03 de dezembro

o segundo bebê e todos aqueles sentimentos de novo

por luíza diener

sempre quis ser mãe de 3 filhos. ou filhas.
quando engravidei do benjamin eu estava com 24 anos. fiz as contas: “ele nascerá quando eu tiver 25. quero ter o segundo com 27 e o terceiro entre 28/29”.
o objetivo era encerrar a “carreira” antes dos 30.

mas o povo sempre dizia: quer ter 3 filhos? ahahahha! espera nascer o primeiro que você vai mudar de ideia!
e mudei. mas desmudei. e mudei de novo.
logo que o benjamin nasceu, eu pensei: nunca mais quero ter outro filho.
e ele foi crescendo. achava que não teria jeito algum com recém-nascidos, mas descobri que tinha e muito. mesmo assim continuei sem querer outro por muito tempo.

só que mães são compostas por ideias e sentimentos contraditórios e eu não podia ser diferente. depois de quase um ano e meio, me vi subitamente tomada por um desejo avassalador de engravidar outra vez.

voltei a sonhar com roupinhas de bebê, com a configuração do quarto com a chegada de mais um (ou dois, vai saber), com a diferença de idade ideal entre o primeiro e o segundo e entre o segundo e o terceiro (que, até agora, desejo que seja uma diferença menor), em nomes para menino ou menina e, especialmente, com a ideia de estar grávida novamente – com aquele barrigão reconhecível a quilômetros de distância e que sempre deixa as pessoas em polvorosa.

demorou um certo tempo e alguns resultados negativos até que o sonho se concretizasse. mas aconteceu e eu consegui engravidar.

assim que olhei praquelas duas listrinhas, toda a felicidade do mundo invadiu o meu ser e, tão certo quanto a noite que cai e o dia que surge, eu tive a certeza de que gerava um bebê dentro de mim.

é engraçado como são as coisas. antes das duas gestações eu entrei nessa síndrome de potencial gestante de ficar deslumbrada com a gravidez antes que acontecesse comigo.

mas depois que o sonho torna-se concreto, vêm esses temíveis hormônios e detonam tudo.

agora tudo o que sei é que de algumas poucas coisas eu já sei. o cansaço faz parte de mim, a indisposição com cheiros e comidas continua e, muito mais que pensar em enxoval ou nomes de criança, eu só quero saber de dormir e desconectar-me do mundo por alguns meses.

e, de preferência, que eu acorde só quando minha barriga já estiver grandinha o suficiente pra eu ficar toda exibida e eu volte a ter toda aquela energia que gestantes do segundo trimestre têm.

aí, minhas amigas, vou atacar de loucona barriguda e voltar a fazer planos atrás de planos.

é só comigo?

 

confira também os outros blogs patrocinados pela natura mamãe e bebêcoisa de mãeit mãemãe de gurimamatracamamíferas,mundo ovo e vida de gestante.

Related Posts with Thumbnails

categorias: constança, estou grávida, eu gestante, publicidade

assine nosso feed ou receba por email


31 Comments »

  1. Estamos com praticamente as mesmas semanas de gravidez! So que eu estou do primeiro.
    Olha, nao êh so com vc e eu fico feliz que tb nao seja so comigo!!! E feliz que há a tal energia no 2o trimestre!!!

    Comentário by Fe Lopes — dezembro 3, 2012 @ 9:15 am

  2. eeee! eu to de 11 semanas. completei hoje.
    menina, vai ver como essas coisas melhoram tão rápido.

    beijos

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 10:19 pm

  3. E o medo de como vai ser com 2? Do primeiro mês, das adaptações, do comportamento do mais velho, da rotina da casa, das noites sem dormir… Eu quis tanto esse segundo bb, tentei por 3 anos. Depois do positivo não consegui relaxar um só dia. Quando alguém vem todo feliz, alisar a barriga e soltar o clássico, "viu, foi só relaxar" (que no meu caso foi desistir mesmo e marcar médico para colocar o DIU) eu não consigo sorrir. Sou só tensão.
    Mas o primeiro trimestre acabou, estou mega disposta, feliz e exibindo uma barriga que sei que é composta quase só por banha – mas que agora não murcho mais. E querendo que a disposição do segundo trimestre dure até o aniversário de um ano do bb!
    Beijos!

    Comentário by Dione — dezembro 3, 2012 @ 9:23 am

  4. Eu rí muito no " feliz e exibindo uma barriga que sei que é composta quase só por banha".

    hahahahaha

    Felicidades!

    Comentário by Regina — dezembro 3, 2012 @ 10:35 am

  5. ahahahhaha! tb to rindo muito da história da barriga!
    mesmo magrela, eu sempre dou uma encolhida no buxo, especialmente depois DAQUELE almoço ou quando estou com uma blusa mais coladinha.
    agora eu estufo a barriga pra todo lado. hauhauhauahuahuah!

    menina, eu tb morro de medo dessas coisas. mas se a gente deu conta com o primeiro, vai conseguir com o segundo também. especialmente por termos mais experiência, ne?

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 9:51 pm

  6. Estou grávida do (a) segundo (a) filho(a). E me sinto exatamente como você no fim do post:
    "o cansaço faz parte de mim, a indisposição com cheiros e comidas continua e, muito mais que pensar em enxoval ou nomes de criança, eu só quero saber de dormir e desconectar-me do mundo por alguns meses."
    Ah, se eu pudesse, hibernaria no começo da gravidez!!
    Ótimo texto!!

    Comentário by Silvânia Uchôa — dezembro 3, 2012 @ 10:07 am

  7. dá muita vontade de hibernar, né? socorro!
    eu estou quase terminando o primeiro trimestre e os cheiros continuam a ser um total pesadelo pra mim. na verdade, acredito que meu olfato permanecerá assim mesmo depois que o bebê nascer e estiver amamentando em livre demanda. mas até lá meu nariz já se acostumou.

    bjos

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 10:22 pm

  8. Ai, Lu. Sério? Será que vou ser assim? Por via das dúvidas, vou me preparar pra não ser uma grávida serelepe nas primeiras semanas. 🙂

    Comentário by Nana (ALouca doBebê) — dezembro 3, 2012 @ 10:28 am

  9. só não gere expectativas. vai que de repente você é do tipo serelepe sempre, né?

    bjao

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 10:22 pm

  10. Olá Luiza! Conheci este blog a pouco tempo, e já me encantei com as riquezas aqui contidas, tem muita informação, e de excelente qualidade! rs Eu já sou mãe de uma menina de 2 anos e 9 meses… E por diversas vezes e momentos pensei em ter outro bebe, afinal não existe melhor sentimento no mundo do que esse, o de ser mãe! Mas assim como você, eu também desisti de ter outro bebe quando a Yasmin nasceu. Isso mudou conforme ela crescia e vejo a necessidade tanto dela como nossa de ter outra criança para amarmos com a mesma intensidade… Confesso que este desejo tem se tornado muito frequente em meu dia a dia. Tenho sonhado com bebes, e com o segundo tão esperado… mas isso são apenas sonhos… Nossa realidade é outra, e por esse motivo não tento novamente. Ter filhos, inclui gastos e muito tempo de dedicação… Estou no começo da minha carreira como Artesã, e atolada em muito serviço… Não consigo me imaginar grávida e trabalhando tanto…. Depois o bebe nasce e terei que parar… então… é muita pressão…
    Desejo a você e sua família Muitas bençãos de Deus!
    E um forte abraço…

    Comentário by Lais Braz — dezembro 3, 2012 @ 10:43 am

  11. você está certíssima.
    eu acredito que um filho planejado tem que vir no momento em que a família sente-se pronta para tal. não basta sair dando a louca e crer que vai dar tudo certo sem ao menos ter certeza de que a hora chegou.
    mas o problema é depois acomodar-se demais a ponto de não querer começar tudo de novo. ehehhehe

    Vai com fé que o momento certo chegará.

    beijos!

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 10:24 pm

  12. Aqui também mudei inúmeras vezes de ideia, mas n depende só de mim néam… =s bom se fosse! heheh
    adorei a imagens dos dois! amor.

    Comentário by Mamãe do Otávio — dezembro 3, 2012 @ 10:44 am

  13. é fofa essa foto, né?
    quero uma parecida quando tiver dois!
    mas de ideia a gente muda sempre. quando tudo estiver de acordo, o jeito é parar de prevenir e dar brecha pra sorte. foi o que deu certo aqui em casa 😉

    bj

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 10:27 pm

  14. Com toda certeza não é a única! Eu queria mto q o primeiro trimestre acabasse e agora que acabou estou adorando ter parte da minha energia de volta, ver minha barriga crescendo e as pessoas notando isso!
    Achei q sentiria falta do primeiro tri mas não sinto, pra não dizer q não sinto falta de nada o momento do teste de gravidez positivo acho q vou sentir falta. Mas quem sabe eu não va querer um segundinho mais tarde tbm 🙂

    Comentário by Ayesha Lomaski — dezembro 3, 2012 @ 12:28 pm

  15. não, não dá saudade do primeiro trimestre.
    acho que quando as pessoas sentem falta da gravidez que tiveram, elas lembram-se especialmente do segundo trimestre, onde quase tudo são flores e barrigas.

    no fim, o saldo é sempre positivo. mas que o mal estar é ruim… ah, isso é.

    beijinho

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 10:26 pm

  16. "me vi subitamente tomada por um desejo avassalador de engravidar outra vez"

    Idem. E to assustada com isso. Me vejo pensando em nomes, decoração, pensando na Mel correndo por aí com um irmão ou irmã ao lado… Eu tbm disse (muitas vezes) que não queria mais nenhum filho. Mudei de ideia, again… E agora to aqui… embasbacada pensando num segundo… Vai entender 🙂

    Comentário by Michelle Amorim — dezembro 3, 2012 @ 12:28 pm

  17. mãe é tudo louca. ahhahaha!

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 10:28 pm

  18. Luiza, parabéns lindo post *-*
    Acho que o tempo vai nos mostrando uma forma de controlar as emoções e jájá vc estará súper ativa e querendo conectar-se ao mundo novamente rssss Felicidades

    Comentário by Érica — dezembro 3, 2012 @ 6:04 pm

  19. tipo isso. essa é a minha esperança. heheheheh!
    bjo

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 10:28 pm

  20. Ate q fim encontrei um blog de mae de segunda viagem! Hahaha…. Passei por isso que vc esta passando…
    Meu segundo filho nasce na proxima semana, e o primeiro tem dois anos e 5 meses! Hahahahaha…. Senti exatamente as mesmas coisas que vc!
    Eu vi uma ideia muito legal pra qdo o segundo nascer, e produzi. Me manda seu email pra eu te passar essa dica, quem sabe vc ate posta pras suas leitoras.
    Feliz primeiro trimestre!
    Bjos

    Comentário by Lia Lacerda — dezembro 3, 2012 @ 8:44 pm

  21. menina, se quiser eu conheço vários blogs de mães de segunda viagem maravilhosos pra te indicar.
    menina, seu filhote vai ter quase a mesma diferença do meu.
    se bem que nem tão quase assim. o benjamin deverá ter 2 e 9/ 2 e 10. vai. é uma diferença considerável. esquece. ahhahah
    me manda email pro potencialgestante@gmail.com?
    fiquei curiosa

    beijos

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 10:30 pm

  22. eu sei que o seu ganha pão é com publicidade, mas atente até que ponto ela interfere no seu jeito de escrever, te acompanho tem quase 2 anos, e notei a diferença, antes vc era mais espontanea, mostrava mais seus medos. eu sei que deve ser duro escancarar suas fraquezas aqui, com tanta gnt olhando, mas e me sentia proxima, já que eu não tenho amigas com filhos e os blogs sobre maternidade são com um refugio pra mim. não deixarei de te acompanhar, mas percebi as mudanças.

    Comentário by Ana — dezembro 3, 2012 @ 9:24 pm

  23. Oi, Ana, obrigada pelo feedback. Acho importante saber a opinião das leitoras e saiba que acho muito válido ouvir o que você tem a me dizer.

    Sim, eu posso ter mudado um pouco meu jeito de escrever e me expressar, mas isso não diz respeito única e exclusivamente à publicidade.
    Veja bem, muitas coisas mudaram de 2 anos para cá.
    Naquela época meu blog era acessado muito mais por amigos e conhecidos. Hoje em dia eu não conheço boa parte de quem tem acesso não apenas ao blog mas a muitas das minha emoções e sentimentos aqui expostos.
    Claro que eu não posso mais me valer do blog como um diário, porque a exposição é muito maior e eu preciso me resguardar em certas coisas.
    E também o meu filho vem crescendo e logo terá um novo serzinho por aí. Muito em breve ele tomará consciência de que eu falo da vida dele para milhares de pessoas lerem.
    Enfim, eu tenho muito a preservar, mas acredito que ainda assim posso gerar um conteúdo bom e relevante da mesma maneira.
    Você me entende, não é?

    Mais uma vez, obrigada pelo retorno.

    Beijos

    Comentário by luíza diener — dezembro 3, 2012 @ 9:48 pm

  24. Que delícia Luíza!
    Também me pego planejando quatro filhos antes dos 30, coisa bem normal…. 😉
    Só que com o Lorenzo de 19 meses, não consigo imaginar um RN. Tipo loucura. Medo que o segundo seja "ogrinho" como o 1o… Vamos ver se passa e esperar tem pique para novos bebês!

    Beijo

    Comentário by Marina — dezembro 4, 2012 @ 9:28 am

  25. Oi Luíza!!! Acompanho seu blog há tempos haja vista as semelhanças da cria… minha Sofia está com 2 anos e 2 meses e tb estou grávida de (acho) 1 mês… parei de tomar anticoncep. no mês passado e veio a dor no bico do peito e um enjoo de cheiros fortes… fui na farmácia, sem acreditar numa possível gravidez (demorei 7 meses para engravidar da Sofia) e eis que deu positivo. Fiz exame de sangue e tb deu positivo! Agora, marquei médica para ver como estamos…rs… Tb estou um pouco assustada de como será a logística aqui de casa com o segundo filho.As coisas estão tão redondinhas só com a Sofia… mas, com ceretza o segunda virá para somar, me enlouquecer um pouquinho mais…rs…

    Comentário by Izabela — dezembro 4, 2012 @ 8:17 pm

  26. Olá, acabei de conhecer o blog e achei o máximo encontrar marinheiras de segunda viagem!!! Tenho uma filha de 2 anos e 7 meses e estou no sexto mês de gravidez….só descobri a dois meses atrás!!!!!!!!! Ainda estou me acostumando com a ideia. Em nenhuma das duas gravidez tive essas coisas do primeiro trimestre (o que me deixa muito feliz!) mas realmente no segundo trimestre parece que somos tomadas por uma força que nos faz achar que vamos conquistar o mundo….bom saber que isso não é só comigo…..espero que aqui seja um lugar para me sentir um pouquinho entre iguais pois também não tenho amigas nesta mesma fase que eu , já estava me sentindo meio ET vivendo as emoções de ser mãe de uma criança de dois anos (que dizem os entendidos ser a idade da adolescência da criança) e todas aquelas emoções que só quem tá grávida sabe!!!!!!!!!

    Comentário by Raquel S Furtado — dezembro 4, 2012 @ 11:08 pm

  27. Coisas doidas esses hormônios né!!
    Pois minha filha tem 14 meses e eu sinto como se tivesse um anjinho do mal e um do bem, um em cada ombro. Um faz sonhar com o barrigão e outro me puxa pra minha conturbada realidade de uma garotinha incansável. Resultado: A razão fala mais alto, vamos esperar mais 1 ano, pelo menos, pra pensar em mais um baby.
    Beijos..

    Comentário by Adriane — dezembro 5, 2012 @ 1:38 am

  28. ou 3 de uma vez só, já pensou ? meu marido tem dois irmãos que são gêmeos com ele. 3 numa só barriga. Quando engravidei meu marido sonhava com 3, ainda bem que veio só uma. Ufa!!

    Comentário by Thais — dezembro 7, 2012 @ 1:48 pm

  29. Também sempre sonhei em ter 3 filhos. Já tenho a Luiza (3 anos e 5 meses) e a Julia ( 9 meses), e em nenhum momento entre a primeira e a segunda gestação eu tive dúvidas, mas preciso confessar que na segunda ficamos muito mais cansadas afinal o primeiro está aí precisando de nós. como sempre trabalhei o dia todo, chegava em casa e queria dar toda a atenção possível. Mas depois que a segunda nasceu eu, pelo menos nesse momento, mudei completamente de ideia, desisti do terceiro pelos seguintes motivos: Aqui em Brasília somos só eu e meu marido, elas já vão para escolinha integral assim que minha licença acaba, trabalhar o dia todo e ter duas crianças pra dar atenção ficou bem cansativo (inclusive acabo de pedir demissão para ficar com elas por um tempo pois a vida estava uma loucura), a nossa vida como casal ainda está bem bagunçada e é preciso muita cumplicidade para que não haja problemas conjugais (graças a Deus somos muito unidos) fora o lado financeiro que deve ser levado em conta, para caber mais um aqui temos que de cara mudar de apartamento e de carro. Como já disse a vida muda muito com dois, mas a casa barulhenta, animada cheia de brinquedos espalhados e mais uma vida deixa tudo muito mais maravilhoso, não nos arrependemos e somos muitos felizes e continuo com vontade de casa cheia mas HOJE não acho que seja possível eu ter o terceiro. Essa foi a minha experiência ae como vc disse podemos mudar né? Beijo, parabéns pelo blog e uma excelente gestação.

    Comentário by Paula — dezembro 9, 2012 @ 12:18 pm

  30. O q é essa foto???? Quero ter o segundo depois de ver essa foto 🙂

    Tb quero muito ter 3!! Mas o problema são esses mal estar.

    Tomara q passe logo!

    Comentário by Vívian — dezembro 9, 2012 @ 3:31 pm

  31. Olá, Luíza!Estou na segunda gestação, pretendo chamá-lo Benjamin. Além do nome do bebe, percebi que temos outras afinidades… Sempre desejei ter 3 filhos e o meu primeiro filho se chama David e está com 2 anos e um mes. Bjinhos…

    Comentário by Daniele — junho 2, 2013 @ 8:29 pm

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment

*