14 de maio

dentista dotô analdo

por luíza diener

joca no dentista

sexta passada levei o benjoca ao dentista.

na verdade, ele já estava indo ao dentista há muito mais tempo que isso: sempre, na hora de escovar os dentes e passar o fio dental, eu dizia que era o dentista, que ia olhar o dente dele, ver se tinha bichinho, deixar tudo limpo.
por último, deixava ele ser meu ajudante e escovar os dentes sozinho.

desde que entrou para o mundo imaginativo e fantasioso de sempre algum personagem ou situação, dentista e médico (bem como cozinheiro, o que rende um post à parte) figuram entre os prediletos.
isso tem sido ótimo, visto que ele ficou bastante traumatizado com as inúmeras idas a médicos e pediatras, especialmente no primeiro ano de vida.

e lá fomos nós sexta passada ao postinho visitar o dotô analdo, como benjamin decidiu chamá-lo.
chegando lá, ele fez a pergunta que tanto o atormentava:
– “dotô analdo, você tem mulherrr?” (com o r carregado de brasiliense).
– tenho. mulher e um filho, um pouco mais velho que você.
ufa. ele tava tão bitolado com essa questão que eu até tava com medo. expliquei que nem todo mundo casa. que nem todo mundo tem mulher. mas o dotô analdo tinha e o assunto morreu por lá mesmo.

no consultório ele ficou tranquilão. arrumou um bichinho de pelúcia do tico (e teco) e agarrou-se a ele até o fim.
na hora das perguntinhas básicas de dentista, a mamãe aqui encheu a boca e o peito de orgulho e desatou a falar: “não come doce, não bebe refrigerante, não chupa bala nem chupeta e nunca colocou uma mamadeira na boca. nem leite de vaca toma. suco, quando toma, é quase sempre sem açúcar. passa fio dental duas vezes por dia, bem como escova os dentes, com pasta infantil sem flúor, sem corante, blá blá blá blá blá blá blá blá ….
parabéns. vamos para a cadeira.

a cadeira do dentista virou nave e eles iam pro espaço. o tico ia ser astronauta junto com ele. o dotô analdo virou o buzz.
sobe cadeira, desce encosto, acende luzinha. dotô de máscara, luva, touca. todo o traje espacial pronto.
automaticamente ele abre a boca para ser examinado. ele já sabia o que o esperava.
aceitou tudo numa boa e tava até gostando da brincadeira (claro, agarrado ao tico, pra deixar qualquer ponta de medinho ali, bem apertadinha).

coisa linda, todos os dentes ali (ô coisa boa é quando o sofrimento do nascimento dos dentes acaba!), cada um no seu lugar e.. espera! o que é isso aqui atrás?
a temível, a horrível, a terrível CÁRIE!

noooo

não cri:
– tem certeza?
– tenho sim. que estranho.. não formou placa, não tem mancha nenhuma e logo aqui, atrás dos incisivos centrais superiores. geralmente ocorre nos molares. mas os molares estão ótimos. dá uma olhada aqui.
olho e vejo um carcomidinho atrás, entre um dente e o outro. branquinho, limpinho, mas carcomido:
– tem certeza que, sei lá, não tá só quebrado? ele vive caindo de boca no chão – a mãe, buscando justificativas vagas.
– não. quando ocorre lesão costuma ser em outro ponto, mais na frente mesmo.

um abalo sísmico de magnitude 9 na escala richter.
como assim?
justo eu, que fiz tudo certinho, zelei pela higiene bucal e alimentação corretas do meu filho… justo eu, que nunca deixei o menino dormir de dente sujo, que fazia ele escovar sempre os dentes depois de tomar remédio açucarado, mesmo que fosse 1h da manhã.
comecei a procurar explicações: será que foram os antibióticos que ele tomou lá pelos 10 meses de idade? não. ele só foi ter agora, quase 2 anos depois…
amamentação também não foi. to careca de saber que leite materno não dá cárie e novamente não, ele já parou de mamar há alguns meses.

o que pode ter sido, gente?
e o médico me pergunta o que ele costuma comer. falo, falo e falo mais um pouco (nessa hora a verborragia da autojustificação ataca) “blá blá blá comida saudável blá blá blá frutas naturais blá blá blá tapioca e cuzcuz”… bingo! tapioca e cuzcuz! não contém açúcar mas viram açúcar!
com qual frequência ele come? toda semana. às vezes passa a manhã inteira comendo. também adora comer peta e biscoito de polvinho.
pronto. mistério resolvido. esse hábito de comer o tempo inteiro sem parar é péssimo para os dentes. especialmente carboidratos. o ideal é que ele tenha as refeições bem definidas e escove os dentes e passe o fio dental após t.o.d.a.s as refeições.

peralá, dotô analdo! você mesmo disse que tem filho pequeno. sabe o custo que é convencer esses pequenos gremlins essas criaturinhas de deus a escovar os dentes nem que seja uma vez ao dia, antes de dormir? sabe o que é passar fio dental neles?
aposto que você já tomou uma bela dentada de um desses pequenos cães anjinhos e aposto que teve que tomar antirrábica não foi nada legal.
e agora você vem me pedir pra passar após c.a.d.a refeição? sabe quantas vezes por dia meu filho come?
ontem mesmo ele tinha lanchado e, após muito custo, convencemos ele a passar fio dental. menos de 15 minutos (eu disse q.u.i.n.z.e) depois o menino já estava com fome e foi comer mais. e dá-lhe fio, escova, pasta e paciência.

para completar, vai ter que usar pasta dental infantil c.o.m f.l.ú.o.r toda noite. e vai ter que c.u.s.p.i.r depois de escovar.
mais alguma coisa? vou ter que ensiná-lo a bochechar e gargarejar também? quer que o menino escreva e declame um poema novo após cada escovação noturna?

mas tá. a gente faz de tudo pela saúde do menino. especialmente para evitar que esse bicho coma mais dentes, deixe o menino de dente preto e que ele tenha que rancá dente antes da hora (mentira, o cara só queria colocar uma resina incolor no lugar do buraquinho).
daqui a três meses estamos lá outra vez, pra ver que rumo essa história vai tomar.

mãe sofre.

bunitin das tapioca

Related Posts with Thumbnails

categorias: Tags:, , , , benjamin, saúde e esportes

assine nosso feed ou receba por email


10 Comments »

  1. Tamo junto O/ !!!!! Meu filho tb tem a higiene bucal perfeita e estava com uma semi cárie no dente da frente…. queria morrer alí, na frente da dentista, mas o que fiz foi tratar… me custou os olhos da cara, mas tudo bem… a coisinha regrediu e quase está imperceptível… e bora cuidar, pq ouvi dizer que tem gente que tem mais propensão a ter… mesmo fazendo tudo certinho…

    Comentário by Daiane Gasperin Magnaguagno — maio 14, 2013 @ 11:46 am

  2. Ai que dó, que dó! A Alice ainda não teve cárie ( 2 anos e 3 meses), mas na última consulta foi bem assim, enche a boca para falar da alimentação saudável, sem açucares, refrigerantes, balas, chocolates… da escovação, da preocupação, da higiene, etc. Aí a dentista achou dois dentes com placas… queria entrar em um buraco, me senti péssima pois, no caso da placa é falta de cuidado ( força e tempo) na escovação. Também tem a questão genética… eu sou péssima com a minha escovação, fio dental não é todo dia (shame on me!), como chocolate direto e não escovo os dentes depois disso e nunca tive uma cárie em 34 anos de vida. Já meu marido é todo cuidadoso, fio dental é todo dia, escovação de infinitos minutos e com duas escovas diferentes e, quando vai ao dentista, regularmente de 6 em 6 meses, sempre encontra uma cárie. Dá até pena ele está sempre e tratamento. Vamos torcer para que os nossos pequenos tenham os dentes fortes. Pelo menos descobrimos o problema! Bjs 🙂

    Comentário by Diva de Morais — maio 14, 2013 @ 1:41 pm

  3. Ou gódi

    Eu to aqui morrendo de medo da bronca que vou levar do dentista quando levar o Linus!
    Aqui, ao contrário da sua determinação, escovamos os dentes dele uma vez por dia e ele escova uma vez na escola… mas mesmo assim não é lá aquela maravilha, ele não deixa, ele grita, se joga, chora, não abre a boca. Fio dental?! É só pra ele brincar de chupar, pq quem disse que eu tenho coragem? Parece que se eu tentar eu vou rasgar a gengiva dele em 2 numa jogada de cabeça dele rs

    E ainda por cima Linus tem um dente cinza, de trauma, apareceu um dia qq, foi pra escola branco, voltou cinza.

    Ele tem mesmo os dentes meio sujos, admito, eu tento e tento mas tem um vãozinho bem no meinho dos dois da frente, de cima que tem uma mancha que não sai de jeito nenhum!

    Vou mesmo levar bronca e olhar feio do dentista!

    Pelo menos o Linus come em horários mais regrados… alguma coisa de bom tem que ter nesse apetite de passarinho que ele tem.

    Na pior das hipóteses, esse dente cai e no novo vai ser mais fácil cuidar! haha

    Comentário by carolina — maio 14, 2013 @ 3:37 pm

  4. Pode me dar as mãos já! Aindsa engrosso o coro porque não usamos açúcar nem no suco, quase não consumimos industrializados e mais todo blá blá blá que vc já citou. E… cárie! E… pasta com flúor! E… muito medo do dentista que faz barulho, então é preciso segurar (deitar em cima) do pequeno a cada consulta (o que piora o medo mas é necessário). É. Mãe sofre. E tem que ter algum mistério nessa coisa dos dentes. A pediatra e eu nunca nos conformamos com a cárie do meu filhote. Mistérios. Conheço um milhão de crianças que comem toda porcaria possível e que NUNCA escovam os dentes (não é metáfora, é nunca mesmo) e têm dentes lindinhos e sem cáries. Vida lôca. Mãe sofre. Bjão!

    Comentário by Carolina Frîncu — maio 14, 2013 @ 9:17 pm

  5. Tb sou dentista, tb da rede publica… e sei como é… carie não é só causada por falta de higiene e pela dieta (que são os fatores mais importantes – e os que podemos controlar), tb pode aumentar ou diminuir em função do pH da saliva e tb da quantidade de saliva… Como tb sou mãe, sei a dificuldade que é…por isso, uso SIM pasta com fluor desde um ano no meu filho (apenas 2x na semana), já que o fluor tem função protetora muito importante em relação as caries… já há estudos cientificos que contradizem a indicação de pasta sem fluor para crianças e preconizam a utilização de pasta com quantidades reduzidas de fluor… Só uma dica, quem notar alguma manchinha BRANCA no dente do seu filho, corre no dentista pois ainda pode ser PARALISADA e não precisar de motorzinho e nem resina… bjos

    Comentário by michelle — maio 14, 2013 @ 10:47 pm

  6. Nossa, morro de medo disso, porque eu tive meus dentes tds podres de pequena por causa dos antibióticos, e a manu, apesar de comer bem, êh viciada em chocolate e bala, que eu tento evitar ao maimo dar, mas toda semana come…borá reforçar a escovação.

    Comentário by Renata — maio 15, 2013 @ 11:47 am

  7. Sabe o que é pior? É que aquela criança que come doce todos os dias, nunca escova os dentes e nunca viu um fio dental, talvez tenha menos chance de ter cáries do que o Benjoca.
    A minha sorte foi ter levado a Malu ao dentista quando completou 1 ano. Porque foi quando descobri que o esmalte dela é muito, muito pobre.
    E por causa disso nós temos que passar flúor com uma gaze nos dentinhos dela.
    Com isso, e com as refeições em horários definidos (aqui temos café da manhã, almoço, lanche, janta e leite no copinho antes de dormir, mas com escovação depois), não tivemos cáries ainda. Mas ela tem uma super tendência. Escovamos os dentes três vezes por dia, quando acorda, após o almoço e antes de dormir.
    Já o Matias tem super esmalte e muito pouca probabilidade de ter cáries. Sorte minha, porque ao contrário da irmã ele ODEIA que escovem seus dentes, nenhuma técnica lúdica, musiquinha, escova de super herói, nada, nada, nada resolve. Muito complicado.
    Por isso te digo, às vezes a gente faz tudo certo, a mãe do vizinho faz tudo errado e o universo nos dá um belo chacoalhão. E a vizinha ainda dá risada da nossa cara… Afe…

    Comentário by lahnaw — maio 20, 2013 @ 3:15 pm

  8. Fluor nem pensar antes de 5 anos !!!! Você quer que os dentes definitivos sejam manchados? Você quer correr o risco de ele engolir fluor? Use Malvatrikids, tia Alice recomenda.

    Pergunte à Ana que conhece muito esse assunto. Ela te explica tecnicamente tudo. Não sei se você levou ele num odontoPEDIATRA ou dentista competente mas sem especialização em pediatria.

    Comentário by Aristeu Pires — maio 20, 2013 @ 5:16 pm

  9. ele escova com fluor apenas 1 vez ao dia e ele cospe a pasta e bochecha e cospe água após a escovação.
    estou usando a malvatrikids com baixo teor de flúor (que sim, é a partir de 4 anos), justamente para evitar a fluorose.
    isso por apenas 3 meses.
    melhor o dente manchado de flúor que manchado e esburacado de cárie.
    ehehehheh
    bjo

    Comentário by luíza diener — maio 21, 2013 @ 11:00 am

  10. Me lembro quando li este post e contava pra minha filha todo dia antes de escovar os dentes dela: "porque o Benjamim tinha um bichinho de cárie no dente dele…" e ela ficava quietinha e deixava escovar. Hoje fomos ao dentista e não é que a bendita estava lá?!? Meu Deus, ainda não me conformo!!! Entendo perfeitamente como você se sentiu…

    Comentário by Gisleine Querido — setembro 24, 2013 @ 2:31 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment

*