05 de setembro

o colecionador de tombos

por luíza diener

eu nunca achei que meu filho caia e se estabacava tanto até que, ao ouvir o relato de outros pais e mães, comecei a perceber que talvez ele fugisse um pouquinho da média.

quando ele era muito bebê eu ouvi de umas duas pessoas diferentes a seguinte pergunta: “ele já caiu?”
e eu me questionava que tipo de pergunta sem sentido era aquela. ele já caiu.. como assim?
e até que pensando bem não faz tanto sentido, porque bebês pequenos não rolam, não engatinham, não são assim tão exploradores.

aí uma vez, quando tinha seus 12 meses, ele tomou um emblemático tombo: rolou 7 degraus da escada do parquinho.
ele sabia subir escada em pé, mas não sabia descer. foi num descuido e slipt! rolou, tipo dando cambalhota e caiu estatelado de frente na grama.
desci voando, peguei ele no colo (com um sangue frio incrível que deus me deu) e pensei: nunca mais ele vai querer saber de escada.
e em menos de um minuto lá estava ele no alto novamente.

e eu na verdade nunca contabilizei muito isso. porque desde que começou a engatinhar, passou a viver com roxos na testa. quando começou a andar, eles não estavam apenas na testa, mas no corpo todo.
ganhou um machucadinho na véspera da festinha de um ano e já deve ter uma ou outra cicatriz quase invisível no rosto.

semana passada quase caiu da cadeira uma vez e tomou um tombo servido no dia seguinte. caiu de mais de um metro de altura, em pé em uma cadeira a mais de 20 cm da borda. ele conseguiu tombar a cadeira para trás, dar um mortal pra frente e se estatelar de costas.

em outra época também deu um mortal do braço da cadeira da sala e outras duas vezes mergulhou de ponta do braço do sofá.

não é por falta de aviso e nem por falta de cuidado. eu tento criar um ambiente seguro, mas essa criança desafia as leis da normalidade (e testa as leis da física diariamente).

hoje mesmo ele aprendeu a subir na poltrona e pular no colchão da cama (e acha a maior graça). como lidar?

mas confesso que não esquento. na maioria desses casos ele mais assusta que machuca realmente. aquele choro sentido de menos de 60 segundos e dali a pouco lá vai ele novamente aprontar.

Related Posts with Thumbnails

categorias: 2 anos, benjamin, toddler

assine nosso feed ou receba por email


10 Comments »

  1. hahaha ai gente, que dó! mas como dia aqui na minha terra: "umeno num é mufino" que traduzindo significa "pelo menos ele tem energia!" hahahahaha
    é assim mesmo né? criança tem que cair, se machucar, brincar, fazer arte… faz parte!
    beijinho no galo do Joca! já já passa!

    Comentário by Bia — 5 de setembro de 2012 @ 11:20 am

  2. como diz*

    Comentário by Bia — 5 de setembro de 2012 @ 11:20 am

  3. O Linus é oposto, extremamente cuidadoso e nem arrisca demais. Eu posso seguramente largar ele na parte de cima de casa e descer sem ficar de olho que ele sempre chama quando quer descer ele grita lá de cima "màe! mão!" o ruim é que ele demora muito pra se soltar em parquinhos, pra ir com gente que ele não tem confiança… teve umas vezes que ele caiu quando engatinhava por falta de equilíbrio, não por falta de cuidado. Mas também é um choro rápido, ele mais assusta que se machuca.

    Comentário by carolina — 5 de setembro de 2012 @ 11:32 am

  4. mas pelo menos ele é cauteloso. tem criança que não se arrisca, mas é estabanada do mesmo jeito. aí é triste. ehehehhe

    Comentário by luíza diener — 5 de setembro de 2012 @ 11:53 am

  5. Nicolas está com 9 meses, e já engatinha. Agora quer ficar em pé em tudo q é lugar.
    E seu lugar preferido de ficar em pé, são dois baquinhos q temos na bancada, da sala de jantar.
    Já caiu duas vezes, ele e o banco. Não é falta de cuidado, aviso, nada. Ele gosta do banco!
    é um susto sem tamanho. Pelo barulho e tb pelo choro.
    Mas nenhum ficou roxinho.!

    Comentário by Thaís Guanabara — 5 de setembro de 2012 @ 11:39 am

  6. essa fase é complicada, pq eles ja´querem descobrir o mundo mas não tem noção nenhuma de perigo!
    quando o benjamin estava nessa mesma fase, ele encrencou com umas cadeiras de madeira que temos aqui e são dobráveis. daquelas que, se você apoia o peso na parte errada, ela desmonta.
    e dito e feito. por duas vezes ela desmontou e caiu com tudo em cima dele. dessa vez eu fiquei bem preocupada, porque a cadeira é muito pesada.
    mas ele aprendeu.
    eles aprendem.

    Comentário by luíza diener — 5 de setembro de 2012 @ 11:52 am

  7. O Lucas Já deu vários mortais do sofá para o chão, voar do sofá/cama/cadeira é com ele mesmo.
    Eu antes me assustava e corria socorrer ele, hj em dia só corro socorrer se vejo que é feio, de resto já peguei a tática do riso.
    Também aviso as pessoas que não é para fazer cara feia se ele cai ou coisa assim, pq se faz cara feia, ele chora, se não faz quer dizer que o tombo estratosférico tá de boa.
    E é engraçado o sangue frio que nos mães temos para estas situações.

    Comentário by Rita Tescke — 5 de setembro de 2012 @ 12:46 pm

  8. Como eu digo, bbs arteiros não estão atrelados as leis da fisica!!! esses roxinhos são sinônimo de criança saudável isso sim!! (acredito muito nisso,já q o meu vive roxo!!!!

    Comentário by cecilia — 5 de setembro de 2012 @ 1:24 pm

  9. E é assim que ele vai crescer saudável! E apesar de ser uma criança do "concreto" ele tem espírito aventureiro de quem mora no mato!
    O Otávio tbm apronta, não fico em cima, deixo ele livre pra explorar mesmo! Algumas coisas aconteceram (que até tu comentou la no blog e me confortou com as peripécias do Benjoca) que me assustaram bastante, mas foram por descuidos estúpidos meu, do pai e da avó em certa situação……

    Esses tempos ele escorregou e caiu de cara num móvel (bem na quina do móvel sabe?) ficou com a parte de baixo do olho preta por mais de uma semana, essa nem a hirudoid salvou! ~ inclusive eu passo esse gelzinho que é ótimo SEMPRE nas batidas e nunca fica preto!

    Beijos

    Comentário by Mamãe do Otávio — 5 de setembro de 2012 @ 1:25 pm

  10. Olá pessoal,

    Sou professora de educação infantil e fiz um post sobre as quedas:
    http://english4fun-br.blogspot.com.br/2012/08/omg

    Dá uma olhadinha!!!

    No fim, cair faz bem, viu!!!

    Comentário by Teacher Gáby — 6 de setembro de 2012 @ 12:04 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment