26 de março

a internet me transformou numa mãe melhor

por luíza diener

o celular apita. ela corre pra ver e lá está uma mensagem:

“amiga,o dia tá lindo. bora juntar os filhotes pra dar um passeio hj?”
“bora, pra onde? msm lugar de sempre?”
“é o jeito, né? eu não conheço outro q dê pra levar os pequenos e ficar sossegada ao msm tempo”
“blz. te encontro lá. bj”

ou então você teve um dia de cão com sua bebê sem querer comer nada, enjoada, babando, meio febril, só quer saber de peito e fica pendurada nele por hooooras, não dorme nunca e, quando o faz, é aquela sonequinha rasa que é só colocar no berço e puf! a menina acorda!
será que é dente?
será que ela está doente?
não sei se devo ligar pro pediatra só por causa disso.
minha mãe não lembra mais direito das coisas e tem uns métodos meio duvidosos pra tudo.
minhas amigas não têm filhos. minha irmã mora longe.
como lidar?

graças a deus, jesus, que existe internet nesse mundão de hoje.
sério, não canso de falar que se não fosse a internet, o blog, os emails trocados com tantas mães em situações semelhantes à minha, eu não faço ideia de que tipo de mãe eu seria.
com certeza uma do tipo esquisita.

desde quando me descobri grávida (ou mesmo antes, quando eu tinha apenas potencial para isso), passei a revirar o mundo virtual atrás de informações. foi algo natural, nada forçado. mas até hoje a sede de busca pelo conhecimento sobre maternidade e assuntos correlatos me ataca.
esse foi um dos motivos pelo qual eu criei o blog, a fanpage no facebook, uma lista para mães em brasília e sempre vou atrás de grupos que unam as mães.

eu vejo o quanto eu descobri que meu filho – apesar de único – é muito parecido com outras crianças da idade dele. eu achava que ele era birrento e fazia manha, mas fui ver que a maioria dos bebês nessa idade também são assim, porque faz parte do processo de crescimento e descoberta do mundo que os cerca.

e tantas, tantas outras coisas, que me ajudaram a relaxar como mãe.

em tempos assim, ferramentas voltadas para a maternidade só tendem a acrescentar e nos ajudar a sermos mães melhores (e menos encanadas com algumas coisas também).

tem um negócio muito bacana lá no facebook que é o JOHNSON’S® baby Mimo. é tipo um aplicativo com várias coisas legais que ajudam pra caramba nessas horas.

tem a sessão perguntas e respostas, onde você  levanta suas questões de mãe doida (porque toda mãe que se preza precisa ser um pouco doida para sobreviver) e outras doidas lindas e lindos vão lá e te ajudam compartilhando suas experiências.

ok, você pode argumentar que já existem fóruns assim espalhados por aí.

mas é que o JOHNSON’S® baby Mimo vai muito além de um simples fórum.
é um lugar de relacionamento.

e tem vários outros terecotecos úteis como:

guia de serviços: você pode buscar por estabelecimentos baby friendly, avaliar, recomendar, compartilhar com outras pessoas, consultar as dicas de outras mães/pais, filtrar de acordo com a idade do seus filhos.
olha que coisa linda e cheia de graça!
inclui opções de locais de lazer, alimentação, educação, saúde e compras.

e o livro do bebê: achei superfantásticoamigo. é bom estar contigo no nosso balão!
você pode registrar desde os momentos da sua gravidez, passando por marcos importantes como nascimento (óbvio), primeiro dentinho, primeira palavra, primeiros passos, primeiro dia de aula e vários outros primeiros, até que seu ex-bebê complete 5 anos.

pros rykos e rhykas, dá pra baixar gratuitamente um aplicativo para iphone ou android. assim você pode acessar o aplicativo de qualquer lugar.

pra entender mais é só entrar aqui:

https://apps.facebook.com/johnsonsbabymimo

as mãe pira na tecnologia!

 

 

Related Posts with Thumbnails

categorias: para gestantes, para mães, para papais, publicidade

assine nosso feed ou receba por email


5 Comments »

  1. E foi essa tal de internet que colocou vcs na minha vida! Abençoada seja!!! 🙂
    bjs

    Comentário by fabipalvim — março 26, 2012 @ 9:13 pm

  2. tia abi nós te amamos

    Comentário by luíza diener — março 26, 2012 @ 9:21 pm

  3. (esse foi o hilan se passando por mim. ahhaha!)
    e foi essa tal de internet que fez vc entrar na minha vida e me mudar pra sempre amém

    Comentário by luíza diener — março 27, 2012 @ 12:57 am

  4. Papai Ia, nós também amamos vcs!!
    E, Lu… essa de eu te mudado vc é nova pra mim! Conta, conta, conta!!rsrs
    Um beijo, família!

    Comentário by fabipalvim — março 27, 2012 @ 9:33 am

  5. E como pira!!!

    To com você nessa de ser uma mãe melhor!
    É indiscutível o quanto a gente se tranquiliza ao ver que nossos filhos não são aberrações ou birrentos, mas, pelo contrário, estão passando pelas fases naturais da vida!

    Comentário by Maria Thereza — março 30, 2012 @ 10:49 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment