08 de outubro

do ponto de vista de quem ama

por luíza diener

imagemem_700

estava no facebook quando vi, na fanpage do maternar consciente, uma proposta bem bacana.
era mais ou menos assim:

“será que conseguimos colocar certas descrições que fazemos dos nossos filhos (que soam um pouco negativas) como algo positivo? por exemplo, uma criança que apronta muito pode ser cheia de energia e curiosidade. uma criança que você descreve como teimosa pode ser uma criança que tem uma opinião forte e não se deixa levar facilmente. alguém tem mais algum exemplo?
esse é um exercício muito válido, o de tentar enxergar de forma mais positiva o que vemos nos nossos filhos. a gente quase não percebe, mas quando os rotulamos, tanto nós perdemos a oportunidade de enxergar como a criança é (pois nós dizemos que ela é assim, mas não tentamos vê-la como ela é), quanto assumimos que a característica que nós demos é real e com o tempo perdemos a sensibilidade sobre aquilo que está por trás.”

então resolvi fazer minha própria reflexão quanto ao filhote:

alguns chamariam de enxerido e intrometido, mas benjamin é um menino curioso e não sossega até que obtenha uma resposta minimamente satisfatória. gosta de perguntar o por que das coisas, de desmontar os objetos para descobrir como funcionam ou mesmo para inventar uma nova função para o objeto em questão.

não é que seja tagarela. ele está sempre cantando e falando – até mesmo quando dorme – e sei que isso é muito bom para o desenvolvimento da sua linguagem e musicalidade. e acho que mal nenhum alcança ele. afinal, quem canta…

brutamontes, não. ele é muito carinhoso, especialmente com a irmã caçula, que tem apenas 3 meses. sempre quer abraçar e beijar. se às vezes parece que ele exagerou na força é porque na verdade ele gosta demais da miúda e não consegue controlar sua força tamanho o carinho que sente por ela.

teimoso, jamais! ele está descobrindo o mundo e o quanto sua persistência e perseverança são essenciais para que ele alcance aquilo que deseja.

ele não testa limites. apenas tenta alternativas diferentes daquelas que às vezes lhe são impostas.

a lista é interminável mas, vendo por esse lado, percebo o quanto eu tenho um menino de ouro!

e você? o que falaria dos seus pequenos?

Related Posts with Thumbnails

categorias: amor, benjamin

assine nosso feed ou receba por email


7 Comments »

  1. Linda postagem, Luíza!

    Comentário by Camila — outubro 8, 2013 @ 8:52 pm

  2. vc me fez pensar sobre tudo que falo dos meus bbs, e percebi que sim o tal lado ruim.. e mto bom na verdade.. não quero ter filhos iguais a todo mundo, não quero ser aquela mãe que deseja seu filho o trmpo todo, perfumado e engomado ( apenas acho que criança .. tem que se esbaldar) obrigada por me mostar que existe esse lado bom da teimosia, de ser falante, .. bj

    Comentário by leticia — outubro 8, 2013 @ 10:43 pm

  3. amei doo limiteee

    Comentário by Juh Guimarães — outubro 9, 2013 @ 4:58 am

  4. Amei o post… ontem a noite estive pensando sobre isso por causa de um episódio que aconteceu comigo e com minha filhotinha (que tem 6 aninhos) a tarde!! Perdi a paciência e fiquei muito brava e chateada com ela… mas não por causa somente daquele episódio, mas do montante no dia a dia… e como sempre depois de perder a paciência, vem a culpa, a revisão dos fatos mentalmente, e o que poderia ter sido feito pra que na próxima vez, eu já saiba como agir… praticar o auto controle e bla bla blá… e ai comecei a pensar em tudo o que ela faz, primeiro negativamente é claro, e que eu sendo o adulto da relação, deveria ter agido diferente, mas que ela também não colabora (tentando achar uma desculpa para a minha total perca de paciência)… pensei… pensei… pensei… e … depois de sair fumacinha pelos ouvidos, cheguei a conclusão que ela é só uma criança extremamente curiosa, nunca a ceita o não como resposta, sempre tem váriossssss argumentos para convencer quem quer que seja do que quer, fala sem parar (nem pra comer, nem pra escovar os dentes), e isso é bom , pois sei exatamente tudo o que ela está pensando… conta tudo o que acontece na escola, com os amiguinhos ( qdo for adolescente, a probabilidade de continuar contando é grande) não consegue ficar quieta um segundo sequer … isso prova que ela é feliz… canta o tempo todo… inventa histórias com as bonecas… é extremamente criativa!! E um dos motivos da minha pimpolha ser assim, são os estímulos que sempre foi presente desde quando era bebezinha… sempre ensinamos, conversamos, negociamos… como ela poderia ser diferente?? E eu sou feliz com ela assim… AMO do tamanho do mundo. E … paciência é a palavra chave da maternidade!! Bjs!!

    Comentário by Débora Quintana — outubro 9, 2013 @ 8:38 am

  5. ele tá lindo!

    Comentário by Carla — outubro 9, 2013 @ 9:48 am

  6. pra vocês apenas: <3 <3 <3 <3

    Comentário by iulo — outubro 9, 2013 @ 11:05 am

  7. Por falar em musicalidade, vc sabia que na escola de música de brasília, no verão, são oferecidos cursos de musicalização infantil? É bem baratinho, acontece no sábado, e acho que seria muito legal pra vc e o Benjamin!

    Comentário by Carol — outubro 9, 2013 @ 4:38 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment

*