco, e ela ficaria entre 8 a 10 horas com babá e creche. Então acho assim: se por um lado não é trabalhar que define a mãe, por outro, é fato OBJETIVO, que bebês precisam de atenção, e que é importante a gente sair do lugar-comum, do que todo mundo faz, para estar presente o máximo que puder. Pq por mais que qualidade de tempo seja importante, isso tem limite. Não adianta dizer que vai ficar uma hora por dia com um bebê de 6, 9, 12 meses, mas que a qualidade compensa. Poxa gente, compensa não. Não é questão de culpar ninguém, mercado profissional não tá fácil. Mas fica a ponderação.

    Comentário by remfernandes — 27 de agosto de 2014 @ 9:33 am

  48. Nossa, já ouvi falar quase todas desta lista!

    Comentário by Vanessa — 26 de outubro de 2016 @ 12:33 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment