10 de dezembro

dorme a noite inteira?

por luíza diener

se você é pai, mãe ou costuma frequentar rodas sociais dos mesmos, já deve ter notado que essa pergunta está na top five das questões bebezais.

realmente é uma vitória quando o bebê dorme uma noite completa, mas acredito que existam mais bebês que acordem no meio dela que aqueles que a passem completamente envoltos pelos braços de morfeu.

então, por que a pergunta? talvez porque os pais e mães sintam-se tão orgulhosos por seus filhos terem conseguido, que queiram compartilhar a novidade. ou talvez pra tentar descobrir se é somente o filho deles que ainda, no auge de seus 4 meses de idade, sente fome no meio da noite.

certa vez, numa roda de mães, enquanto o tema brotava e pululava, uma das mães me saiu com essa: perguntei ao médico a partir de qual idade o bebê não precisaria mais mamar a noite inteira e ele me respondeu: “a partir do dia em que nasce”.  eu, que geralmente fico calada para evitar discussões polêmicas e conflitantes, não me contive e na mesma hora larguei um “que absurdo! baseado em quê??”. afinal, se o bebê até o momento de nascer recebia alimento 24h ao dia em um ambiente totalmente escuro sem horários nem rotinas, como ele saberia a hora de mamar – ou não – assim, logo de cara?

a partir daí me inteirei – ainda na tal roda – de técnicas de adestramento para o bebê dormir a noite inteira: “dá de mamar lá pras 23h30. pega ele dormindo mesmo e dá de mamar pra ele ficar de barriguinha cheia”. até aí tudo bem, mas tinha mais: “se ele acordar com fome, dá a chupeta e vê se ele volta a dormir”. e pra piorar a situação: “se ele reclamar, deixa chorar. lá pela quinta noite ele aprende e pára”.

(se você aderiu a essas técnicas, aconselho que pare de ler por aqui, caso não deseje me odiar para sempre. não diga que não avisei)

me desculpem, mas acho uma puta falta de sacanagem, pra não dizer falta de coração, fazer isso com a criança. e olha que eu não estou discutindo aqui o tema “deixa chorar” – que também acho bastante polêmico. afinal, uma coisa é deixar chorar porque está fazendo birra (como saber?). mas chorar de fome é uma história completamente diferente!

antes de chutar o pau da barraca, vou pedir pra você colocar-se um pouco no lugar do bebê:

em uma bela segunda feira você acorda, toma café correndo e vai trabalhar.  passa a manhã inteira ralando feito um condenado. dá 11h50 e seu estômago já está roncando. pra completar, você recebe um email com a propaganda de um restaurante, repleto de fotos de comidas e descrições maravilhosas dos pratos, como “picanha maturada e grelhada ao ponto, servida de arroz, farofa e batata sauté”. você pensa “mais alguns minutos e eu saio daqui”. como se não bastasse, sua chefe maravilhosa entra radiante no escritório informando: “reunião daqui a 5 minutos na minha sala!”. ela passa uns 15 minutos falando, falando, falando e parece que aquilo tudo não tem mais fim. seu estômago ronca e de repente entra o estagiário porta adentro com uma sacola do mc donald’s. sem cerimônia, sua chefe revela aos poucos o conteúdo do pacote: refrigerante, batata frita, nuggets, sanduíche! e ainda se desculpa por comer na frente de vocês, mas a reunião não pode parar. pra disfarçar a fome, você mastiga um chiclete, chupa uma bala, mas parece que isso só piora a situação. 13h e você quer esganar a velha. a essa altura parece que o sua barriga ganhou vida própria. você perde o controle, levanta-se, bate com força na mesa e grita “pra mim chega!”. chuta a cadeira longe e ainda bate a porta ao retirar-se da sala.

não, você nunca faria isso. mas dá vontade né?
pois é, mas o bebê não tem esse tipo de freio e muito menos de diplomacia. ele sente fome e resmunga. se não consegue o que quer, pode chorar e até berrar. afinal, ele é um bebê. se acabou de nascer, então, o choro é sua única ferramenta de defesa. tem certeza que você quer deixar chorar? vai dar uma chupeta no lugar do peito, como se fosse uma bala ou chiclete para tapeá-lo?

você tem pena do menininho negro raquítico da campanha contra a fome na áfrica, mas acha que se seu bebê chora no meio da noite é claro que não está com fome, está apenas fazendo manha.

com um mês de idade, a pediatra sugeriu que eu inserisse uma rotina para o benjamin com horários para mamar. segui à risca e vi meu filhote berrar de fome sempre uma hora antes do estabelecido pela rotina (e sim, dei chupeta pro neném não chorar).

dois meses de idade e a pediatra me congratulou, dizendo que agora era a hora de fazê-lo dormir a noite toda. ensinou-me algumas das tais técnicas fantásticas, que me entraram por um ouvido e saíram pelo outro.

na consulta dos três meses eu já avisei: “voltei a amamentar em livre demanda. ele pede e eu já ponho as tetas de fora”. resultado: engordou quase 1,5 kg e cresceu mais 5 cm desde a última visita.

agora, com pouco mais de três meses e meio, benjamin não dorme a noite toda. mas já dá seus ensaios: nos últimos 15 dias dormiu 4 noites inteiras (por volta de 8 a 10h de sono). acorda pontualmente às 6h para mamar e volta a dormir, às vezes me chamando às 8h ou até mesmo às 9h da manhã.

mas mesmo que ele nunca o tivesse feito, eu te pergunto: o que é mais importante, você recuperar rapidamente seu precioso sono de uma noite inteira ou seu bebê – a coisa mais importante da sua vida – ter um desenvolvimento saudável e natural, no ritmo dele, cercado de carinho e segurança?

não pensem que com isso sou a favor de uma criança crescer ao deus dará, sem regras nem limites. ao contrário. sou a favor da ordem e da rotina, mas da rotina flexível e humana, respeitando o tempo e o limite delas. afinal somos indivíduos (individuais, oi?) e cadum cadum, né?

afinal qual é o pai que o filho pedindo pão, lhe dará pedra?

Related Posts with Thumbnails

categorias: Tags:, , , , , , , , , , amamentação, educação, mães extraterrestres

assine nosso feed ou receba por email


44 Comments »

  1. Muito bem! Também acho um absurdo essas técnicas que mais servem para torturar os bebês… Acho que cada um tem seu tempo seu jeitinho e cabe a mãe perceber e entender seu filhote. Jamais deixei ou deixarei um filho chorar de fome para "ensina-lo" que tem horário para isso ou aquilo! Com o tempo tudo vai se ajeitando.
    Parabéns! O Benjamin está lindão!

    Comentário by Flavi — dezembro 10, 2010 @ 8:48 am

  2. Olha Luiza, eu sempre fui contra á rotinas p/ bbs, nunca tive com a minha filha, ela acordou cerca de 2 vezes de madrugada até o 9º mês e eu sempre dava peito ou mamadeira (depois dos 6 meses) sempre qe ela acordava, eu sou daquelas qe pensa qe nem tudo se fala p/ pediatra, eles pegam no pé, e outra, muita gente confunde pediatra com mãe/pai do seu próprio filho, acatando ordens e ensinamentos (maioria ridiculos) se esqecendo qe qem cuida do filho em casa somos nós…
    pediatra está lá para cuidar de enfermidades do peqeno, receitar aqele remedinho qe a gente não pode dar sem receita, pesar, medir.. mas o CUIDADO é nosso, só mãe sabe o que é melhor para seu filho!
    concordo contigo, preferi e prefiro dar atenção e carrinho do que chupetas e deixar chorar sem consolo, sãp bbs gente, não tem noção disso tudo, é quase um abandono de incapaz fazer isso!
    ps: hoje com quase 11 meses ela esta desmamada (a contragosto de pediatra, vó, sogra, vô, visinho, papa…) dorme a noite toda, ainda na base da mamada dos sonhos as 23:30 e come de tudo!
    escrevi muito? mas escrevo mais, cada um sabe o que faz, e nada melhor que o coração pra guiar..
    bjooo

    Comentário by Suellen — dezembro 10, 2010 @ 8:56 am

  3. Muito bem.. eu mesma engravidei com 16 anos e claro n sabia de nada , acho até q nada é pouco ,pois eu ntinha noção nenhuma . Descobri a gravidez no 5 mes e dai foi tudo mto corrido ,pq tinha q fazer exames, pré natal e etc. E quando finalmente minha filha nasceu, ela n pegava meu peito da forma certa e machucou muito . quando cheguei em casa minha mae ja mandou dar leite na mamadeira e falava q meu leite n tava sustentando ela pq ela queria mamar toda hra , como eu e meu marido n sabiamos de nada pois ainda somos muito novos ,faziamos o q ela falava por ela ja ter tido filhos e tal .. RESULTADO: minha filha parou de mamar cm 3 meses de vida , começou tomar leite e mucilon , mas antes minha mae dava mingau , eu e meu marido q resolvemos parar de dar o mingau , e até hj me arrependo amargamente ,mas sei q n tenho culpa , foi pela falta de informação!Chorei muito depois q aprendi as coisas , mas ja era tarde pq n tinha mais leite . Mas se pudesse faria tdo diferente .

    Comentário by Mercia Souza — novembro 21, 2013 @ 1:10 pm

  4. Esse negócio de pai e mãe que tenta controlar a filha que engravidou cedo é uma MERDA! Desculpa o palavrão, mas é verdade. Quando a minha filha tava com uns vinte dias, ela mamava o dia todo, tipo de hora em hora. Todo mundo dizia que ela tinha fome, que eu tinha que dar mamadeira… Mesmo ela engordando quase um kg na consulta do primeiro mês, o pediatra disse que era pouco, que ela devia mamar mamadeira, e fui quase fuzilada em casa. Quase fuzilada por querer dar o melhor ao meu bebê. Depois dos seis meses começou a pressão do leite Ninho com mucilon, porque todos os bebês perto de mim mamavam isso, porque Beatriz precisava engordar (o mesmo pediatra do primeiro mês a viu engordar 200gr num mês e disse que ela tava ótima, OI?), mas eu bati o pé e NÃO DEI (procura pelas informações nutricionais do mucilon e a quantidade de AÇÚCAR que tem nele). E também não deixei largar o peito! Hoje ela tem 1a1m, é linda, alta, magrela, saudável! A única coisa que não farei de novo quando tiver outro filho, é dar ouvido as asneiras que o povo diz!
    E sim, ela acorda pra mamar o peito, não pega a mamadeira na cama de jeito nenhum! Eu não aguento com o povo querendo regrar um bebê, gente!

    Comentário by Aline — janeiro 31, 2014 @ 9:54 am

  5. Concordo com você, gata.
    Minha filha nasceu super saudável, mas como eu sou pequena, ela também nasceu "leve": era comprida, mas pesava 2,605 Kg. Então, nem me importava se ela acordava duas vezes a noite, porque quanto mais ela mamasse, mais ela iria ganhar poso e crescer. E foi o que aconteceu. Durante um bom tempo foi assim. Até que ela passou a acordar somente 1 vez e quando chegou aos 8 meses, vi que o que ela queria era um colinha gostoso pra voltar a dormir, não era mais fome. Então, eu comecei a não dar mais o peito e botar ela de novo pra dormir. Ela tem agora 1 ano e 8 meses (desmamou com 11 meses) e normalmente dorme a noita toda, sem problema. Mas é só ter um dente nascendo, ou um dia muito agitado, ou estar muito calor, ou ter alguma coisa incomodando, que ela dá uma acordadinha ou outra de vez em quando. Eu acho isso super normal, afinal, a gente também não acorda no meio da noite de vez em quando? Até sem motivo nenhum?
    As pessoas deveriam parar de tratar seu bebês como cachorrinhos a serem treinados e começarem a desenvolver a sensibilidade de perceber o que seu bebê precisa. Afinal, pode ser que alguns precisem ainda mamar mais que outros. Uma mãe atenciosa e sensível vai saber perceber do que seu filho precisa naquele momento.

    Comentário by Maíra Azevedo — dezembro 10, 2010 @ 9:31 am

  6. Muito bem, Luiza! Cada bebê tem o seu ritmo. E isso de dormir a noite inteira varia tanto. às vezes dorme com 3 meses e volta a acordar com 8 (na época da ausência da separação). Fpora os picos de crescimento. Esta semana mesmo, a Clarice, que já dormia várias horas seguidas, acordou ás 4h da manhã um dia. No dia seguinte, aprendeu uma super habilidade: colocar o pé na boca. Ou seja, ela teve um pico de crescimento e precisava se alimentar de madrugada. Poxa, a gente tem licença maternidade é para isso, para ficar a disposição deles, e não para adestrá-los feito cachorros. Eles têm necessidades específicas em cada fase da vida e nos primeiros meses eles precisam mamar sempre que tiverem vontade. Eu até entendo que tem mãe que fique perdida, se achando "sem vida", mas, pô, quem disse que seria fácil? Pra que teve filho, se não quer mudar em nada a sua vida, sua rotina? O bebê não está nem aí para a sua rotina. Nem para rotina nenhuma. Ele só precisa de uma coisa: mãe. Para mamar, para se acalmar, para dormir, para se aninhar. Aos poucos, ele mesmo se regula, vai espaçando as mamadas e vai conseguindo dormir mais. Você está vendo isso na prática e fico muito feliz que esteja refletindo e escrevendo sobre isso também!
    Beijo

    Comentário by Paloma — dezembro 10, 2010 @ 9:52 am

  7. Não acho tão absurdo assim as técnicas para dormir, afinal cada bebê é um bebê e acredito que a partir de determinada idade é muito desgastante pra mãe ficar acordando na madruga já que sabemos que bebes poderem adquirir hábitos noturnos.
    Conheços mães de bebes de 10 meses que no desespero e estresse de noites mal dormidas apelaram pra técnica e assim o bebe adquiriu novos hábitos, o que e muit valido.Conheço màes que com 4 meses ja apelaram pra técnica por ansiedade…
    Eu confesso que nào tive coragem… Apenas com 5 meses resolvi ensiná-lo a dormir sozinho no berço apenas com minha supervisão e carinho… Ele já é grandinho e entendeu a hora de dormir, entao ficou tudo mais fácil pq ja conheço os diversos tipos de choro: manha, fome, querendo carinho, etc.
    Achei legal primeiro entender o bebê isso evitou os choros e o abandono do berço… fico com ele no quarto ate adormecer e ultimamente tenho dado boa noite e saido, ele dorme em 15 min após dar uma brincadinha…
    Essa noite ele dormiu 10 horas seguidas, acordou mamou e dormiu mais 1 hora e meia, acordou e ficou brincando e me esperando retirá -lo do berço com um super bom dia!

    Comentário by Silvana — dezembro 10, 2010 @ 9:56 am

  8. concordo plenamente, eu creio que fui abençoada, na segunda semana o lucas emendou 3 noites seguidas, só nao foi mais porque ainda nao tinhamos descoberto o refluxo. assim que descobrimos e tratamos ele conseguiu dormir a noite inteira. MAS eu me pergunto: e o proximo será assim tbem? pq eu vejo nitidamente que nao é merito meu ele dormir assim, tá eu dou a mamada da meia noite com ele dormindo (just it) mas é natural dele mesmo… nunca dei chupeta e se acordar com fome eu nao tenho duvida q tbem daria o peito, cada nene tem seu ritmo e é importante saber respeitá-lo. e vc sabe respeitar o benjamin, o que é lindo. Bjao, Lu! Deus abençoe

    Comentário by tchella — dezembro 10, 2010 @ 10:11 am

  9. qual é o pai que o filho pedindo playstation, lhe dará wii?

    ferrrroooo nelas, luu!

    Comentário by iulo — dezembro 10, 2010 @ 10:15 am

  10. Olha, minha opinião é um pouco diferente… entendi o conselho do meu pediatra como uma ajuda a continuar inserindo o bebê no nosso mundo e na nossa rotina. Aos 2 meses ele também me disse que era pra começar a retirar a mamada da madrugada aos poucos ou seja, ela chorava, a gente ia lá tentar fazê-la dormir novamente até que, se não dormia, dava o peito. Na noite seguinte a tendência seria acordar depois do horário normal e vc continuava fazendo isso. Até que essa mamada com o tempo acabaria acontecendo cada vez mais perto da manhã. Bom, eu nunca precisei chegar nesse ponto pq a minha filha abandonou essa mamada sozinha. Ao meu ver isso já é indício de que ela não precisa mesmo dessa mamada.
    Fora isso, uma noite bem dormida para os pais é importante sim! Dormir mal e encarar um dia com os pequenos pode ser stressante e a gente não dar conta! Pelo menos comigo funciona assim! heheh
    Claro que, como tudo na vida, devemos ter bom senso! Se minha filha teve um dia agitado é bem provável que a noite dela também seja e minhas decisões vão se basear nisso caso ela acorde de noite.
    Só acho meio radical quando essa postura só se aplica a amamentação no peito. Depois que inserir alimentos, vc vai dar pra ele o que ele quiser na hora que ele quer também? Provavelmente não, então não vejo problema em inserir GRADATIVAMENTE o bebê numa rotina alimentar.
    Bom, é um assunto polêmico eu sei, mas como o comentário acima disse, cada mãe sabe o que é melhor pro seu filho né? Ah! E eu não faço tudo que o pediatra diz não! hahahah

    Comentário by Anna — dezembro 10, 2010 @ 10:24 am

  11. CONCORDO COM VC LUIZA!
    EM TUDO!
    ACHO UM ABSURDO FALAREM ISSO.
    SERÀ Q A MAE DESSES MEDICOS ALGUMA VEZ DEIXOU ELES COM FOME A NOITE INTEIRA.
    AFFFF, DA VONTADE DE DAR UM SOCO NA CARA DELES KKKKK.
    O BENJI TA LINDOOOO! SUPER FOFO.

    Comentário by Luisa — dezembro 10, 2010 @ 10:36 am

  12. Olha, graças a Deus Lara entrou sozinha na rotininha dela, porque eu tenho certeza que nao aguentaria deixar minha filha chorando. A única coisa que me ajudou muito foi entender que ela chora de sono tb, pq antes eu achava que tudo era fome e acabava dando peito toda hora. Dp de dois meses, eu vi que ela chorava regularmente de sono, cochilava e acordava bem, e isso me ajudou muito!! Outra coisa que eu acho que ajudou no dormir a noite inteira foi a rotina do sono que aqui e religiosa, ela sempre toma banho-massagem-mamar-berço. No começo, ela chorava no berço e a gente ia la, fazia um carinho, as vezes pegava no colo. Agora, parece que ela aprendeu a dormir mesmo, vai pro berço e dorme sozinha. Acho que a rotina de dormir ajuda bastante, mas tenho certeza que, se ela sentisse fome, iria acordar assim mesmo, entao muito é da natureza dela. Cada bebe a seu tempo, ne? Ah, e tb acho que, por mais confiança que se tenha no pediatra, ninguem substitui mae e pai, ne? Bjs!!

    Comentário by Lorenna — dezembro 10, 2010 @ 10:42 am

  13. falou e disse!
    tamo junto, joaquim não dorme e ok.
    bjo bjo

    Comentário by Anne — dezembro 10, 2010 @ 10:53 am

  14. eu concordo supers com vc.
    Maaaas, me sinto meio fora de lugar dando opiniao sobre uma coisa que ainda nao sei, entao eu juro que volto aqui ou escrevo um post avaliando qdo chegar a minha hora. Mas te afirmo desde já: tb nao sou fa dessa coisa de adestramento de crianca nao, já conversei mto com o marido sobre isso e ele tb acha que babys precisam de carinho, colinho e mamazinho. Que as coisas acontecam de forma mais natural, né gente?

    beijao

    Comentário by Carol — dezembro 10, 2010 @ 10:58 am

  15. quando eu tô com vontade de jogar, ligo meu playstation de madrugada mesmo.
    ele não se incomoda, não.

    Comentário by iulo — dezembro 10, 2010 @ 11:19 am

  16. Tá aí uma coisa que eu não entendo! nunca consegui deixar elena chorando e chorando seja lá pelo motivo que for, imagina se for fome! Não dá, livre demanda é a ordem para mim! Elena sempre mamou quando quis, cresceu saudavel e forte! e eu me adaptei para acordar vez ou outra na madrugada, com 2 meses ela deixou e mamar a noite de 3 em 3h, mas vez ou outra ela acordava assustada e chorando e eu dava colo e se ela pedia dava mama também, ora, por que não, já estava acordada mesmo!
    Não consigo dormir nem com os cães latindo do lado de fora que preciso ver o que está acontecendo com eles, se está frio, saio pra fora para por coberta por cima das minha cadelinhas, como vou deixar minha própria filha chorando… não dá, não pra mim!

    Amamentação em livre demanda é a ordem…. é o que vale para mim!

    beijos

    Comentário by Joci — dezembro 10, 2010 @ 11:39 am

  17. Assino em baixo!!!
    Acho um absurdo essas "técnicas", e o pior é que todas são "pautadas"em experiencias de profissionais.
    Você decide ter um bebe, passa 9 meses querendo ter em seus braços o seu filho, pra ddepois que nascer querem "adestra-lo"de uma maneira tão agressiva, como deixar passar fome ou chorar pra "aprender" a ser um mini adulto!
    PARABÉNS POR SUA CORAGEM em expor a sua opinião, nesse mundo tão Tracy Hogg!!!
    bjos

    Comentário by Fernanda Almeida — dezembro 10, 2010 @ 12:23 pm

  18. São terríveis esses "conselhos" (se é que dá pra se chamar de conselho uma barbaridade dessas!), escuto até da minha mãe isso! "Quando tu era bebê e eu tinha que lavar as tuas fraldas, tu ficava chorando e eu te deixava no carrinho chorando até dormir. Depois de um tempo tu parou de chorar." Obrigada mãezinha por me transformar numa adulta revoltada e com sérios problemas de sono.
    Como eu tenho insônia, eu não ficava muito chateada com esse negócio de ter que dar de mamar a noite. O problema era o cansaço durante o dia. Ás vezes o Arthur estava dormindo e eu acabava acordando só pra ver como ele tava, e voltava pra cama pra ficar rolando pra lá e pra cá esperando a hora que o Arthur iria me chamar pra mamar.
    Com o tempo ele foi crescendo, e o sono dele foi ficando regular. Com 4 meses ele acordava uma única vez, e assim foi indo. Tinha semanas que ele não dormia bem, seja por causa dos dentes, ou da constipação intestinal. E a minha insônia foi melhorando conforme ele dormia mais a noite. Hoje com 1 ano e quase 2 meses, o Arthur dorme das 20:30 até 9h da manhã, ás vezes até ás 10h. Agora ele também está pegando no sono sozinho, depois da janta, do banho e do mamá, se por ele no berço no horário que ele costuma dormir, é tiro e queda, ele dorme que nem uma pedra!
    Só temos que por em mente que isso passa, e mais rápido do que se imagina. E que vamos sentir saudades até de acordar no meio da noite. Eu pelo menos sinto saudades do sorriso banguela quando ele me via no meio da noite. =')

    Comentário by @bach_tremere — dezembro 10, 2010 @ 12:25 pm

  19. Fico tão feliz com a notícia do retorno à livre demanda!
    Sejam felizes, plenos e integralmente satisfeitos sempre – física e emocionalmente!
    nosso carinho,
    Denise, Zé Guilherme e Catarina – 1 ano e 5 meses mamando!

    Comentário by Denise — dezembro 10, 2010 @ 1:51 pm

  20. Eu penso bastante sobre isso e é tãããão mas taãããão legal ler posts reais quando se está esperando para passar por isso, sabe? Eu vibro cada vez que vejo uma garrafinha de água tão transparente…ehehehe
    Thanks, Lu. Sua experiência sempre ajuda a futura mamãe aqui…rs.

    Comentário by Renata — dezembro 10, 2010 @ 2:07 pm

  21. Oi Lu! Essa história de deixar o bebê chorando até dormir me dá calafrios, que horror né? Por conta do peso do Henrique ainda tenho que dar mamadeira para ele a cada três horas. Geralmente ele acorda sozinho, às vezes temos que acordá-lo. Sei que vai chegar a hora dele dormir a noite inteira, mas não estou preocupada com isso não, como vc disse, o importante é o bem estar dele. Bjs (ah, deixei um selinho pra vc no blog).

    Comentário by Clau Novelli — dezembro 10, 2010 @ 3:37 pm

  22. Olá Luiza,
    Leio teu blog, desde que estavamosa gravidas, sim porque a minha pequena é um pouquinho mais nova que o teu, ela tem 02 meses…E é tão engraçado, poque toda vez que abro teu blog, é que se fosse eu postando porque é o mesmo momento que eu estou passando…

    Comentário by Munique Pompeo — dezembro 10, 2010 @ 4:12 pm

  23. Continuando…
    Bom a historia do sono, no primeiro dia no hospital já vi como seria os meus dias, a Sofia acordou as 2h da manhã e so voltou a dormir as 9h da manhã…Em casa, ela so deu uma invertida…Via dormi lá pela 3h,4h da manhã e acorda lá pelas 7h,8h para mamar e dorme a manhã inteira,,,,Aos poucos estou tentando estabelecer uma rotina pra ela, mas tudo sem forçar…tipo de dia não deixo ela durmir mais que tres horas (geralmente ela tira um soninho de 1h.2h de tarde), e matenho sempre a claridade…Ah enfim, axo que não adianta cadsa criança tem seu ritmo, seu jeito e com o tempo td se adapta…A pediatra disse que não é pra mim me preocupar que conforme os bebes vão crescendo eles mesmos querem ficar mais acordados durante o dia, pois como tem barulho eles queem prestar atenção e consequentemente dormem mais a noite…
    Volo a trabalhar quando ela tiver 4 meses , e pra ser sincera como não quero desmamar ela…Até prefiro que ela acorde de madrugada…
    é issoooo…
    Bjão pra vcs dois…

    Comentário by Munique Pompeo — dezembro 10, 2010 @ 4:13 pm

  24. Lu! pois é, viu? foi bom você escrever por aqui…
    eu pensei isso também: "organizar as mamadas", só colocando chupeta, e isso eu não quero.
    para as mamães que querem outras formas de organizar a rotina, eu dei dicas de iniciante no nosso blog, que tá tratando deste mesmo tema: http://www.cadeteresa.wordpress.com
    beijos!

    Comentário by lidianeves — dezembro 10, 2010 @ 4:21 pm

  25. olha eu tentei colocar a Nina assim que nasceu na rotina da Encantadora e o resultado foi que ela não ganhou peso!
    Até hoje as frases "comece do jeito que deseja manter" e "paternidade acidental" me dão arrepios!!!
    Aqui em casa é chorou -> peito! hahaha
    E vivem me perguntando se já dorme a noite toda. Eu digo que "não, mas é tão gostoso assim, logo mais ela cresce e nem vai mais querer saber de mim".
    Aqui só rolou 5-6 hrs seguidas de sono, com quase 4 meses.

    Beijos

    Comentário by Natacha — dezembro 10, 2010 @ 6:26 pm

  26. Luíza, só entrei pra dizer que ele está muito lindo e fofo nessa foto. Benza a Deus!

    Comentário by Jussara — dezembro 10, 2010 @ 9:34 pm

  27. Concordo muito!!!

    A Lara, com 3 meses, nem quando eu acho que ela está fazendo birra eu deixo ela chorar, imagina então se for no meio da noite???? (Até porque nem se eu quisesse, já que nós dormimos no mesmo quarto).

    Mas isso vem de cada bebê… há mais de um mês que a Lara dorme a noite inteira, e isso aconteceu de um dia para o outro, sem eu mudar nada na rotina, se é que ela tem rotina!

    Ela resolveu entender que a noite, quarto escurinho, musiquinha orquestrada para bebê e silêncio = dormir!

    Eu só tenho a agradecer, pois pelo menos minhas noites sãoo tranquilas, mas não conseguiria dar dicas a ninguém, porque, como eu disse, foi de um dia para o outro, e eu não sei o porque!

    Beijo!

    Comentário by Maria Thereza da Silva Pinel — dezembro 10, 2010 @ 10:52 pm

  28. Concordo plenamente, Lu.
    Na boa? Quando a gente resolve ter um filho, já sabe que nunca mais terá noites de sono tranquilas e inteiras.
    Minha prima só conseuiu fazer o Davi dormir noites inteiras porque é solteira e ele dorme na cama dela, com ela… Mas po? E a coluna? Porque né? Dormir uma noite inteira na mesma posição já funhanha tudo… imagina 2 meses direto nessa!
    É… ele tem 3 meses e ela tá nessa vida há 2 meses.
    Mas ele dorme às 23h e só acorda 6h pra mamar. Isso quando acorda. Porque normalmente vai até 7h, 8 e até 9h30!!!
    Direeeetoooo!!!!
    Mas eu não acho normal não… nenhuma criança da família toda nunca fez isso.
    Portanto, tenho esperanças (mas não tenho como regra) que aconteça o mesmo com o Diogo e que eu tenha meu soninho de volta logo… hehehe
    Boa sorte com o Benji. Espero que ele continue engordando e crescendo, mas que entenda que o sono também alimenta… rs

    Comentário by Raquel Gomes — dezembro 13, 2010 @ 10:57 pm

  29. Olá!!
    Eu concordo mais com a Anna, de um dos posts… acho a rotina super importante sim, mas primeiro é preciso conhecer o seu bebê e estabelecer a rotina dele de acordo com os hábitos que ele te mostrar… O Antonio mamou livre demanda no primeiro mês de vida. Nunca mamou de 3h/3h. Como a minha pediatra dizia que eu não podia espaçar 4 horas entre o final de uma mamada e o começo de outra, e eu tinha dó de acordá-lo antes disso, ele acabava mamando num período maior que 3 horas, em média. Isso dava 7 mamadas no dia. Quando ele completou 1 mês, já mamava 6 vezes ao dia. Quando a pediatra liberou o intervalo entre mamadas, ele passou a mamar 5 vezes ao dia, e aí estabelecemos a rotina dele para mamar de 4h/4h durante o dia e dois intervalos de 6 horas à noite (8h-12h-16h-20h-02h). Portanto, antes de completar 2 meses ele já dorme 6 horas seguidas! Acho muito bom meu filho já estar em uma rotina mais estruturada em que eu posso ficar mais descansada… mas é tanto há tanto preconceito em se estabelecer rotinas para bebês pequenos, parece que as mães que fazem isso são umas desalmadas rsrs sempre que converso com alguém sobre isso ou vejo esses comentários na internet, fico me questionando se 5 mamadas ao dia (incluindo a da noite) é pouco para um bebê da idade dele…no primeiro mês ele engordou mais de 1kg, e nesse acho que vai passar disso, está um chumbinho… então realmente parece que está tudo bem…acho que a culpa faz parte da maternidade mesmo rsrsrs

    Comentário by patricia — janeiro 12, 2011 @ 8:45 am

  30. Luiza, seus posts estão cada vez melhores! Este aqui é especial! A maternidade inspira a gente mesmo, né? Licença maternidade é um período altamente produtivo! rsrs Parabéns!

    Comentário by Carolina Pombo — janeiro 24, 2011 @ 9:49 pm

  31. Gostei bastante desse post Luiza, e realmente é um assunto polêmico. Achei interessante, pq aqui na minha cidade, os pediatras são contra essa história de tirar a mamada da noite. Segundo eles (fui em 4 diferentes) o bebe vai deixar de mamar quando parar de sentir fome, e isso varia bastante de bebe para bebe. Eu, por ex, sou uma morta de fome, como de 3 em 3 horas, e fico irritadissima se passa da minha hora e eu ainda não comi. Como vc pode imaginar, meu pequeno Cauã (de 3 meses e meio) tb é assim, e quem sou eu para achar que já ta na hora dele parar de mamar a noite? Ele nunca dormiu uma noite inteira, no máximo consegui dormi da 1 as 5 da manha direto e já fiquei feliz! Acredito que a maior parte das mães realmente saiba o que é melhor para seu filho, mas deixar um bebezinho chorando de fome pq a mamae quer dormir acho o fim da picada. Cansa? Cansa. Se eu sinto saudade de dormir uma noite inteira? Óbvio que eu sinto, mas no momento, nada é mais importante do que a saúde do meu pqueno! E parabéns pelo post!

    Comentário by Dalila — março 3, 2011 @ 12:01 am

  32. Adorei! Concordo em gênero, número e grau com vc, Luíza!

    Comentário by Clarissa — maio 12, 2011 @ 10:29 am

  33. Com a maternidade aprendi que só existem duas coisas intermináveis: a fome de um bebê saudável e o palpite das pessoas sobre o apetite dele!! Vão às favas.. alimento minha bebê a hora que ela quer.. as vezes de uma em uma hora.. ou de duas em duas.. as vezes de tres em tres.. ou até mesmo de tres em três minutos… O fato é que muito embora nós mamães ficamos uber cansadas com toda essa maratona, dá uma alegria danada quando levamos ao pediatra e eles nos dizem "parabéns.. seu neném ganhou 1.500 de pura saúde!!!
    É ou não é???

    Comentário by Juliana — junho 13, 2011 @ 7:09 pm

  34. Oi. Tudo bem… não é post novo, mas não faz diferença, né? Eu cheguei depois, ué!
    Tenho dois cotoquinhos (um de 2 anos e uma de 3 meses). O cotoquinho mais velho era ótimo para dormir, ms mudou muito durante nossas viagens, especialmente para fora do país. Passou a mamar a noite inetra, nunca tinha ficado na nossa cama, mas foi necessário e eu aguentei até 1 ano. Depois colocamos ritmo à noite e fui coranto as mamadas, porque já estávamos em casa, no nosso cantinho. Enquanto estávamos fora, nunca tentei tirar, embora tenha ficado um caco, porque estava claro que ele precisava de mim. Não era fome, ok, era consolo, mas mãe é isso tb. Depois veio a petica. Ela simplesmente dorme 10-12horas seguidas dede um mês e pouco. Quase fiquei sem leite, porque não tinha demanda, cheguei a bombear prá ajudar e agora tá tudo normal. Enquanto isso, o filho número 1 acorda quase toda manhãzinha (5h30) e vai dormir o resto do sono na minha cama. Cada um é diferente e aos poucos a gente vai aprendendo a respeitar e ajudar. Eles crescem, passa rápido. E a gente cresce também. Outro dia ouvi uma pregaçao muito boa faladno qeu os filhos são o grande instrumento de Deus para nos fazer maduros. Só espero poder me curvar bastante para lançar os meus o mais longe possível no momento em qeu deixarem minha aljava. bjo, Luíza.

    Comentário by cetep — abril 27, 2012 @ 10:09 pm

  35. concordo com vc…temos que ser flexíveis. Cada bebê precisa de uma quantidade de alimento, uns necessitam de mais outros de menos, aí vem os sabe-tudo e querem tratar nossos filhos como se fossem um caminhão de melancias…rsrsrsrs… durmo bem pouco ainda, mas estou feliz por ver meu bebê saudável.

    Comentário by anny — maio 29, 2012 @ 1:21 pm

  36. Eu descobri uma técnica infalivel para fazer o bebê dormir! kkkkk a musiquinha do som do útero… e olhem, funciona mesmo! eles acalmam na hora e capotam!
    Em relação a amamentação nas madrugadas, poxa eu não consigo ficar estressada com o bebê nessas horas…. eu não durmo pq fico atenta a qualquer barulho q ele faça, fico paranóica! simplesmente meu organismo se acustumou a virar zumbi, hahahaha… e olha q o miguel nem chora mto, só resmunga… mas cada bebê e cada mãe é de um jeito né?!
    nas primeiras noites dele em casa, toda vez q ele chorava querendo mamar, eu nao aguentava, deixava ele na cama cmg o resto da noite, pra nao ter q levantar… isso nao é certo, pq eles entendem e ficam mimados MESMO! eles sabem direitinho o q é o berço, o colo e a cama e fazem manha, kkkkkkkkkk

    Acho q o certo é acordar mesmo de madrugada e dar o peito pro bebê, sem fazer cara feia e reclamar pois ter filho é isso ai! Ainda tem grávidas q pensam q criar um bb é facil, vai pensando…. kkkkkkkkkkkkkkk
    DA O PEITO E NAO RECLAMA! SEU FILHO TA COM FOME DE LEITE NAO DE CHUPETA!
    OBS: mas o truque da musiquinha do utero FUNCIONA MESMO! eu baixei no cel e ela q me salva, kkkkkkk

    Comentário by Renata — julho 25, 2012 @ 10:56 am

  37. Eu concordo com muitas mães que deixaram comentários aqui. Filho não é cachorro pra gente treinar aonde tem que fazer xixi, que horas dormir, que horas comer… são bebês que não querem outra coisa do que o nosso colo de mãe e nosso mais profundo amor. Amor que conhece a necessidade de cada filho, que acalma na hora certa, que conhece o tipo de choro e que se maravilha a cada (pequena) grande conquista…
    Somos mães, não esqueçamos disso nunca! Uma pena ver mães que acham que já pariram e agora querem voltar pro bate perna em shopping em menos de 1 mês do filho nascido… Temos pelo menos quatro meses de licença para isso, para sermos plenas para nossos filhos nos primeiros meses de vida, esses sim, essenciais para o crescimento físico e psicológico deles.
    Meu filho tem quatro meses, dorme bem, acorda uma ou duas vezes na madrugada e lá estou eu ao lado, pq sei que ele acordou por necessidade, não por capricho, até porquê isso não existe em um bebê. Eles fazem por necessidade. Amo meu filho mais do que tudo na vida, acordo quantas vezes for preciso para estar do lado dele. Daqui há pouco ele já estará grandinho e tudo isso não passará de uma fase.

    Comentário by Helaine — julho 25, 2012 @ 11:21 am

  38. Minha bebê tem 3 meses e 3 semanas e desde quando voltamos para casa ela já dormiu algumas noites inteiras, normalmente reclama e resmunga quando está com fome, (ai o reloginho materno me acordar sem ela precisar nem abrir os olhinhos ou chorar) dou de mamar pra ela quantas vezes ela quiser, na quantidade que ela se sentir satisfeita.. Até pq, se tenho alimento necessário pq restringir quando ela tem que mamar?! Aleitamento materno exclusivo em livre demanda, deu e dá muito certo com a Julinha.
    Como diz minha tia "É triste ver uma criança com fome!". Se ela quiser dormir a noite inteira eu durmo tbm, se ela quiser acordar pq está com fome eu acordo tbm e amamento.

    Comentário by Maria Izabel — julho 26, 2012 @ 2:32 pm

  39. […] dorme a noite inteira?; […]

    Pingback by potencial gestante – 10 coisas que não se dizem a uma mãe de bebê — outubro 18, 2012 @ 1:29 pm

  40. Meu bebe dorme a noite toda desde o oitavo dia.. a pediatra dizia que tinha que acordar em no maximo 3 horas.. achava isso estranho.. ele acordava todo irritadinho e parecia nem querer mamar. sim, ele nao estava com fome, simples. cada bebe tem seu ritmo, assim como alguns pedem mama antes outros nao. temos que respeitar os horarios deles.. esse papo de rotina faz sentido, ams percebi q ele mesmo fez sua rotina.. ele mesmo tem seus horarios. com o tempo isso é normal, nao da pra querer q um bebe de 1 mes tenha horarios regrados, isso nao existe!

    Comentário by Juliana — novembro 1, 2013 @ 12:30 pm

  41. a minha sempre dormiu a noite toda, graças a Deus, nada de mama, de coco no meio da noite, de chororo,
    mais em compensação 6 horas da manha, ja ta acorda, dorme um soninho as 13h e so volta a dormir la pra 7h da noite, pega da minha mão deita na cama e adormece sozinha, canto a mesma musica desde recem nascida pra ela nas horas de dormir. é rapidao 5m. da uma rotina pro bebe, faz eles mesmo saber oq tem qe fazer naqela hora nunca me deu trabalho com sono. beijoo.

    Comentário by OLGA — novembro 21, 2013 @ 10:15 am

  42. "cada mãe sabe o que é melhor pro filho, mimimi".
    Isto também daria um ótimo post.

    Afinal, muitas maes decidem o que é "melhor" pro seu filho baseado em que?
    Pediatras que nada entendem de nutrição e dão conselhos infundados e sem base científica (mamar a cada 3 horas, introduzir alimentos antes dos 6 meses, desmame noturno e uma eterna lista de freakshow).
    Baseadas também no que suas maes fizeram e como elas proprias não morreram, criam sobreviventes.

    Esta frase só terá um valor real e será verdadeira quando cada mãe tomar DE FORMA CONSCIENTE decisões pelos seus filhos. Decisões esta que seja em beneficio da criança em primeiro lugar e não pensando no seu proprio umbigo.

    Afinal de contas, para que ser mãe se a pessoa não consegue parar de pensar em si?

    Hoje em dia esta frase tão usada não é nem um pouco verdadeira.

    Comentário by Juliana Fiorini — novembro 21, 2013 @ 2:33 pm

  43. Oi Lu,a 1° vez que ouvi falar em "livre demanda" foi em um post seu.Achei um pouco exagerado esse lance peito pra fora a qualquer hora,mas intuitivamente segui,também não consegui me convencer de que bebês precisam de regras pra mamar ou dormir.E…..minha Anali já está com quase 5 meses e posso dizer que sou uma mãe de sorte.Ela dorme MUITO BEM OBRIGADO a noite toda.Dá uma remexida lá pelas 4 da manhã,mas nem abre os olhos,mama e segue dormindo até 8 ou 9 da matina.E aliás…..aqui em casa a noite é assim:1/2 berço + 1/2 cama compartilhada. E somos felizes assim <3

    Comentário by Regiane — novembro 22, 2013 @ 12:14 am

  44. Acabei de postar um comentário enorme respondendo uma menina. Aí subi o post e vi que era o Benjamim, e não a Sansa e que o post é antigo. HAHAHAHAHAHA

    Comentário by Aline — janeiro 31, 2014 @ 9:58 am

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment