14 de março

o que muda com a papinha

por luíza diener

parabéns a mim mesma! consegui completar seis meses de amamentação exclusiva todo dia, toda hora, em todo lugar, direto da fonte (vulgo livre demanda). também consegui virar um bicho do mato cabeludo com um filhotinho pendurado a tiracolo sem tempo pra fazer mais nada. ok.

desde o dia em que benjamin completou seis meses, eu comecei a introdução aos alimentos sólidos. um pouco antes disso, comecei a copiar o modelo da paloma, de dar frutas da estação pra ele lamber e provar.
mentira.
eu fiz isso só com maçã, uma ou duas vezes apenas.
por conta disso, decidi que o primeiro alimento seria a maçã, já que ele já havia provado da fruta (ahahahahah). ele a-do-rou.
aliás, aceita bem todas as frutas (pro mamão ele torce o nariz um pouco, mas depois aceita), mas sempre encrenca com a papinha salgada.
mas prometo que irei fazer um post dedicado exclusivamente a como introduzir alimentos sólidos em seu a seu bebê.

antes eu achava que morreria de ciúmes de dar outros alimentos que não o leite materno ao filhote. afinal, nem água ele bebia.
mas os dias que antecederam os tais seis meses foram carregados de expectativa e até um pouco de ansiedade pra vê-lo descobrir um novo mundo da degustação.

o mundo não mudou apenas pra ele, como pra mim também.

começa que agora seu cocô tá bem mais firme. ok que infinitas vezes mais fedido, mas eu adorei essa coisa de cocônsistente. antes ele sempre mandava um barro mole que vazava pra todos os lados. não tinha uma vez que eu fosse lavar suas roupinhas que não tivesse que separar aquelas cagadonas pra deixar de molho, tirar mancha e coisa e tal (baixou o espírito da rebeca aqui).
e agora, com o coconsistente, fica uma gosminha concentrada no meio da fralda, que eu consigo limpar com apenas uma bolotinha de algodão, ou metade de um lenço umedecido. lindura.

por outro lado, nesse começo de papinha, preciso ter cuidado redobrado com a lavagem das roupinhas.
como ele ainda não sabe engolir direito e também quer pegar a comida a todo custo, no fim da papinha tem comida pra todo lado. comida no ouvido, orelha, pé, barriga, olho. os babadores estão sempre sujos (vão uns 3 por dia), além das roupinhas e fraldinhas de boca. o trabalho que eu deixei de ter com o cocô-bomba eu passei a ter em dobro com os restos de comidinha.

o banho no meio do dia não é mais opcional.
antes eu só dava banho na metade do dia quando estava muito quente, o benjamin estava muito agitado pra tirar a soneca da tarde ou eventualmente ele se cagava até a nuca. mas agora ele faz questão de tomar um banho de papinha toda vez. o pior é o mamão. mamão é uma fruta do inferno que saiu diretamente do ânus de satanás. não há outra explicação para tamanho fedor. aí o jeito é enfiá-lo embaixo da pia, do chuveiro ou na banheira mesmo.

ele tá mamando menos, mas não muito menos.
geralmente, a depender da papinha, ele pede pra mamar depois. mas em outras vezes ele não pede. e aí que eu me senti a própria recém parida, com o peito empedrando e vazando mais que tudo na vida. com a mudança de apartamento, ainda não consegui achar o objeto, a concha salvadora dos peitos, amém. falhei, bilú.
e o tanto que ele não mama de dia, ele já vinha compensando à noite (agora só piorou). então meio que deu na mesma.

é mais difícil sair de casa para passeios mais longos. aqueles com mais de três horas de duração.
isso porque agora eu tenho que calcular a que horas que ele terá que papar e levar frutinhas e potinhos separados com as comidas pra cada momento. sem falar na água (que ele não gosta muito), na água de coco (que ele curte) e no suquinho de laranja lima (que ele ama).
se ele tiver que comer nesse meio tempo, já tenho que ter roupas, babadores e lencinhos extras pra limpar a bagunça que ele faz.

é mais fácil sair de casa para passeios mais curtos. aqueles que só duram entre uma papa e outra.
se antes ele sentia fome no meio do nada, eu tinha que dar o peito na frente da galera. agora eu tenho os liquidinhos maravilhosos que quebram um galhão.
quem amamenta em livre demanda sabe que o peito não serve só pra suprir a fome, mas também a sede (e o amor, o carinho, o afeto, blablablalblakjsdlfkajsçlkr). então, se o problema for sede, está resolvido. se for uma fominha daquelas que dão pra esperar um pouco e daqui a pouco você vai pra casa, a água ou a água de coco ajudam a contornar a situação até alimentá-lo de fato (por enquanto, suquinho só o de laranja lima, depois do almoço).

o papai também pode alimentá-lo. ou pelo menos tentar.
até que o hilan já deu umas comidinhas pra ele, mas da primeira vez, o benjamin estranhou um pouco, cuspiu metade e ficou me olhando de longe. depois foi só alegria.

eu fico mais tranquila de deixá-lo com outra pessoa.
ok que isso ainda não aconteceu, mas quando for acontecer, eu sei que de fome ele não morre. agora posso ir a um cinema que não seja o tal cinematerna (que é ótimo, mas a gente não tem muita opção de escolha né?) e fazer outras coisitchas más.

ele está bem mais curioso com tudo que a gente come ou não.
está sempre atento a tudo que a gente leva à boca e, quando se interessa, abre um bocão como quem diz “me dá que eu quero provar”.
o mais engraçado é quando é pra ele comer e é novo. ele faz uma careta, estranha, mas logo diz  hm! hm! de boca aberta pedindo mais. parece um filhote de passarinho.

alimentá-lo tornou-se uma saga sem fim.
antes era infinitas vezes mais fácil: sentiu fome, peito, mamou, fim.
agora tem essa coisa de regular o horário, amassar frutinha, cozinhar legume, botar azeite, etc, etc.
sem contar quando o benjamin não gosta do que come e a gente tem que insistir infinitas vezes. além de eu nunca saber se ele está satisfeito ou não, se já comeu o suficiente ou está fazendo manha.
haja paciência!

*atenção o ministério da saúde, a organização mundial da saúde e eu recomendamos o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade.
este post não tem nenhuma intenção de estimular a alimentação precoce nem nada do tipo.
seja paciente e saiba que existe tempo para todas as coisas neste mundão lindo de deus.

Related Posts with Thumbnails

categorias: Tags:, , , , , , , , , , , , alimentação, benjamin, desperate housewife, marcos importantes, mês 6-9

assine nosso feed ou receba por email


26 Comments »

  1. BOOOOOOOOOM DIA!!!
    E boa semana né? Minha mana tá até agpra
    amamentando, mas digamos que a fase da lua de mel
    acabou, afinal Aline ja tem DOIS ANOS e
    nãp que largar os peitos de ouro.

    Mas é lindo, é de dar orgulho, pq só quem passa FIRME e FORTE
    é que sabe o valor de ver a cria linda assim só dependendo
    dela mesma? LOUCA PRA VIVER ISSO PESSOALMENTE.

    Agora… esse trecho aqui foi F….

    "começa que agora seu cocô tá bem mais firme. ok que infinitas vezes mais fedido, mas eu adorei essa coisa de cocônsistente. antes ele sempre mandava um barro mole que vazava pra todos os lados. "

    Caraca tava comendo uma PAÇOCA, sabe aquele amendoim em rolha?
    Não preciso dizer que eu comi mentalizando: ""nao é coco, não é coco, não coco!"

    Hhahaha! depois, se a GVT deixar, me faz uma visita.
    Beijos, Bi.

    Comentário by Fabíola — 14 de março de 2011 @ 9:15 am

  2. Oi Luíza!
    Obrigada pelo comentário no blog!
    Parabéns pelo lindo bebê e essa nova fase tão especial e cheia de novidades!

    Um beijo

    Comentário by Marina B. — 14 de março de 2011 @ 9:39 am

  3. a minha bebe naum quer comer papinha ela fecha a boca faz força pra mim naum conseguir dar papinha, chora e chora o q eu faço?

    Comentário by samara — 18 de outubro de 2013 @ 2:39 pm

  4. Oi, Luíza!

    Nossa, eu me vi nesse post. kkkkkkk
    Fiquei rindo sozinha enquanto lia… Passei por toda essa loucura com a Giulia (que, amanhã, faz 8 meses. oba!)
    Apesar de enlouquecedor, é uma delícia!!

    Apesar que eu tive que fazer essa bagunça toda um pouco antes. Como trabalho e a licença foi só de 120 dias, ela entrou no mundo das frutinhas aos 4 meses e papinhas salgadas logo depois. Claro que continuou mamando (continua até hoje) e eu sempre tiro leite pra dxar pra ela mamar no meio da manhã e no meio da tarde mas, como não era suficiente, ela teve que começar a provar outras coisas.

    De água ela não gosta até hoje. Bebe meio na marra. Agora suco de laranja… isso ela ama!! Suco de laranja com mamão, também. Assim como a fruta (o mamão, que fique claro) eu é que não dou tanto assim… pq vc tem razão quanto ao fedor. Caraca, que troço fedido!! Mas ela adora. Então eu dou, claro, até pq o treco é bom pra caramba pra fazer o intestino funcionar. Aí haja água pra lavar o bumbum xexelento.

    Outras frutas que a pediatra recomendou, também, foram a pera e a banana maçã. Não sei se vc já testou alguma delas com o Benjamin, mas a banana, por ser doce, acho que se tornou a fruta preferida da Giulia. Ela come uma inteirinha e na dentada, agora. Não quer mais que a gente amasse.

    E o bico de passarinho… só evolui, tá? Se prepare pra dividir tudo que estiver comendo (o que foi um incentivo pra eu comer cada vez melhor já que, tudo que vou colocar na boca, tenho que dar pra ela experimentar).

    Mas é uma delícia!!!! Aproveite horrores!!

    Bjo

    Comentário by Jemima — 14 de março de 2011 @ 9:50 am

  5. "mamão é uma fruta do inferno que saiu diretamente do ânus de satanás"

    Gente. COITADO DO MAMÃO. Ri baldes aqui!

    E, olha, parabéns pra você mesmo. Não é todo mundo que consegue manter aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e, além disso, ter um meninão saudável e gorduchinho (com todo respeito hehehe) como o Benjamin, que está cada dia mais fofo!

    Um beijo e fiquem com Deus!

    Comentário by @helen_hccs — 14 de março de 2011 @ 9:57 am

  6. ri muito com o mamão rsrsrrs.. e o meu blog é o http://www.jabuticabim.blogspot.com.br/
    parabéns pelo site!!

    Comentário by Juliana Santos — 19 de outubro de 2013 @ 4:27 pm

  7. Observação: esse post pra mim veio em excelente hora. A Clarissa tem 4 meses e meio e ontem começou com a maçã. (infelizmente não tenho condições de parar de trabalhar e mês que vem tô de volta a labuta… enfim, coração partido, mas a vida é assim…)

    Menina, eu achei que ela fosse estranhar e tudo, mas mandou ver em meia fruta assim, zupt! E eu amei, foi muito divertido!

    Dica da minha mãe: vista o baby com a roupinha mais surrada que ele tiver quando for oferecer maçã, porque as manchas são para sempre e empre.

    Agora sim, tchau! 🙂

    Comentário by @helen_hccs — 14 de março de 2011 @ 10:02 am

  8. Concordo com tudo, Lu. Tenho um post quase pronto sobre introdução de alimenhtos e estou com preguiça de terminá-lo (detalhe: faz quase dois meses!).
    Beijos

    Comentário by Paloma — 14 de março de 2011 @ 10:14 am

  9. Lá em casa a introdução das papinhas não foi fácil mas hoje Bia come que é uma beleza. Só que até hoje (o processo começou há mais de 1 ano!) eu fico enrolada na hora de programar os passeios. Nunca sei direito o que levar, se vai dar pra esquentar, se vai estragar, enfim, me estresso muuuuuuuuuito com essa logística (ela já come bem qualquer coisa, mas ainda não bate um pratão inteiro de comida "de gente grande". Eu me sentia presa amamentando (não no mau sentido, adorava!) mas era tão feliz e não sabia, rs!
    Bjs!

    Comentário by Renata — 14 de março de 2011 @ 10:31 am

  10. hahhahahahh aiii, o negócio do mamão é muito verdade. Ô frutinha, o beberine gosta bastante e come horrores, mas quando ele faz cocô… gente!! Eu posso sentir o cheiro exato do mamão e não é só isso, se vc observar o cocô vai notar os pedaços da fruta, quase que inteiros aliiiii! Terrível.

    Sobre a bagunça é bem verdade, tem q ter uma paciência de Jó! NIcolas esses dias deu uma voadora na colher que foi parar frango até no meu cabelo.

    No geral ele come bem, gosta mais de papa salgada do que doce. Ele ama manga, parece que se se você der uma manga inteira tamanho família, ele come. Só para de comer se você parar de dar. Coisa de louco.

    Ahhh eu fiquei com ciúmes quando ele começou a comer e eu passei a não ser 'tão necessária', no começo foi mais difícil, mas acabou que ele mama quase o mesmo tanto q antes, ou quando as mamadas são mais espaçadas, ele passa mais tempo pendurado no peito…

    Ah eu to superrrrrrrrrr feliz com isso! Mais um passo na vida dos nossos filhotes!!!

    Comentário by raquelapenas — 14 de março de 2011 @ 10:38 am

  11. eu to ansiosa com essa nova fase que pra mim começa dia 5 de abril… vai ser difícil, mas vai ser divertido… fazer rotina é uma coisa que eu ainda não consegui mesmo até agora, vamos ver como vai ser. Meu maior medo é ele ter prisão de ventre e fazer um coco duro demais daqueles que machucam, se acontecer eu vou morrer de dó! Imagina ver a fraldinha com sangue?! Aff… tadinho.

    Comentário by Carolina — 14 de março de 2011 @ 11:29 am

  12. Lembrei de quando o meu filho tinha 5 meses e o pediatra tinha dito que eu poderia dar papinhas e sucos. Eu disse que "se o Ministério da Saúde e a OMS diz que o aleitamento deve ser exclusivo até os 6 meses, não é 1 pediatra que vai me convencer do contrário." Assim, eu esperei até o dia de completar 6 meses apara iniciar as frutas, sucos, papinhas… E dá um trabalho! Só nós mães é que sabemos. Foi exatamente assim com o meu filho também. Aí tudo se repete quando temos que mudar de papinha para a comida que a família come. Volta a fazer aquela sujeira toda, não come o suficiente, volta a acordar no meio da noite pra mamar (por que não jantou tudo e ficou com fome no meio da noite). Mas o que faz agente continuar é aquela frase que todo mundo nos fala "É só uma fase." E é que nem video-game, a próxima fase é sempre mais dificil! Aja paciencia!!
    Bjus!

    Comentário by Tassiana — 14 de março de 2011 @ 11:56 am

  13. que delícia!
    adorei tb essa fase, podia ficar horas papeando sobre isso!
    Joaquim tb torcia o nariz para o mamãe, hoje ama!
    Eu tb estava ansiosa, e com 5 meses e 23 dias dei o primeiro suco: laranja.
    Ainda levei mais de um mês para começar com as salgadas…
    Mas é… o fim da amamentação exclusiva e o início da prolongada: vamos nessa?
    Bjo bjo

    Comentário by Anne — 14 de março de 2011 @ 12:43 pm

  14. Oi Luíza! Que belo post pra iniciar essa semana. Ri muito e creio que vou guardar muito bem cada passo seu para ter onde me basear quando estiver na minha vez de ter um filhote.

    Ri muito na parte sobre o mamão, e até imagino a cena, você terminando de dar pra ele, e já saindo correndo preparando as coisas para o banho pós-mamão.

    Isso que você falou de não saber quando os bebês estão satisfeitos também é uma dúvida que tenho. Pois as vezes eles viram o rosto, como quem diz "não quero mais", porém estão na segunda colherada.

    Adorei o post.
    Bom final de dia com o Benji.
    Beijos!

    Comentário by Fernanda Carini — 14 de março de 2011 @ 3:14 pm

  15. Eeee, parabéns!!! É uma vitória mesmo, eu sofri muito por ter que entrar com os alimentos tres semanas antes dos seis meses, mas foi necessario para que eu voltasse ao trabalho. E é realmente um baque esse início, a tralha que tem que carregar, o planejamento todo, ter que comprar as coisas, manter a geladeira cheia, essas coisas… Mas vocês vão se acostumar, vc vai ver. Eu agora estou craque, carrego minhas papinhas orgânicas para todo o lado, Lara colabora e come tudo. Mas nunca na vida que eu prefiro esse cocô, Deeeeeeus me livre, Lara fazia cocozinho cheirozinho, agora é cada bomba!!!!

    Comentário by Lorenna — 14 de março de 2011 @ 3:37 pm

  16. ah, e se vc tiver alguma dica no quesito babador eu tô aceitando. Os meus de pano mancham e esgarçam todos, comprei um de plástico que começou a feder e mofar!! Afe!

    Comentário by Lorenna — 14 de março de 2011 @ 3:46 pm

  17. Lu, parabéns por amamentar o Benjamin até os seis meses. Logo se vê o bem que lhe fez, visto que ele tá com essa carinha contentona, essas bochechas gordinhas e o sorriso de filhote bem cuidado pela mãe! Deve ser mesmo uma "nova aventura" introduzir os sólidos na dieta do bebê! E uma delícia também. Nova fase, inclusive de caras e bocas!

    Ando tendo um trabalhão danado com a alimentação. Desde a mastite, leite seco, complemento, Equilid + Plasil, leite de volta etc etc…, cada dia é uma surpresa sobre a Maria Clara querer ou não mamar no peito. Tenho pouco leite ainda. À noite, já cheguei a tirar com a bomba (num dia que ela se recusou a pegar o peito e berrava de fome) 100ml de leite. Ela quase sempre mama 120 ml. Ou seja… sempre vem o complemento depois da mamada. Tudo beleza quando ela mama no peito antes, mas ontem foi um dia que ela mamou 2 ou 3 vezes e só! Com isso, o leite seca cada vez mais. E eu, morro de tristeza, já que queria mais que tudo amamentá-la exclusivamente até os 6 meses também! Hoje ao menos ela tá melhor. Só tomou 30ml de complemento de LA, o resto foi só peito. E espero que ela siga assim… (pronto, desabafei!)

    Beijo grande em você e nas bochechas gotosas do BenBen!

    Comentário by Michele — 14 de março de 2011 @ 3:54 pm

  18. Que bacana!
    Eu admiro PROFUNDAMENTE mães que conseguem amamentar e o fazem, exclusivamente e incansavelmente (ok… com muito cansaço, mas fazem) até o 6 meses.
    Acho lindo, uma baita prova de amor… tem todo o meu apoio, respeito e um "cadim" de inveja, já que eu não consegui… vou contar lá no blog depois… como dica do que NUNCA fazer… usei um intermediário de silicone entre o bico (inexistente) do meio seio machucado e a bebê, para ajudar a cicatrizar e nunca mais ela quis voltar para o meu peito… tudo bem… eu pensei que o importante era o leite materno na barriguinha dela, independente do bico ser de plástico… acontece que ele diminui o estímulo e isso fez com que meu leite secasse… foi uma tristeza… ok, na verdade foi uma tragédia para essa mãe que está sempre invantado mais uma culpa pra carregar e considera essa a mais difícil de esquecer.

    Comentário by Iza — 14 de março de 2011 @ 4:40 pm

  19. Ahahahahahahahhaha
    rindo muito!!!

    Olha, o Gui sempre foi um cagão mor! Bebê grudado no mamico era sinal de fralda borrada! E como vc descreveu, aqueles cocôs beges super aguados hahahaha e óbvio que esparramava merda para todos os cantos. 12 fraldas por dia!!!

    E com a introdução dos sólidos, o cocô realmente fica mais "unidos venceremos" e o cheiro??? nuóssa! Até perceber que my little peidorreiro de leite materno era o autor do peido fedorento da vez, culpei várias vezes o marido! E o Gui que caga em prestações. To doida pra postar sobre isso, mas não consigo tempo de começar!!!

    Ih, olha Lu, por aqui faço assim…

    Não consigo me aquietar em casa por mais de 2 dias, e sempre arrumo algo para ter que fazer na rua, e como não tenho ninguém para ficar com o Gui, carrego-o comigo. Sling na posição certa. Mochilinha com fraldas, lenço umidecido, pomada, mamadeira com água, 2 mudas de roupa, 2 paninhos de fraldinha, 1 cueiro, guarda chuva, carteira, porta níquel, necesseire do Gui e a minha hehehe, brinquedinhos e bolsinha térmica com os potinhos pequeninhos contendo fruta, papinha salgada. Ai vai variar quanto tempo ficarei fora. Se for rapidinho, já deixo a fruta raspadinha no potinho ou a comidinha descongelada. Se ficarei o dia todo por exemplo na casa da minha avó… levo 4 potinhos, 2 para as frutas e 2 com almoço e janta. Juro, a minha mochila é pequena!!! E cabe isso tudo. Mas fica pesado, e ainda com o Gui no sling, quase morro hahahahhahaa

    Tipo, sempre que vou nos jogos da super liga de volei, ele janta lá! Levo um potinho com a papinha e fica tudo na boa. Sei

    beijaoooooooooooooooo

    Comentário by Rebeca Bricio — 15 de março de 2011 @ 2:13 am

  20. lu, tem selinho la no blog

    Comentário by Rebeca Bricio — 15 de março de 2011 @ 11:13 pm

  21. Adorei o seu post!!!! Dei muita risadas… ja tive que trocar o Antônio muitas vezes na madrugada por ter aquele cocôzinho mole amarelo por todaaaaaaaaaaa a parte quando ele era bem pequenininho….oh dó do mamão…rs…mas o cocô de mamão é muito fedorento mesmooo..mas você ja viu o de beterraba????? Além de tudo vem aquela cor de de de… beterraba….
    Eu fico calculando as horas das papinhas também pra sair.,.. as frutinhas até não me incomodo muito…mas qdo é papinha me dá uma preguiçaaaaa…aí prefiro estar em casa algumas vezes do que levar trilhões de coisas…
    Bjooooo

    Comentário by Laiz — 15 de março de 2011 @ 11:50 pm

  22. Ai, esse começo das papinhas eu e a Lia achamos um saco, mas daí pra frente só melhora. E quando o bebê começa a comer a mesma comida que nós (só reduzimos um bocado o sal), aí é uma beleza. A bagunça e sujeira continuam por um bom tempo, mas vão diminuindo progressivamente.

    Comentário by Rafael Gazzola — 16 de março de 2011 @ 9:39 am

  23. Oie!
    Achei seu blog uma delicia de ler!
    Eu também vou começar as papinhas com a minha princesa!
    Já dei suquinho mas ela não gostou! Mas vamo que vamo!
    Beijo

    Comentário by Aracyana — 16 de março de 2011 @ 3:00 pm

  24. "mamão é uma fruta do inferno que saiu diretamente do ânus de satanás"

    ri 15 minutos com essa frase

    Comentário by Carla — 21 de março de 2011 @ 12:26 pm

  25. Eba! O Luisinho começou a comer hoje também. E adivinha qual foi a primeira fruta que ele provou? Pois é, essa mesmo.

    Comentário by giblanco — 21 de março de 2011 @ 11:01 pm

  26. "mamão é uma fruta do inferno que saiu diretamente do ânus de satanás". esta foi a coisa mais hilária que eu já li em toda a minha vida!!!! HAHAHAHAHAHAHAHHA que estou às gargalhadas altas até agora só de dar um copy paste aqui. Hahahahahahahaha.

    Segundo: Qual o nome da concha salvadora de peitos? Minha neném só sai da barriga em Janeiro, mas estou de olho nos truques.

    Comentário by Flavia — 13 de setembro de 2011 @ 10:13 am

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment