10 de maio

dicas na hora do banho do bebê recém nascido

por luíza diener

 

BANHO

assim que o benjamin nasceu, fiquei na casa do meu avô por uns dias, para contar com a ajuda da minha mãe e da família.
se por um lado achava aquilo um pouco de exagero, por outro fiquei temerosa de não dar conta de algumas coisas. o banho, por exemplo, era uma delas. demorei alguns dias até tomar coragem e dar o primeiro banho dele sozinha. foi tenso, mas logo peguei a prática e ontem fiquei lembrando isso tudo e achando a maior graça.
aí quando assisti a um vídeo ensinando a dar banho em recém-nascido, tudo me veio à memória (e até deu um medinho de novo), como se fosse algo que não faço há muitos anos.

por isso, gostaria ajudar outras mães de primeira viagem compartilhando algumas dicas na hora do banho do bebê recém-nascido:

1) observe o horário. mesmo que o clima da sua cidade seja quente, bebês costumam sentir mais frio que nós. portanto, não deixe para dar um banho quando já estiver à noite.
melhor dar um banho no fim da tarde, para ajudar o bebê a relaxar e preparar para o sono da noite.

2) escolha o local ideal. aquele que não tenha corrente de ar e nem seja muito frio. muitas mães optam por dar banho no próprio quarto do bebê. eu nunca o fiz. por aqui, foi no banheiro mesmo. mas, se seu banheiro for demasiado pequeno, o quarto é uma boa opção.

3) deixe tudo à mão. separe tudo que vai precisar para antes, durante e depois do banho do bebê: toalha, toalha fralda, shampoo, sabonete, algodão, cotonete, álcool (caso precise fazer a limpeza do coto umbilical), fralda, roupinha e o que mais achar necessário.
o ideal é que o banho do bebê seja breve, até porque alguns costumam ficar irritados, o que deixa algumas mães e pais afoitos. tudo separado em local acessível facilita muito a rapidez do processo.

4) deixe a banheira no esquema. encha a banheira com água morna. pode usar o próprio cotovelo ou pulso, para checar se a água está em uma boa temperatura. mas, se você anda com medo de queimar o bebê ou deixá-lo passar frio, pode fazer uso de termômetros para banheira, que costumam dar por ideal uma temperatura entre 36º e 37º c.
a quantidade ideal de água deve ser o suficiente para cobrir o corpo do bebê quando deitado (mais ou menos 8 dedos de altura).
não coloque o bebê enquanto a banheira estiver enchendo. verifique a temperatura e só então coloque o bebê.

5) o banho começa ainda no trocador. limpe bem o rostinho do bebê com um algodão úmido. depois, tire a roupinha, limpe bem o bumbum, como quem vai trocar uma fralda. embrulhe bem o bebê em uma toalha fralda e lave a cabecinha na banheira, sem mergulhar o bebê. proteja o ouvido e olhos do pequeno e atente para que não entre água.
seque bem o cabelo, desembrulhe o bebê e então coloque-o no banho.
atenção: nunca deixe o bebê sozinho nem em cima do trocador, muito menos durante o banho. se precisar fazer algo extremamente urgente, embrulhe o bebê na toalha e leve-o com você.

6) o banho na banheira. o ideal é começar com ele de barriga para cima. alguns bebês choram nesse momento. não fique afoita nem se desespere. lave bem o bebê com sabonete apropriado. o ideal é usar sabonete líquido, visto que sabonetes em barra têm maior risco de contaminação.
até a quarta semana de vida, os bebês tem o ph da pele neutro. mas, a partir da 4ª semana, ele passa a ser mais ácido. essa acidez protege a pele do bebê e a deixa saudável. por isso é sempre importante procurar sabonetes com o ph ideal. os sabonetes infantis comuns na maioria das vezes são alcalinos, o que enfraquece essa proteção natural e pode até agredir a pele do bebê.
se o bebê ainda está com o coto umbilical, é bom evitar que ele molhe muito. mas também não precisa ficar paranoica.
tudo limpo na frente, hora de virar o bebê.
mantenha a atenção para que o rostinho fique sempre para fora da banheira. um jeito legal de segurá-lo é semelhante à foto, com o braço atravessado e a cabeça apoiada no seu antebraço. você pode usar sua mão ou braço para apoiar a barriga do bebê e, assim, proteger o coto umbilical.
sabendo segurar o bebê com firmeza, esse é um momento bastante relaxante para os pequenos. limpe, converse, cante uma música. meu bebê às vezes dormia nessa hora e daí pra frente era tudo mais fácil.

7) saindo do banho. às vezes está tudo lindo e maravilhoso dentro da banheira quentinha, mas é só sair da água que começa o berreiro. por isso, facilita se você já estiver com a toalha fralda do ladinho. eu gosto de colocar no ombro, tirar o bebê e já enrolá-lo. aí se coloca a toalha com capuz por cima e ele fica quentinho no seu colo. se ele chorar, fica fácil de acalmá-lo, mas é provável que ele nem o faça.

8) hora de enxugar. por ser mais macia, a toalha fralda é ótima para enxugar o bebezinho. atente para as dobrinhas e partes como pescoço, axilas, no meio dos dedinhos e, principalmente, bumbum e área genital. deixe tudo bem sequinho, para evitar assaduras. você pode ou não fazer uso de creme contra assaduras no bumbum, mas isso fica ao seu critério.
faça a limpeza do coto umbilical: enxugue bem, umedeça um cotonete com álcool a 70% e limpe bem a base do umbigo. não se preocupe, pois o bebê não tem terminações nervosas nesta região e não dói nem arde.
mesmo após o coto cair, é necessário que seja feita a limpeza do umbigo, pois este ainda está em processo de cicatrização.

9) vamos vestir? se estiver muito frio, você pode colocar a fralda de forma rápida, enquanto deixa o corpo coberto com a toalha (quando pequenos, os bebês evacuam ou urinam sem muito controle, então colocar a fralda evita que eles se sujem outra vez). aí, ainda coberto, coloque uma meinha e só depois vista a roupa. acredite: pezinhos quentinhos fazem toda a diferença.
agora curta muito seu bebezinho limpinho, vestido e cheiroso (:

é engraçado perceber que, mesmo que eu tenha passado meses fazendo isso diariamente, é como se eu tivesse que reaprender tudo outra vez para o próximo bebê.
afinal, cada bebê é de um jeito.
então, na prática, cada mãe vai saber o melhor jeito de deixar seu pequeno tranquilo e relaxado nesse momento tão gostoso de carinho. acho que a gente se redescobre a cada filho que nasce.

como mencionado no ponto 6, não é porque um sabonete é dito infantil ou para bebês que ele seja completamente adequado para a pele do bebê. por exemplo, isso do ph ácido da pele do bebê é um dos fatores. um sabonete de ph diferente pode irritar a pele sensível dos pequenos.

pensando nisso, a Dermacyd criou o Dermacyd infantil, com ph muito semelhante ao da pele do bebê (ácida), ajudando a mantê-la saudável evitando, assim, possíveis brotoejas, assaduras e outras irritações.

para ver mais dicas na hora do banho do bebê, assista ao vídeo abaixo:

link para o vídeo (na fanpage de Dermacyd Oficial): https://www.facebook.com/photo.php?v=172810686214792

e também conheça melhor Dermacyd infantil acessando:

http://www.higieneintima.com.br/produtos/infantil/
https://www.facebook.com/DermacydOficial

Related Posts with Thumbnails

categorias: erros comuns, para mães, publicidade, rotina e desrotina

assine nosso feed ou receba por email


4 Comments »

  1. É interessante também ver que o medo dele de quando fica de barriga para cima é a sensação de desprotegido. Colocar uma fralda de boca no peito pra ele segurar com as mãozinhas, ajuda muito a acalmar ele.

    Comentário by GeekPai — maio 10, 2013 @ 7:52 pm

  2. Eh engracado ver que cada lugar tem uma recomendacao diferente… aqui na Inglaterra eles pedem para nao dar banho no bebe ate o cordao cair, por causa de serios riscos de infeccao se nao for muito bem seco apos o banho e alguns medicos nem recomendam usar sabonete em alguns casos. Sou mae de 2a viagem e ainda assim rola um medinho de dar banho na segundinha, que tem apenas 2 dias de vida.

    Comentário by misslazyhasababy — maio 12, 2013 @ 4:04 pm

  3. io

    jriu mlimgmospy

    Comentário by maria — outubro 9, 2013 @ 9:26 pm

  4. nhihmodc
    nifnigmo
    snijmoglimopdnohjmodusnvnhasanogmpdnlyh

    Comentário by fgy — outubro 9, 2013 @ 9:27 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment

*