20 de junho

despresente de aniversário

por luíza diener

niversário do benjoqueiro tá chegando. chegando assim, né? faltam 2 meses e tal, mas quem é mãe de primeira viagem e quer preparar a festinha de 1 ano, tem que fazer tudo com antecedência.

então pra mim o aniversário já é amanhã.

e aí que a coisa mais complicada é fazer a lista de convidados.
primeiro, porque sempre vai faltar alguém.
segundo, porque pretendo fazer no salão de festas do meu prédio, que cabe pouquíssimas pessoas.
terceiro, porque eu tenho medo dos presentes.

pensei, repensei e me agoniei porque queria desenvolver os dois primeiros argumentos, mas meu foco hoje é o terceiro.

os presentes. ah, os presentes!

obviamente não vou chamar ou deixar de chamar alguém por causa de presente, tá?
na verdade, como eu já disse, to morreeeendo de medo dos presentes que eu posso ganhar.

como meus posts sempre começam imaginários e pouquíssimos vão para o papel (ou melhor, para a tela), eu comentei deste com o marido e ele falou “as pessoas vão achar que você é enjoada”.

mas tá. eu SOU enjoada. não tem nada pra pensar. vocês já podem concluir: “a luíza é mesmo uma enjoada de carteirinha” e espalhar pra deus e o mundo, porque isso é um fato imutável.

MORRO DE PAVOR de ganhar presentes que eu não gostaria que meu filho tivesse. especialmente se alguém o der diretamente para ele.
porque o protocolo de educação das festinhas infantis é que os presentes venham devidamente etiquetados, embalados e fiquem todos em um cantinho pra depois serem abertos. e nisso eu posso esconder alguns que forem fora da faixa etária dele (pra dar depois) ou que eu julgar inadequado (ou de mal gosto mesmo).

e pra não continuar a enrolação, vou logo abrir o verbo e destrinchar tópico por tópico a lista negra dos presentes de aniversário de um ano do benjamin. neste caso, para mim, seria uma lista de despresentes:

DVDs

ok, não sou completamente contra dvds. o negócio já vai começar polêmico, mas aqui em casa benjamin não assiste dvd, muito menos tv.

aí você pode argumentar “ah, é porque você não viu o sossego que a tv te dá. coloca ele pra assistir a galinha pintadinha e blá blá blá” e tudo daí pra frente vai soar mesmo pra mim como um grande blá blá blá. porque eu desligo o botão e minha mente vai lá pra uma praia deserta do nordeste com muito sol e água de coco, enquanto você tenta me convencer que a galinha pintadinha é a melhor babá que um bebê pode ter.

pro meu discurso não soar como um grande blábláblá pra vocês também, nem vou dizer os pontos negativos (pra não dizer perigos) de uma criança com menos de 2 anos assistir tv. caso se interesse, pai google tá aí pra isso.

e até tem aquela coleção teoricamente educativa do baby einstein, baby newton, baby stephen hawking, baby edward norton, baby boom e sei lá mais o que, que é lindo e hipnotizante, mas pra mim também não cola.

eu tenho uma amiga linda, fofa, querida, que tem uma filhinha que é o amor ao cubo. as duas amam o benjamin e uma vez, em uma visita à minha casa, ela trouxe um dvd de um desses baby genious. eu agradeci, senti-me honrada, mas delicadamente disse “você sabe que o benjamin não assiste tv, né?” e guardei o dvd junto com os outros.
pra não dizer que ele está embalado até hoje, uma vez a aurora, minha sobrinha de 4 anos, veio aqui em casa e assistiu o dvd inteiro duas vezes, popotizada.

também pra não dizer que ele não assiste nadica de nada, tem um vídeo que ele adora, que é o clipe do jack johnson com o george, o curioso. ah, meu filho! ele é apaixonado nessa coisa! assiste o clipe todinho e não sabe se gosta mais do macaco ou do jack (a íntima, tá?). ele sabe a hora que começa e a hora que termina. mas se passa o clipe inteiro vidrado e de boca aberta, no segundo que termina ele já solta um som qualquer, avisando que terminou. mas também, o máximo que ele consegue ver são duas vezes seguidas e eu também não insisto pra que seja mais que isso.

outro dia, um amigo do hilan disse na maior boa vontade “de aniversário eu vou dar pro benjamin o dvd do patati patatá”. meu marido quase caiu para trás e também teve a cara de pau de dizer que ele desperdiçaria seu dinheiro.

gente, eu tenho HORROR a patati patatá. essas duas palavrinhas me causam arrepios, calafrios e acho que assistir a um dvd inteiro daqueles dois trequinhos me causariam convulsões múltiplas, choque anafilático e falência de todos os órgãos. morta na br 116.
primeiro porque eu o-dei-o palhaço.
segundo porque eles são os palhaços mais horrorosos, bizarros e exagerados que eu já vi na minha vida.
terceiro porque aquilo ali não é música, aquilo ali não é cenário e o que são aquelas crianças, pelamordedeus? as bichinhas tão ali com uma cara de que foram abduzidas do conforto de seus lares e de repente apareceram naquele lugar medonho com roupas coloridas e trequinhos no cabelo.
quarto porque, pra mim, aquilo ali é lavagem cerebral. só te falar patati patatá já me vem a musiquinha “vem brincar com patatiiii, vem dançar com patatataaaaaa” ou “se você quer sorriiiir é com patati. se você quer brincar, é com patatá”.

qualquer artefato desses demônios palhaços não passa nem pela porta da minha casa. e se passar vou ter que benzer minha casa, fazer uma defumação, ungir com óleo e jogar sal grosso na porta e nas janelas. claro, depois de ter queimado tudo deles.

meu cunhado disse que um dia o patati patatá(cover) foi à escolinha do meu sobrinho pra fazer show e, claro, vender dvd. ele, serumano sensato de 3 anos de idade, não quis ir.

mas sério. se meu filho fosse de um colégio que trouxesse patati patatá, eu tirava ele da escolinha sem nem pensar duas vezes. falo seríssimo. mal gosto chegou, parou e fez morada. se fosse pra ele ficar sem escola por conta disso, homeschooling djá.

to escrevendo aqui e ficando nervosa. vamos mudar de assunto e ir pro próximo tópico dos despresentes.

brinquedos acima da faixa etária

apesar de que, pra mim, isso é mais que óbvio, tem gente que insiste em comprar um brinquedo fora da faixa etária pros filhos, sobrinhos, parentes.
tá. uma coisa é dar pra um bebê de 12 meses um brinquedo de 18 meses. outra é dar um brinquedo todo escalafobético cheio de luzes, sons, hiperestímulos e peças pequenas onde, na caixa, está bem clara a indicação: acima de 4 anos. e nem precisaria ter, né?

se existe uma recomendação de idade, com certeza houve pesquisas e educadores por trás disso (ou tento acreditar assim). eu sou extremamente cricrizíssima sheldoniana com essas coisas.

acho que nem preciso desenvolver mais o assunto né? next!

brinquedos autobrincantes

uma coisa é o brinquedo ter uma luzinha, música e coisa e tal.
outra é ele ser tão completo e complexo que nem dá à criança a opção de usar um tico de imaginação ou fazer um mínimo de esforço pra coisa funcionar.
não chega a ser dinheiro desperdiçado, mas com certeza eu tiro a pilha.

e pra eu não ser linchada de vez e o povo dizer que se depender de mim meu filho só vai assistir os animais soltos na floresta, escutar o som das águas na cachoeira e brincar com plantas, flores, pedrinhas e o que a mãe natureza oferecer, vou fazer aqui a lista branca do que é permitido e muito bem vindo aqui em casa:

CDs de bom gosto

porque meu ouvido não é penico. e também eu não aguento mais ouvir o cd música de brinquedo, do pato fu, todosantodia.

eu adoro os cds do palavra cantada. todos. são de melodias fáceis, ricas e as letras são inteligentes. na verdade, como não sou muito antenada no mundo da música, não conheço muitos cds atuais para bebês.

mas eu ouvia muito as músicas do toquinho, os cds da arca de noé, do vinícius de moraes, os saltimbancos, do chico (e quem não se sente íntimo de chico buarque?) e adorava.
por incrível que pareça, depois de escrever este post, conversei com uns amigos que deram essas mesmas recomendações.
lista branca neles!

outros que eu não conheço, mas já foram altamente recomendados pela paloma varón – pessoa em quem eu ponho a minha mão no fogo quando o assunto é cultura infantil – são:

  • hélio ziskind, o do cocoricó. não que eu queira que meu filho curta cocoricó em si. no que depender de mim, quanto menos apelo comercial, melhor. mas tem outros cds dele. e o cara é bom.
  • sandra oak, ex-professora de musicalização de ciça, filha de paloma, da qual ela é fã. o treco deve ser bom também e eu fiquei curiosa de tanto ouvir falar.

aqui um post da paloma dando dicas de cds.
e se você também tiver alguma dica, me conta, tá?

livrinhos

óbvio que seguindo a recomendação de idade.
benjoca ADORA livros e tudo o que é feito de papel. o problema é que ele gosta de comer, então tem que ser livros de folha dura, que ele rói mas não engole.

engraçado que, pra ele, os feito de tecido ou plástico não têm a mesma graça.

dos de papel, ele é encantado pela série toque e descubra, da publifolha. ele adora livrinho com textura. desses ele só tem o dos cãezinhos e gatinhos e não pode ver o pelo dos bichos que vai com o indicador pequenininho e fica mexendo pra lá e pra cá. depois vai tudo pra boca.

um livro qualquer o entretém por muito mais tempo que qualquer outro brinquedo por aqui.

to muito querendo montar uma biblioteca baby aqui em casa.

brinquedos educativos

educativos de verdade. de preferência sem pilha..

blocos de montar, brinquedos de empilhar, encaixar, desmontar, derrubar, babar e morder.

pra ser bem sincera eu não morro de fazer questão.
mas já cheguei à conclusão que certos brinquedos (especialmente os portáteis) são a salvação em um longo passeio de carro ou em situações em que ele tem que ficar confinado em um carrinho ou cadeirão (restaurantes sempre me atormentam).

mas em geral, se ele faz barulho (mesmo que quando batido contra alguma coisa), já tá valendo. se rolar, deslizar, escorregar, então, melhor ainda.

roupas

lembra quando você era criança e vinha aquela tia com um pacotão de presente acompanhado daquela frase “abre. tenho certeza que você vai adorar!”. o embrulho enchia os olhos, mas era só apalpar e sentir aquele pacote fofinho que já batia o desânimo: é roupa.

mas com bebês é diferente. eles não sabem discernir embrulhos, não se frustram com a densidade do presente e pra falar a verdade, o que interessa pra eles é se o pacote é colorido, brilhante e barulhento.

a essa altura do campeonato eu já assumo: o presente é pra mim, não pra ele. pelo menos por enquanto.

de um mês pro outro ele deu um estirão e foi direto pra roupinhas tamanho 1 ano. a depender da marca, tamanho 2. a grávida luíza leu que não era pra estocar um milhão de roupas. passou o verão, chegou o inverno e eu esqueci de acumular vestimentas pro meu pequeno anão.

preciso lavar roupas dele todo dia sem falta, ou ele fica sem calça pra engatinhar  nessa casa fria de meu deus.

* * *

não pensem que eu me inflo toda, bato no peito e encho a boca pra falar isso.
ser exigente não é lá muito legal.

mas pelo menos é legal ter um blog e poder escrever todas essas porcarias aqui. ahahahahahhah!

* * *

n.p. (nota posterior): só quero deixar claro que não sou contra presentear ou ser presenteado e que sei que, mais cedo ou mais tarde, o benjamin terá autonomia pra ter seu próprio gosto. não to dizendo que ele NUNCA assistirá um dvd, quer seja da tal galinha ou dos tais palhaços ou qualquer outro. é só que há hora para tudo.
assim como seria absurdo dar papinha com pedaços a um bebê recém nascido, isso logo passa a ser rotineiro na vida de um bebê maior, que por sua vez não vai comer uma feijoada, por exemplo, caso tenha pais sensatos.
cabe a mim, como mãe, ensinar ao meu filho o que eu acho correto e também – por que não – dar uma forcinha para que ele tenha um gosto que eu julgo ser bom.
pode deixar que mais tarde ele com certeza será influenciado pelos amigos e todo esse meu esforço parecerá vão. mas fica lá a semente plantada.

Related Posts with Thumbnails

categorias: Tags:, , , , , , música, tranqueiras de bebê

assine nosso feed ou receba por email


115 Comments »

  1. I got rid of my husband. The cat was allergic. — Anonymous

    Comentário by bon voyage gifts royal caribbean — outubro 27, 2011 @ 3:48 pm

  2. Serdecznie zapraszamy do skorzystania z oferty najlepszego producenta mebli metalowych, pracowniczych, bhp oraz wielu innych produktow.

    Comentário by Szafki szkolne — outubro 28, 2011 @ 9:27 am

  3. Lu, de natal minha avó deu um carrinho de controle remoto do Ben 10 para o Gui. Quando eu vi, a embalagem já estava aberta e eu quase Murri do coração. Não o deixei brincar e ele chorou. MInha avó toda se metendo dizendo para eu deixar. Ora bolas, o controle tinha uma mega antena, assim como o carro. Se eu tivesse visto com certeza teria trocado o presente por outro da faixa etária dele, já que esse era a partir de 8, eu disse OITO anos!!!

    vai, mimata!

    Comentário by Rebeca Bricio — dezembro 29, 2011 @ 10:11 am

  4. Li esse post novamente, depois de ter feito a festa do meu pequeno. Vc acredita que ele ganhou roupas tamanho 6 anos, e ele estava comemorando o seu primeiro aninho?!!!Beijos

    Comentário by Priscilla — janeiro 8, 2012 @ 10:44 pm

  5. Fiquei muito feliz em ser a indicação de um bom presente. Não tenho Cds à venda no mercado. Fiz 3 Cds para kits de musicalização infantil, com o objetivo de pais e filhos brincarem juntos com música. Esses kits são encontrados no site http://www.youme.com.br , os Cds só são vendidos com os kits (Recém-nascido, baby, e kids). Além disso fazemos Cd por encomenda com o nome da criança em temas como a chegada ao mundo, a troca de fralda, o banho, a hora de mamar, etc. Fazemos shows infantis em escolas e festas de aniversário para crianças de 0 à 6 anos e eu dou aulas de musicalização para bebês. Foi assim que fui professora da Ciça.

    Comentário by Sandra Oak — agosto 30, 2012 @ 12:38 am

  6. poe seu filho numa bolha talvez ache melhor não?vc é super estranha e esta criando uma criança concerteza q sofrera bullyng por culpa sua em que mundo vc vive?medo d vc!

    Comentário by thay — setembro 18, 2012 @ 4:46 am

  7. Caí de pára-quedas neste post e entrei para comentar que no primeiro aniversário da minha mais velha (que fará 5 anos) pedi latas de leite em pó para doação, mas a maioria deu também presentes (alguns beeem fora do meu gosto!).

    Mas não possidónio exilar de pontuar sobre o Patati Patatá! Lembrei que os palhaços agora estão na parede da sala de aula do Benjamin, né! 😛

    Comentário by Monica — março 20, 2014 @ 12:48 pm

  8. webq.co

    potencial gestante – despresente de aniversário

    Trackback by webq.co — julho 24, 2014 @ 1:37 pm

  9. juegos

    potencial gestante – despresente de aniversário

    Trackback by juegos — julho 25, 2014 @ 10:40 am

  10. Internal linking Attribute

    potencial gestante – despresente de aniversário

    Trackback by Internal linking Attribute — outubro 24, 2014 @ 12:59 am

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment