05 de março

Assaduras

por luíza diener


se tem uma coisa que dói no coração de qualquer pai ou mãe é, na hora de trocar a fralda, deparar-se com um bumbunzinho vermelho.

várias coisas podem ocasionar uma assadura, como por exemplo: calor, umidade, alergia alimentar ou de contato, fungos, bactérias, dentes nascendo (é o que dizem. e o que acontece por aqui), exposição prolongada ao contato com urina e fezes, dentre outros.

mas também há algumas coisas básicas a se fazer para prevenir que elas aconteçam:

  • troque regularmente a fralda do seu bebê, especial e imediatamente após cada cocô;
  • limpe sempre com algodão e água e, em casos de muita fedência sujeira, lave com água e sabão neutro. deixe os lencinhos pra quando for sair (ou nem isso);
  • permita que a pele do bumbum do bebê respire. quando puder, após cada troca, deixe o bumbum ventilar bastante (o máximo de tempo possível) e só recoloque uma fralda limpa depois que a pele já estiver sequinha;
  • use fraldas de boa qualidade, quer sejam descartáveis ou de pano (se forem de pano, atente pra que elas sempre estejam bem limpas, secas e livres de resíduos de sabão ou qualquer outro produto);
  • se não for possível seguir todas as dicas acima (ou se seu bebê é do tipo que assa fácil), não se esqueça de usar uma boa pomada ou creme antiassadura.

assou, e agora?
não se desespere. assaduras são comuns em bebês e crianças que ainda usam fraldas.
por isso tente seguir as orientações abaixo:

  • suspenda os lenços umedecidos e faça a limpeza apenas com água e algodão, ou com somente água (eu sou radical e suspendo o sabão, inclusive);
  • aumente a frequência de troca das fraldas;
  • deixe o bumbum do bebê respirar livremente e, se conseguir, coloque para pegar um solzinho (mas cuidado! apenas o sol até às 10h da manhã e depois das 16h da tarde!);
  • observe se existe a possibilidade das assaduras terem ocorrido em decorrência de algo que o bebê comeu ou mesmo você (se ele ainda mamar no peito);
  • tente usar outra marca de fralda. de repente ele pode ter alergia a alguma específica (fraldas de pano ajudam muito nessas horas);
  • use uma pomada das boas (mas cuidado com as que contêm medicamento! somente um médico pode indicá-las!);
  • atente para ver se a assadura melhora ou piora. se notar que está piorando e o neném está irritado, inapetente e até mesmo com febre, pode ser que seja dente ou algo além. ligue para o pediatra.

claro que muitas outras dicas poderiam entrar aí. essas são apenas algumas básicas para marinheiros de primeira viagem.

bem, quem acompanha o blog há mais tempo sabe que bepantol baby é a única pomada que funciona pro benjoca baby alérgico naqueles momentos críticos. e quem usa bepantol sabe na prática que eu nem preciso escrever muito, porque é um daqueles produtos que fala por si.

mas se você nunca usou, agora você pode receber uma amostra em sua casa.

é só entrar no site www.cegonhasexpress.com.br, preencher o cadastro e solicitar a sua amostra.

por que estão fazendo isso?
ah, deixa eu te contar uma historinha:

a cegonha atrapalhada, em um de seus voos, deixou cair a Bepantol Baby e acabou entregando alguns bebês sem creme antiassadura. o seu veio sem? então peça a sua amostra, ué.

a minha já chegou e já acabou.

peça também a sua clicando aqui!

e ainda tem mais! haverá uma segunda fase desta campanha onde todas as mães que se inscreveram no site poderão dar seu depoimento ao responder à pergunta “por que não posso ficar sem Bepantol® Baby?”.

a dona do depoimento mais criativo irá participar, junto com seu(s) bebê(s), do novo filme da cegonha atrapalhada, sendo que a produção virará filme para TV.
demais, né?

categorias: Tags:, , , , , , , , , , , , fraldas e trocas, publicidade

assine nosso feed ou receba por email
21 de dezembro

troca de fraldas – parte I

por luíza diener

visto que as duas coisas que mais fazem parte do dia a dia de mães de bebês pequenos são amamentar e trocar fraldas, vou agora deixar de falar um pouco sobre amamentação e falar sobre a hora do cocô (que hora mais feliz!).

vou dividir o assunto em três posts: fraldas descartáveis, lenços umedecidos e algodões e pomadas, o tema de hoje.

pomadas para assaduras:

1. hipoglós (tradicional e amêndoas):

testei as duas, mas não vi muita diferença exceto pelo cheiro e facilidade de remoção.

prós: embalagem plástica com aquela tampinha fácil de abrir e fechar (vou chamar de flip flop) e em tamanhos diferentes: o prático (45g), que é pequenino e dá pra levar na bolsa, o trocador (90g) – que é maior e ideal para as trocas do dia a dia – e o megaeconômico (135g, somente na hipoglós tradicional) - que é gigantão e acaba saindo mais barato.
a hipoglós amêndoas tem um cheirinho um milhão de vezes melhor que a tradicional.

contras: mesmo que aleguem ser para a proteção do bebê, a pomada é um c* de sair (especialmente no próprio ânus) e também de passar (é grossa e não rende). faz uma argamassa junto com o cocô e pra sair direito tem que esfregar tanto o bebê que acaba por machucar a pele dele. a hipoglós amêndoas ainda é um pouquinho melhor pra sair, mas usei ela por mais de um dia tentando tratar uma assadura do benjamin e ao invés de melhorar, apenas piorou.

preço médio*: tradicional: ±R$ 0,11/g. preço por embalagem: tamanho prático (45g): R$ 6,00, trocador (90g): R$ 10,00 e megaeconômico (130g): R$ 14,00;
amêndoas: ± R$ 0,22/g. preço por embalagem: tamanho prático (40g): R$ 9,00, trocador (80g): R$ 16,00

conclusão: apesar de ainda ser a predileta da galera old school (coisa que eu discordo totalmente), eu quero distância dessa daí. aqui em casa eu não compro nunca mais.

2. dermodex prevent:

prós: super cheirosa e facílima de passar e espalhar. rende que é uma beleza. aqui em casa dura uma eternidade. também tem uma embalagem plástica e com tampa super prática flip flop.

contras: não é tão fácil de sair, apesar de ser bem melhor que a hipoglós. quando o assunto é proteger das assaduras, ainda deixa bastante a desejar, visto que o benjamin sempre assa quando usamos ela.

preço médio*: R$ 0,22/g. a embalagem com 45 g sai por R$ 10,00

conclusão: compensa pelo rendimento e cheirinho, mas nem sempre protege como deveria. uma vez que o bebê assa, o negócio é apelar para outra que trate realmente a assadura.


3. bepantol:

testei apenas a pomada, mas existe também uma loção, a qual não me arrisquei ainda.

prós: excelente tanto em proteção quanto em tratamento. na hora que você passa ela fica transparente, mas isso não quer dizer que não esteja ali protegendo. sai que é uma beleza, não precisa nem fazer força. faz uma película suave e não deixa o cocô grudar na pele do nenê.

contras: a embalagem é de metal e a tampa é de rosca. toda vez que vai trocar tem que desenroscar aquela coisa e apertar com cuidado senão marca a embalagem e pode comprometer o rendimento. quando chega ao fim, tem que ficar espremendo de tudo que é canto. além disso é pequena (contém 30 g), então tem que comprar o tempo todo, ou fazer um estoque grande (haja grana!).

preço médio*: R$ 0,40/g. a embalagem com 30 g sai por R$ 12,00

conclusão: se você procura apenas tratamento e proteção, já achou sua pomada. é a que ganha disparado. se o filhote está com outra pomada e ameaça assar, corremos pra bepantol e funciona quase magicamente. mas tem um rendimento ruim e é cara se comparada às outras. se o problema for a tampa, você pode fazer como eu: troque a tampa normal pela da hipoglós ou da dermodex.

4. calêndula babycreme, da weleda:

prós: tem cheiro suave e neutro. vem em embalagem de 75g, o que significa que você não precisa comprar um monte de mini pomadinhas. fácil de espalhar (quando o bumbum está bem limpinho, sem resíduos) e de bom rendimento.

contras: apesar de não ser terrível, ainda deixa a desejar tanto na prevenção quanto no tratamento. a tal da embalagem metálica (que eu odeio com todas as forças) e a tampa de rosca são o fraco desta pomada. e essa não dá pra adaptar porque o bocal da tampa é mais largo que o normal. a pomada é meio grossa e um pouco difícil de espalhar se você tiver usado lenço umedecido antes. neste caso, parece que a coisa simplesmente não adere à pele.

preço médio*: R$ 0,28/g. a embalagem com 75 g sai por R$ 21,00

conclusão: funciona quando o assunto é bumbum e dura porque a embalagem é grande. se você limpar o bumbum do bebê com algodão, vai espalhar bem. se usar lenço umedecido, é melhor esquecer.

5. nistatina + óxido de zinco (genérica da dermodex tratamento):

descobri a nistatina por acaso esta semana e foi ela que resolveu a assadura quando a dermodex prevent, a weleda e a hipoglós amêndoas não resolveram.

prós: espalha quase tão bem quanto a dermodex prevent. bom para tratar aquela assadura mestre (sabe quando fica áspero e dá bolinha?). melhorou a assadura em apenas duas trocas de fralda e sarou em um dia. por ser uma versão genérica, já encontrei quatro laboratórios que a fabricam: 3 são genéricos e 1 (bristol-meyers) fabrica a dermodex tratamento. já encontrei a pomada genérica por mais da metade do preço da dermodex tratamento.

contras: mais uma vez, a nossa amiga embalagem metálica. desta vez, a tampa é menor que as flip flops e não dá pra adaptar também. ô saga!

preço médio*: R$ 0,26/g. a embalagem com 60 g sai, em média, por R$ 16,00 (já encontrei preços que variam entre 14 e 22 reais).

conclusão: trata que é uma beleza. apesar de a bula recomendar para o dia a dia, a pediatra do filhote disse para passar somente em momentos críticos, por ter ação antibiótica.

* preço médios para valores pesquisados na cidade de brasília/DF

conclusões gerais

a mais barata: hipoglós
a mais cara: bepantol

o melhor rendimento: dermodex prevent
o pior rendimento: hipoglós

a melhor prevenção contra assaduras: bepantol
a pior prevenção contra assaduras: dermodex prevent

o melhor tratamento contra assaduras: bepantol/nistatina
o pior tratamento contra assaduras: hipoglós

a melhor embalagem: hipoglós
a pior embalagem: weleda

o melhor custo-benefício: nistatina
o pior custo-benefício: bepantol

aqui em casa a gente usa: no dia a dia alternamos entre dermodex prevent e calêndula babycreme, da weleda e na hora do aperto, bepantol (a palavra antibiótico me fez repensar sobre o uso da nistatina. deixa apenas para as situações mais críticas). mas se dinheiro não for problema (nem praticidade), o melhor mesmo é bepantol pra qualquer ocasião.

atenção: os produtos apresentados são medicamentos. o uso destes pode trazer riscos. procure o médico e o farmacêutico. leia a bula.

**  visto que cada bebê possui sensibilidades e reações diferentes, o que funcionou por meu, não necessariamente pode funcionar pro seu bebê. mas ficadica.

pode gostar também de:

troca de fraldas parte I - pomadas antiassaduras

Related Posts with Thumbnails

categorias: Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , fraldas e trocas, teste de produtos

assine nosso feed ou receba por email