18 de agosto

grávida de novo?

por luíza diener

nas últimas semanas tenho sentido coisas estranhas como cansaço, irritação, dor no baixo ventre, além de estar com espinhas no rosto, completamente estabanada e alguns enjôos esporádicos.

soma-se a isso o fato de eu nunca mais ter menstruado desde que engravidei do benjamin.

então na semana passada eu cismei: vou fazer um teste de gravidez.

sempre que desconfiei que estava grávida (e não foram poucas as vezes) eu sentia boa parte destes sintomas/sinais/sentimentos/sei lá. quando a simples (e dolorosa) chegada do tio chico não resolvia, eu recorria aos testes de gravidez.
e toda santa vez que eu fiz os testes foi escondido.

semana passada não foi diferente.
sonhei que eu fazia um teste de gravidez de farmácia (mas o sonho acabava antes de eu ver o resultado) e encrenquei, até porque da última vez que sonhei com isso eu estava grávida do benjamin e não sabia.
pensei: dia dos pais está chegando, então vamos tirar essa cisma de uma vez por todas, porque vai que a gente comemora em dobro, né?

matutei a ideia por uns dois dias até que decidi: amanhã de manhã eu vou.

acordei cedo e nem xixi eu fiz.
esperei o marido sair pra trabalhar, botei o benjamin no carrinho e fui.
no caminho à farmácia um frio tomou conta de mim, me embrulhou o estômago e as pernas bambearam.
resolvi escolher o teste mais eficiente, pra não ter chance de errar.
cheguei. enrolei, procurei pra ver se não encontrava por ali mesmo em alguma prateleira a fim de não ter que encarar o cara do balcão. não encontrei.
nem pra comprar camisinha eu faço tanto drama.
fui, voltei, tentei encontrar de longe dentro do balcão.
dancei valsa comigo mesma, tomei  fôlego e perguntei: “você tem teste de gravidez?”. ufa! prontofalei!
aí ele me mostrou as opções. o mais eficiente era também o mais caro: quarenta e tantos reais!
“não estou tão desesperada assim. me dá um daqueles vagabundos de tirinha” e ele me passou uma caixinha no valor de oito reais e vinte centavos.

tomei coragem de novo e fui ao caixa.
reflitam comigo: tenho 26 anos, cara de 15 e um filho no carrinho. se você fosse a atendente do caixa e não me conhecesse, o que pensaria deste pequeno ser que deseja comprar um teste de gravidez?
“coitada. grávida de novo?” era o que eu falaria a mim mesma se não me conhecesse.

na hora de pagar, o cartão não passou.
eu tinha levado somente este cartão e uns trocados no bolso, mas não chegava a dar nem 8 reais.
e lá fui eu andar de volta para casa, morrendo de fome, calor e vontade de fazer xixi.
o benjamin dormiu no carrinho (que não deita) e ficou todo descatembado lá dentro.

pensei quatrocentas e cinquenta e treze vezes em abandonar a ideia, mas também não tinha pão em casa, o que me motivou a voltar de qualquer jeito.

peguei meu cartão, comprei o pão e lá fui eu de volta à farmácia.
de repente, radiante e triunfalista, já com uma ideia diferente: “e daí se pensarem qualquer coisa de mim? se eu estiver grávida de novo vai ser simplesmente o má-xi-mo!”.
entrei, fui direto ao caixa, paguei. o cartão funcionou e eu saí com a caixinha e me imaginando com um rei na barriga e outro no carrinho. “mãe de dois, nada mal”!
e vários outros pensamentos voando distantes, como “será que é menino ou menina?” “qual nome escolher?” “será que eu aguento esperar pra descobrir o sexo só quando nascer?” “e se forem gêmeos, será que eu preciso contratar uma babá?” e outras coisas muito mais absurdas.

cheguei em casa e benjamin já estava acordado.
deixei ele brincar um pouco no quarto e me tranquei no banheiro.
lavei as mãos, sentei no vaso. abri a caixinha, li e reli a bula.
peguei um celular pra cronometrar o tempo exato.
segui à risca todo o procedimento descrito pelo fabricante. tudo no tempo certinho, pra não dar erro.
um minuto com o papelzinho em contato com a urina. cinco minutos para aguardar o resultado.
deixei a fitinha lá e fui brincar com o benjok, mas voltava a cada vinte segundos pra conferir: uma listrinha.

um minuto depois: uma listrinha.

dois minutos depois: uma listrinha.

dois minutos e meio depois: uma listrinha.

três minutos depois: uma listrinha.

quatro minutos depois: uma listrinha.

quatro minutos e meio: uma listrinha.

quatro minutos e quarenta segundos: uma listrinha.

quatro minutos e cinquenta segundos: uma listrinha.

cinco minutos depois: uma listrinha.

seis minutos depois: uma listrinha.

desencanei de esperar pela segunda listrinha (pra quem não sabe, a do positivo), visto que a bula dizia que após cinco minutos o teste perdia a validade.

embalei tudo e já joguei no lixo de fora do apartamento, pra não alimentar a curiosidade de checar o teste inválido depois.

não posso dizer que o sentimento chegou a ser de alívio, mas passou longe do desapontamento também.
até porque, toda vez que eu me imagino grávida, imagino um benjoca dentro de mim, parindo um benjoca e cuidando de um benjoca. comofas/?

quase consegui manter a história arquivada no meu acervo de mini-segredos, até que ontem o marido estava separando os comprovantes de pagamento e se deparau com a nota de uma farmácia: “teste de gravidez? de quando é isso?”, no que eu arranquei o papel da mão dele  me senti uma boba de ter quase acreditado na minha gravidez psicológica

mas nunca se sabe, né?
porque a última vez que eu fiz um teste destes, eu estava grávida do benjamin e deu negativo.

categorias: Tags:, , , , enquanto o bebê não vem, questões

assine nosso feed ou receba por email
20 de janeiro

teste caseiro de gravidez

por luíza diener

anunciation leonardo da vinci

acho que a maioria das mulheres que passam por aqui alguma vez na vida já desconfiou que estava grávida. e com certeza boa parte delas acertou.
mas quando simplesmente bate aquela dúvida e pensamos que é pura bobagem nossa, nem sempre queremos correr a um médico, pra não dar alarme falso.

então que tal pegar algumas coisinhas que encontramos em casa mesmo, pra descontrair e desestressar com essa história (ou dar mais caraminholas na cabeça)?

então pega a q-boa, a agulha, o balde e vem comeeeeego!

*atenção! o conteúdo a seguir é brincadeira e não acreditamos na veracidade de tais coisas*

testes caseiros de gravidez:

1. teste da agulha (ou teste marroquino):
é assim: você mija em um recipiente com tampa, coloca uma agulha ou alfinete dentro do frasco com seu xixi, fecha bem e se esquece dele por pelo menos 8h (du-vi-de-o-dó! então faça antes de dormir, pro tempo passar mais rápido). se o xixi mudar de cor, é positivo. senão, negativo.

2. teste do cloro (ou q-boa, ou cândida, como preferir):
mais uma vez você mija num potinho. não precisa de tampa. aí adiciona o cloro. se  escurecer (o xixi, não o pote), positivo. se ficar da mesma cor, negativo.

3. teste da fervura (ou do nojinho):
mija, mija, mija. coloca pra ferver numa leiterinha de alumínio (que você não pretenda usar nunca mais na vida, a não ser que seja adepto da urinoterapia). se ferver igual leite (o xixi, não a leiteira), inclusive fazendo uma nata (oi?) é porque você é uma vaca  é positivo. se ferver igual a água, negativo.

4. teste do cotonete:
enfie um cotonete na vagina. mas pegue leve. se sair avermelhado (o cotonete, não a vagina) é porque vem sangue por aí. se não, é porque você não vai menstruar (será um positivo?).

5. teste dos sintomas (esse é mais confiável):
se você tem sentido alguns desses sintomas: enjôos (geralmente pela manhã), sonolência, desejos e fome absurda, bicos dos seios maiores ou escurecidos, veias aparentes nos seios (bem como inchaço e dores), dores abdominais, vontade de fazer xixi toda hora (xixi não vai faltar pra fazer o teste), menstruação atrasada, sangramentos irregulares, alterações de humor, alterações no olfato e paladar, sentimento de burrice, pode ser um positivo. não necessariamente todos (eu não tive nem metade). até porque tais sintomas se confundem bastante com os de tpm.

6. teste do cuspe (avalia seus reflexos):
cuspa para cima. se você conseguir desviar, é negativo. se cair em você, é positivo (grávida fica devagar mesmo).

7. teste do anjo (esse também é batata):
se um anjo aparecer a você dizendo que foi agraciada, conceberá e dará à luz um filho, pode ter certeza que ele não está de brincadeira com a sua cara. aconteceu com maria e deu no que deu. e não precisa mijar em nada (nem no anjo).

8. teste de farmácia (toma vergonha e vá comprar o seu):
99% confiável (não funcionou comigo, mas vai funcionar com você). mais uma vez você mija – provavelmente num copinho ou direto no palitinho – e espera. mas aí tem que seguir as instruções do fabricante. se depois do tempo indicado aparecer apenas uma listrinha, é negativo. duas listrinhas é positivo. passa na farmácia ou liga logo.

agora, se você realmente acha que está grávida, já checou os itens 5 e 8 e tudo indica um positivo, corre pro médico, que é a melhor coisa que você faz ;)

anunciation leonardo da vinci

acho que a maioria das mulheres que passam por aqui alguma vez na vida já desconfiou que estava grávida. e com certeza boa parte delas acertou.
mas quando simplesmente bate aquela dúvida e pensamos que é pura bobagem nossa, nem sempre queremos correr a um médico, pra não dar alarme falso.

então que tal pegar algumas coisinhas que encontramos em casa mesmo, pra descontrair e desestressar com essa história (ou dar mais caraminholas na cabeça)?

então pega a q-boa, a agulha, o balde e vem comeeeeego!

*atenção! o conteúdo a seguir é brincadeira e não acreditamos na veracidade de tais coisas*

testes caseiros de gravidez:

  1. teste da agulha (ou teste marroquino):
    é assim: você mija em um recipiente com tampa, coloca uma agulha ou alfinete dentro do frasco com seu xixi, fecha bem e se esquece dele por pelo menos 8h (du-vi-de-o-dó! então faça antes de dormir, pro tempo passar mais rápido). se o xixi mudar de cor, é positivo.
    senão, negativo.
  2. teste do cloro (ou q-boa, ou cândida, como preferir):
    mais uma vez você mija num potinho. não precisa de tampa. aí adiciona o cloro. se  escurecer
    (o xixi, não o pote), positivo. se ficar da mesma cor, negativo.
  3. teste da fervura (ou do nojinho):
    mija, mija, mija. coloca pra ferver numa leiterinha de alumínio (que você não pretenda usar nunca mais na vida, a não ser que seja adepto da urinoterapia). se ferver igual leite
    (o xixi, não a leiteira), inclusive fazendo uma nata (oi?) é porque você é uma vaca  é positivo. se ferver igual a água, negativo.
  4. teste do cotonete:
    enfie um cotonete na vagina. mas pegue leve. se sair avermelhado
    (o cotonete, não a vagina) é porque vem sangue por aí. se não, é porque você não vai menstruar (será um positivo?).
  5. teste dos sintomas (esse é mais confiável):
    se
    você tem sentido alguns desses sintomas: enjôos (geralmente pela manhã), sonolência, desejos e fome absurda, bicos dos seios maiores ou escurecidos, veias aparentes nos seios (bem como inchaço e dores), dores abdominais, vontade de fazer xixi toda hora (xixi não vai faltar pra fazer o teste), menstruação atrasada, sangramentos irregulares, alterações de humor, alterações no olfato e paladar, sentimento de burrice, pode ser umpositivo. não necessariamente todos (eu não tive nem metade). até porque tais sintomas se confundem bastante com os de tpm.
  6. teste do cuspe (avalia seus reflexos):
    cuspa para cima. se você conseguir desviar, é negativo. se cair em você, é positivo (grávida fica devagar mesmo).

  7. teste do anjo (esse também é batata):
    se um anjo aparecer a você dizendo que foi agraciada, conceberá e dará à luz um filho, pode ter certeza que ele não está de brincadeira com a sua cara. aconteceu com maria e deu no que deu. e não precisa mijar em nada (nem no anjo).

  8. teste de farmácia (toma vergonha e vá comprar o seu):
    99% confiável (não funcionou comigo, mas vai funcionar com você). mais uma vez você mija – provavelmente num copinho ou direto no palitinho – e espera. mas aí tem que seguir as instruções do fabricante. se depois do tempo indicado aparecer apenas uma listrinha, é negativo. duas listrinhas é positivo.
    passa na farmácia ou liga logo.

agora, se você realmente acha que está grávida e já checou os itens 5 e 8 e tudo indica um positivo, corre pro médico, que é a melhor coisa que você faz ;)

Related Posts with Thumbnails

categorias: Tags:, , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , quero engravidar, testes

assine nosso feed ou receba por email