pra não esquecer nunca na vida – parte II

mês passado escrevi aqui o tamanho do milagre que é gerar uma criança, contando minha própria história.

pois bem, minha mãe leu o texto semana passada e deixou um comentário tão lindo que eu decidi transformar em post.

fiquem agora com o relato da vovó:

“Oi minha flôr do amor, minha Luluzinha, minha filhotinha linda, minha caçula querida !

Só hoje vim aqui e vi o seu lindo texto. Essa emoção eu senti quando você me contou que estava grávida. Todas as lembranças do problema de saúde que você tinha, e não sabia, me vieram à mente.
Minha querida, não foram meses, foram por volta de uns 3 anos.

Preocupada que estava com o seu desenvolvimento, levei-a à ginecologista para que a examinasse. No exame clínico cogitou-se de útero infantil, o que veio a ser confirmado através da primeira ecografia. Meu coração se encheu de inquietação, pois desde sempre eu a ouvira sonhar com seus futuros filhotes. Que dor! O que eu tinha de melhor a fazer do que levá-la ao Trono do Nosso Poderoso Pai, ao Nosso Bondoso Deus? Eu que já orava por esta Lulu desde que ela estava na minha barriga, desde que soube que seria mãe pela terceira vez, desde antes de saber que ela era a linda lourinha que iria nascer meses depois?

Um ano mais tarde, nova consulta com a ginecologista, nova ecografia. Desta vez com um médico diferente e com um diagnóstico ainda mais triste. Agenesia uterina – ausência de útero, e a recomendação do radiologista: conciliar com a clínica. Voltamos na ginecologista com a ultrassonografia, mais uma consulta, e quase nada se apalpava. O que deveria ser seu útero parecia uma pequena massa.

Continuamos orando, eu, seu pai, suas irmãs, seus avós, tios, e os amigos “mais chegados que irmãos” – os amigos de oração. Como você bem disse, nem sabemos quais foram e por quanto tempo estiveram diante de Deus pedindo por você. Até eu pensei que, se ainda tivesse útero, também o poderia emprestar para gerar o seu bebê. Daí eu comecei a pedir a Deus que, caso não fosse da vontade dele lhe curar, que, pelo menos, desenvolvesse muito bem as suas características femininas.  Aguardávamos com paciência e orações.

Daí você, que se sentia tão menina entre suas irmãs e suas amigas mocinhas, me pediu para ir à endocrinologista que, dentre tantos outros exames, solicitou mais uma ultrassonografia, desta vez com um especialista em adolescência. Qual não foi a nossa alegria quando pudemos constatar que lá estava o seu útero, direitinho. Para mim significava muito mais que um útero. Significava o seu potencial em gerar uma vida, a concretização da esperança que depositamos nas mãos do Nosso Pai do Céu! Foi quando contei pra você tudo o que vinha acontecendo, e a importância daquele resultado. A emoção e gratidão que senti naquele dia foi enorme! Uma espécie de alegria profética, substanciada, agora, no nosso querido bebezinho que está morando na sua barriga, que logo estará entre nós, e que me transformará numa avó ainda mais feliz!

Minha querida, quando eu estava esperando sua mana Marta, uma amiga, bem mais velha, me disse uma coisa que eu nunca me esqueci. Que o nascimento do primeiro filho era a maior alegria que poderia acontecer na vida de um casal, depois do nosso encontro com Cristo. Quero deixar esse pensamento com você e com o meu querido genrinho Hilan, mas com uma ressalva. É realmente uma emoção muito grande, a de sermos mãe pela primeira vez (e pai, para os homens), porque nunca experimentamos tal emoção, mas ela se repete na mesma intensidade, cada vez que colocamos mais uma vida preciosa neste mundo de Deus. Chorei quando vi Martinha pela primeira vez, toda lambuzadinha. Chorei do mesmo jeitinho quando vi a Laurinha, e chorei quando conheci você, do mesmíssimo jeitinho.

Vamos “pirar”, todos juntos, quando a pessoinha linda que está em você vier pra gente! Vai ser muito bom.

Amo muito você minha Lulu querida, minha princesa, filhotis linda.

Eu também dedico este texto e o bebê de vocês ao Nosso Pai.

Beijinhos da Mamy Daisy”

com uma mãe dessa, quem precisa de mais na vida?

Related Posts with Thumbnails

34 comments

  1. Que lindo. No dia das mulheres que linda declaração do Ser mulher… ser mãe, gerar vidas.. cuidar destas vidas.. dar emoção a vida… acima de tudo, orarmos pela vida. Parabéns pela mamãe..a minha já tem 72 anos, a mimamos muito, mesmo eu estando longe dela.

  2. Que lindo Luiza, essas coisas de mãe me emocionam muito pq elas estao entre as coisas mais lindas e essenciais em nossas vidas e vendo a sua falar assim me deu uma saudade da minha…curta muito essa sua maezinha, aproveite cada sugundo qdo estiver ao lado dela e dê muiiiitos beijinhos e muitos abraços pq é bom demais!!!

  3. Puxa, o texto da sua mãe ficou lindo. Gostei muito de ler e lembrei bastante da minha mãe, que morando noutra cidade e estado não pode acompanhar a minha gestação e tão pouco tem podido curtir de perto o netinho querido, mas que assim mesmo, a distância, aconchega-nos em suas orações e está compartilhando do nosso amor em pensamentos, posts e fotografias.
    Muito bacana essa declaração de vocês duas, viu! Seu texto e o comentário da sua mãe. Parabéns.
    Abraços, Tiffany

  4. Ouuunnn, morri de chorar! Lindo demais! Que delícia de avó vai ter esse bebêzinho, hein!
    Parabéns pelo dia da mulher, e pelo maior privilégio do mundo que é carregar uma vidinha dentro de vc!

    Beijosssssssssssssssss! Adoro vc, guria!

  5. Lulu querida,
    Quer lindo ! Muito obrigada pela homenagem, pelo amor, pelo carinho, pela foto linda, e, principalmente,
    pela(o) netinha(o). Que o nosso Bom Deus continue lhe abençoando.
    Mamy

  6. eu senti a benção do Senhor nas palavras que acabei de ler. E sinto uma alegria maior ainda com a minha gravidez! Muito obrigada por compartilhar essa história tão linda de fé, coragem, persistencia e amor!

  7. I not to mention my friends ended up studying the excellent tips from the blog and then I got a horrible suspicion I had not thanked the web site owner for those secrets. The men ended up absolutely joyful to study all of them and already have sincerely been loving those things. Many thanks for genuinely considerably kind and then for utilizing these kinds of smart issues millions of individuals are really needing to be informed on. My honest apologies for not saying thanks to you earlier.

  8. Nossa, não consegui conter as minhas lágrimas… Tbm estou esperando meu primeiro Bebê, não tive o mesmo problema que vc, mas orava todos os dias pro Papai do Céu me dar a benção de ter um bebê dentro de mim.. e ele me atendeu…
    Obrigada por compartilhar conosco essas lindas palavras, é possivel sentir o amor nelas contidas…
    Que Deus abençoe sua gestação e seu bebê…
    Super BeijO

  9. Attractive section of content. I just stumbled upon your weblog and in accession capital to assert that I get in fact enjoyed account your website articles. Anyway I’ll be subscribing to your augment and even I achievement you access consistently rapidly. buy wine new york

  10. nossa que emocionante!!Mt lindo,essa sua historia,me fez querer mais ainda ser mãe.Não vejo a hora do meu bebezinho nascer e poder dar a ele todo o amor do mundo.bjim

  11. Eu venho aqui varias vezs ler o que vc escreve e quase nunca comento, mais nao poderia deixar hj, nesse texto lindissimo do que é o poder da oração de uma mãe e da vontade de Deus. que ele continue abençoando vc e sua familia, hj e sempre, abraço!!!!

  12. Chorei de emoção ao ler o primeiro texto e especialmente ao ler este segundo.
    Que Deus maravilhoso nós temos. A sua graça nos surpreende em todo o cuidado e amor que Ele tem conosco.
    Agradeço a Deus hoje pela oportunidade de ler esse testemunho.
    Realmente a vida é sempre um milagre, um presente do nosso Pai amoroso.
    Parabéns pela mãe e pelo pai que vocês são. Que Jesus continue conduzindo a família de vocês rumo às intenções e propósitos Dele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *