receita da meia noite

eu não me aguentei. já é meia noite mas eu fiquei com a imagem do benjamin jantando.

hoje ele resolveu comer bem mesmo. mesmo reclamando, mesmo morrendo de sono e mesmo que fosse uma papinha fora do convencional.

a pediatra liberou pra ele fazer de 2 a 3 refeições diferentes por semana e eu resolvi fazer logo.
por isso vou logo dar a receita que inventei hoje e deu super certo:

purê de mandioca com frango orgânico e alecrim

e fim. a receita é essa.
mas tá, mesmo que tenha sido tudo inventado, feito no olhão e sem nenhuma medida correta, vou tentar narrar a ordem dos fatores.

ingredientes

  • mandioca amarela descascada e em pedaços médios (não confunda mandioca amarela com mandioquinha, porque são diferentes)
    ah, a mandioca amarela pode ser substituída pela mandioca comum, mas na minha opinião não fica tão macia;
  • um bom pedaço de frango orgânico (pode ser qualquer parte. eu usei a sobrecoxa que é saborosa e não tão seca (e cara) quanto o peito);
  • cebola picadinha;
  • alecrim a gosto;
  • azeite de oliva extra virgem (opcional);
  • leite da mamãe pra dar liga (é o seu mesmo, mulher!).

a proporção mandioca-frango eu fiz 3 pra 1, respectivamente.

modo de preparo

  1. tempere o frango com um pouco de cebola picadinha e alecrim. use o alecrim em galhinhos pequenos. não deixe muito pequeno pra você poder tirar depois;
  2. refogue o frango em uma panela de pressão (sem tampa, ok?) com um pouco de azeite extra virgem ou óleo de canola. eu usei o azeite direto, porque o benjamin não gosta do gosto dele puro;
  3. acrescente a mandioca em pedaços, refogue mais um minutinho e acrescente água o suficiente pra cobrir tudo e mais um pouco. retire os talinhos de alecrim;
  4. tampe a panela de pressão e deixe cozinhar por mais ou menos 15 minutos ou quando você ver que a mandioca está bem macia, desmanchando;
  5. retire a pressão e separe o frango da mandioca;
  6. desmanche o frango e bata com o mixer até ficar bem pequenininho;
  7. amasse a mandioca no espremedor de batatas ou com a ajuda de um garfo mesmo. não se esqueça de tirar o fiapo duro que fica no meio da mandioca;
  8. se seu filho aceitar bem o gosto do azeite, acrescente uma colherzinha de café de azeite extra virgem (não mais que isso, porque já tem a gordura do próprio frango). mexa bem;
  9. acrescente o leite materno. como você vai fazer isso é critério seu. eu botei o peitão pra fora no meio da cozinha e o filhote ficou olhando do cadeirão com aquele olhão arregalado e começou a pedir pra mamar. ahahahahah!
    o leite deve ser o suficiente pra dar liga, igual quando você faz purê pra gente grande;
  10. se você vai levar o purê ao fogo ou não, é critério seu também. eu não levei porque, depois de ordenhar em cima da comida do bebê, ele ficou apavorado (não sei se chocado com a cena ou de fome mesmo) e não deu mais pra fazer firulas. além do que, a comida ia ficar muito quente e demoraria a esfriar;
  11. misture o franguinho maravilhoso com muito carinho e voilá! sirva ao filhote.

mas se mesmo depois de todo esse trabalho seu filho fechar a cara (e a boca) na primeira colherada, não chore. nem insista pra ele comer. coma você, sem nojinho. fica uma delícia!

foto meramente ilustrativa. tinha foto dele lambuzado da cabeça aos pés (literalmente) com mandioca entrando no ouvido, no nariz, no olho e saindo pela boca.

porque benjamin rima com aipim, com alecrim e com.. franguim?

Related Posts with Thumbnails

12 comments

  1. mandioca+frango = duas coisas que a Giulia adora!!

    acho que vou testar a receita.

    concordo que seja inusitada, mas esses tempos vi a notícia de uma mulher que fazia brownies com LM pra vender e era um sucesso.

    imagina misturar nas receitas dos filhotes? já é uma coisa que eles adoram, mesmo…. rsrsrs

    o problema pra eu fazer a receita pra minha filhotinha é que ela já não aceita muita coisa amassada, tem que ser pedacinhos, mesmo… e, depois de comer um pedacinho de carne, ela só quer comer a carne.

    então, quando vou dar frango ou peixe pra ela, dou primeiro o arroz com feijão (ela AMA arroz com feijão) e os legumezinhos e, só depois, a carne.

    ng merece, né? minha filha é carnívora. rsrsrs

    bjo

  2. Hummm pqp até eu fiquei com vontade de comer essa papinha, sim pq todas as papinhas do Nicolas passam por um rigoroso controle de qualidade (meu) rs.
    Mó delícia comer papinha fresca ADOOOOOOOOOOORO

    Tem um pé enorme de alecrim no meu quintal q tá virando até mato rs.. mas frango orgânico não tem aqui não, vou ter q usar o 'frango original'. E essa da 'mandioca amarela', nunca ouvi falar 🙁

    O Nicolas raramente come a noite, mas as vezes dá dessas, ele toma o banhinho dele, mama pra cacete. pede pra ir pro seu cantinho (se joga pra trás), geralmente qdo ele se joga pra trás ele dorme instantaneamente.

    Mas tem dia q ele faz isso, daí se vira pro lado, se vira pro outro, bota a bundinha pra cima, beija o travesseiro, começa a bater a cabeça na cabeceira da cama e começa falar: papa papapa aaapapapaappaapaa desenfreadamente. Enquanto a gente não dá comida pra ele, ele não pára, chega a ser engraçado (a mãe de merda aqui acha engraçado qdo o filho tá com fome) rs.

  3. Nem eu que não tenho filho ainda, fiquei com vontade de testar a receita! Mas só não vou poder colocar leite materno, pq ainda não tenho…:( ….rsrsrs Bjus!!!!!!

  4. Tenho vááárias receitas com LM, mas ainda não testei porque tenho dificuldade de ordenhar. O povo está achando estranho porque não é comum no Brasil, mas na Europa (e nos EUA), isso é mais que normal.
    Beijos

  5. Lu, adorei a receita! Mas procura saber sobre Cálcio x Ferro.

    O cálcio presente no leite prejudica a absorção do ferro presente na carne do frango.
    Lembro disso pois o pediatra da minha prima dizia pra que ela não amamentasse próximo ao horário das papinhas, caso as mesmas tivessem alguma fonte de ferro, pois a absorção do mesmo era prejudicada pelo cálcio do leite.

    Dá um google e vê o que vc acha. :~

    Beijos pra ti, e no fofo do Benji! :*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *