potencial paterno em: o medo do homem

74214446

Olha que escrever sobre isso dá até frio na barriga, mas lá vou eu.
Desde quando namorávamos, a Luíza sempre falou em ter filhos. Sempre achei uma gracinha e tal, dava risada, brincava junto, mas quando casamos o negócio tomou mais forma – igual bolo com fermento – aí comecei a ficar ressabiado. Quando ela falava em filhos eu murchava todo. “Que foi? ficou triste?” Ela perguntava. Na minha cabeça passavam mil coisas, do tipo: Putes! Mas e aquela viagem para exterior? Danou-se!
E a liberdade de ir dormir meia noite, uma ou duas de madrugada? E o principal: Dinheiro.
Homem morre de medo de faltar dinheiro, né? Parafraseando o Tom Jobim: Ter muito dinheiro é bom, mas é uma merda; e ter pouco dinheiro é uma merda, mas é bom. Tento enfiar na minha cabeça que dinheiro não é tudo e que meu filho vai lembrar mais da minha presença do que da minha conta bancária.
Até pode parecer um pouco pessimista este post, mas na verdade é um medo muito comum, porem não estático. É um tipo de medo que vai e às vezes volta. Descobri que o medo vai embora quando passo uma tarde com meu sobrinho Henri ou vou comprar balinhas nas Americanas com a minha sobrinha Aurora[bb] ou quando recebo um abração de tamanduá da Ciça no encontro das mães blogueiras.

Dica para mulherada: Eu li um livro que tá me deixando muito mais tranqüilo no que diz respeito a essa aventura na paternidade, eis o livro:

cover-135883-600

Vale a pena para os pais de primeira viagem e para as futuras mamães que querem despertar no maridão o potencial paterno.

Related Posts with Thumbnails

20 comments

  1. Hilan, tava lendo o texto, achando muito legal vc abrir o jogo assim, até ler que o abraço da Ciça contribuiu para dissipar um pouco este medo (que é natural e nós, mulheres, também sentimos). Fico muito feliz com isso!!
    beijos para vcs.

  2. Hilan, sabe o que minha mae me disse quando eu reclamei desses mesmos medos?
    "-Por acaso vc foi programada pra nascer? Nao, vc veio e nos vivemos e vc venceu…" E a maioria dos babies nao sao…
    Claro, sempre ha o stress e o medo e a falta do dinheiro em algum momento, mas na verdade, esse momento nunca serao certo, sempre aparecera uma desculpa pra nao engravidar agora..
    Como tudo tem sua hora e dia, quando vcs engravidarem, sera a maior alegria da vida de casados de vcs..
    To torcendo bastante aqui..
    bjinhos

  3. Que lindo, Hilan!!!
    É isso mesmo, esse medo vai e volta e também faz parte do imaginário feminino… mas quando vem aquela carinha, aquelo sorriso logo pela manhã, ah… paga tudo!!! A gente até esquece que a babá custa caro, come tudo da casa da gente e que ainda fica dando pitaco na nossa educação…

  4. Fala, Bob Hilan!
    Aqui é Cícero. Achei muito interessante o que você e Luíza estão fazendo.
    Como pai recente e de primeira viagem, o que posso dizer é que tudo é muito mais tranquilo do que imaginamos.
    Claro que é dedicação integral à minha pequena de 4 meses. Mas vejo que não se torna uma obrigação cuidar daquela sapeca pequena e fofa, é como uma missão divertida em que eu sou o responsável. A preocupação financeira sempre vem. E a cada dia eu percebo que existem vários anzóis e suas iscas querendo alimentar minha preocupação. Mas não. Sem desespero. O lado financeiro tem sido uma questão de prioridades e disciplina. Soa até como amadurecimento. Tirando o dinheiro, o resto é carinho e diversão.

  5. Concordo com o Cícero acima…
    Eu sempre tive muito medo de ser mãe. Não me achava capaz de gerar, educar, cuidar.
    Mas aconteceu! E é tudo tão diferente, um diferente gostoso. A gente não perde nada, só ganha.
    A família cresce, o amor cresce, o companheirismo cresce, a paciência cresce!
    E quando se trata de dinheiro, os pequenos só começam a custar caro depois dos 2 anos de idade…
    Não ha nada mais gostoso do que ver todo o seu esforço se transformando numa pessoínha íntegra. Um sorriso, um agradecimento, um EU TE AMO… nada se compara. E ainda temos uma puta oportunidade de resgate do NOSSO passado, já que podemos ver as coisas de outro ângulo quando nós somos os pais.
    Espero que vocês possam curtir muito, viver muito… Viage logo para o exterior!!!!
    =D
    e venham para a fraternidade dos papais e mamães.
    meu sonho é ter um clã.
    abraços,
    flora – AKA mãe da Helena.

  6. To rindo a toa por aqui !!!! Meu marido quase enfartou quando descobrimos que eu estava gravida…. e não era pra menos heheheheeheh eu descobri quando faltava 1 semana para fechar os 6 meses!!!! Sempre fui gordinha e nossa princesinha ficou bem quietinha (quietinha nada… ela se mexia a todo momento e eu achava que eram gazes hhahahahhaahha) durante todo esse tempo!!!
    Mas tudo deu certo, conseguimos tirar leite de pedra rsrsrsrsrs e tudo teve um final SUPER FELIZ !!! Somos a familia mais realizada desse mundo e ela veio no hora mais perfeita que poderia existir na nossa vida!!! Medo é nomal e todo mundo tem, fique tranquilo, tu nao é o unico e nem vai ser o ultimo a passar por isso !!!! Um grande abraço !!!

  7. Ah… eu vou ser pai de primeira viagem… a gravidez não foi esperada, mas fiquei mto feliz… amo minha namorada/noiva mais do que qualquer coisa e ela retribui em dobro… rs

    Estamos parcialmente tranquilos… =D

  8. Hilan,
    eu e a Ju estamos planejando ter um bebê ano que vem. O que mais vem a nossa cabeça são as viagens!!!! Sei que vou continuar viajando, mas vai ser diferente. Então estamos planejando para ano que vem a nossa última viagem antes de ter filho. Queremos ir para um lugar foda que não dá para ir com filho. Tipo índia, camboja, amazônia,ficar 30 dias viajando. Se Deus permitir…
    Eu não tenho filho, mas a gente tem mania de sempre pensar no que vai perder quando tiver um. Mas acontece que a gente deve ganhar muito mais do que a gente vai abrir mão. Algo tão importante sempre gera medo. Mas medo é apenas para fazer a gente ter cautela, não para paralisar, né?

  9. Hilan, sou fã de vcs! Adoro a maneira que vcs 2 lidam, e escrevem as coisas. É a realidade! e de um jeito bem divertido 😉 eu estou vivendo esse "problema" aqui em casa , o medo do futuro pai… Já havia conversado com meu marido a respeito de ter filhos agora e tínhamos concordado em uma data para começar a tentar, já que estamos juntos a muitoooooo tempo, tenho um monte de sobrinhas ( já exerci td meu lado maternal com elas) e não sou mais nenhuma garotinha ( faço 31 mes que vem, e ele 33) e tínhamos acertado tudo, inclusive vamos viajar agora, como se fosse uma 'despedida" … Mas de uns tempo pra cá ele tá querendo adiar MAIS uma vez a idéia… e Tudo pelo famoso DINHEIRO, a tão sonhada estabilidade financeira! ( juro que se escutar mais um vez essa palavra não me responsabilizo pelos meu atos!) Fico até com medo de voltar a falar no assunto e ele querer adiar ainda mais a idéia… A verdade é que o casal tem que chegar a um denominador comum, um caminho intermediário que seja confortável para ambos, correto? Mas como explicar isso pra uma pessoa que simplesmente não quer ceder? Adorei a idéia do livro e vou dar de presente pro maridão cabeça dura… Vai que…
    Enfim, parabéns pelos posts, pelos comentários hilários e por compartilhar essa vida familiar com a gente!

      1. Hilan! Vim aqui ler o post de novo… e relembrar que tudo passa! 🙂 Estamos tentando oficialmente e marido está empenhadíssimo, empoderadíssimo e sem o medo aterrorizante de antes 🙂 Ri muito com esse meu comentário, chorando as mágoas com vocês do medo do marido… rs

  10. Eu estou lendo vários blogs a respeito de paternidade, pois serei pai daqui 3 meses e essa insegurança me assola, acelerei pra comprar um carro ( tinha uma moto linda e tive que desfazer kk ), e descobri essa semana que vem uma menina ai, e não o sonhado e esperado garotão do pai, então minha insegurança aumentou, e eu to passando essa fragilidade pra minha esposa, na hora que eu deveria ser a fortaleza, vem preocupação financeira, aquele medo "será que vou dar conta?", então me afogo nos posts dos pais que cooperam muito e me confortam. Valeu Hilan

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *