26 de janeiro

tem uma coisa me afligindo

por luíza diener

e ela se chama mudança.

é, queridos. e eu pensei que iria descansar em janeiro.

é fato que deu pra dar uma relaxada da agitação da internet (que me deixa extremamente ansiosa, com o coração disparado), mas arrumei uma nova ansiedade.

preciso me mudar até o começo de março. recebi a notícia há quase um mês e, desde então, qualquer tempinho vago que eu tenho é pra procurar um lugar novo pra morar.

nos fins de semana compramos jornal. durante a semana procuramos pela internet. antes eu queria somente direto com o proprietário. agora o que vier tá valendo.
nem desligo mais o computador. é só abrir o notebook que você vai encontrar pelo menos duas páginas abertas – em navegadores diferentes – com abas e mais abas de apartamentos para alugar.

e está tudo tão caro e tão absurdo!
há menos de 1 ano os imóveis já eram caros, mas nada que se compare a agora. vi uns apartamentos idênticos ao meu, neste mesmo prédio, com preços de 30 a 60% mais caros do que o que eu pago atualmente.

apartamentos no valor do nosso, só espeluca.

sério. fomos visitar um, num terceiro andar, sem elevador. chegamos ofegantes, mas esperançosos.
foi abrir a porta e veio aquele cheiro mezzo mofo, mezzo barata. a cozinha era pequena e não tinha janela. mas tinha, do nada, um tanque e um mini espaço ao lado, que eu supus ser pra uma máquina de lavar. e como era daquelas cozinhas americanas, já viu né?
ou você come um arroz com gosto de sabão em pó, ou veste uma camiseta acebolada.
os quartos eram minúsculos. um – sem exagero – devia ter o tamanho de um colchão de casal. o outro era um pouco maior: um colchão de casal king size, no máximo.
baratas gigantescas mortas (pelo menos) pela casa.
o banheiro era uma piada: se não tivesse o blindex, dava pra fácil fácil pra tomar banho sentado na privada, de tão encavaladas que eram as coisas.
“o ponto alto é a varanda” – me disse o proprietário por telefone. deve ser mesmo. você sobe lá e depois se atira, torcendo pra ter que ficar pelo menos uma semana internado no hospital, a fim de esquecer o muquifo em que você mora.

saí de lá com vontade de chorar.
pensava que, quando fosse mudar, seria pra um lugar maior, com um quarto extra pra transformar em escritório, ou pra acolher novos filhos.

imaginava o benjamin crescendo aqui, convidando os amiguinhos da quadra pra sua festinha de 2 anos.
andando de bicicleta embaixo do bloco, brincando de pega pega, de carrinho.
chegando todo dia com uma fantasia diferente de algum super herói (como o vizinho fofo do andar de baixo, 2 anos mais velho que meu pirralhinho).
nós 2 indo a pé pra ex futura escola dele, a uns 500 metros daqui.
passeando com o futuro novo irmão ou irmã (eu até já planejava como apertar um segundo filho neste apê de 2 quartos).

e ainda tem a mudança em si.
planejávamos mudar daqui em, sei lá, dois anos. pelo menos.
como isso aconteceu bem antes, não temos nem condições de pagar uma mudança decente. aí você economiza na mudança e acaba perdendo algum móvel ou eletrodoméstico de conserto super caro.

e olha que eu sempre adorei mudar.
na verdade, estou completamente viciada em procurar imóveis.

mas isso me deixa tão pilhada que eu durmo, sonho e acordo pensando em apartamento.
nem consigo mais cuidar direto do que eu ainda estou morando. penso: “ah, eu devo mudar daqui a um mês. pra que eu vou arrumar isso? deixa pra depois”. e as coisas vão acumulando.

só sei até cheguei a cogitar a possibilidade de mudar de cidade.
sei lá, ir pra são paulo, curitiba, gramado, canadá (sério).
mas essa ideia é atualmente muito absurda pra minha vidinha pacata.

aí eu descobri por aqui um lugar lindo e cismei que quero morar lá. é arborizado, é pacífico, as pessoas usam a rua (coisa rara aqui em brasília). é perto das coisas, perto do trabalho do hilan, perto de parque, de alguma futura escola pro benjoca, do supermercado e da padaria que tem pães e bolos sem lactose. e o preço nem é tão absurdo.
aí que eu pirei mesmo: dá vontade de ir de prédio em prédio perguntando se tem algum apê pra alugar.
até que eu já consegui ver um.
quartos grandes, sala grande. me fez esquecer que a cozinha era uma bosta e o banheiro igualmente horrível (e pequeno).
será que fiquei cega?
estou procurando por uma faísca de esperança pra me dar forças e continuar fazendo o que devo fazer? afinal, se eu sentar e ficar quieta, o prazo vai chegar do mesmo jeito. e aí?

estou cansada de procurar e procurar dia após dia.
de ter que visitar imobiliária sozinha, levando a tiracolo um bebê-criança elétrico que não para quieto.
pra piorar (mais um pouquinho), as imobiliárias costumam ser sempre em lugares dificílimos de estacionar. aí larga o carro num lugar longe e no sol, tira criança da cadeirinha, pega no colo, carrega peso, chega no lugar, fica uma vida esperando enquanto seu filho destrói tudo, pega a chave e sai correndo pra não estourar o prazo de ver o imóvel.
pra otimizar o tempo, passe em várias imobiliárias, pra matar vários coelhos numa visita só.
peça ajuda à fada do tempo (e das vagas. e da paciência) que tudo vai dar certo.

e eu, que pensei que durante as minhas pseudo-férias iria dormir às 22h todos os dias, estou aqui, às 2h30 da manhã ligadona a pleno vapor.

sei lá, pode soar um tanto quanto dramático, exagerado ou qualquer coisa do tipo.
mas é que eu precisava botar pra fora.

umbjo

Related Posts with Thumbnails

categorias: desperate housewife

assine nosso feed ou receba por email


44 Comments »

  1. Luíza, tô no mesmo barco que você… só que o meu "detalhe" é que vou mudar de cidade, então imagine tudo isso, de longe… aff! Segunda-feira embarco pra procurar lá mesmo, igual a você, com filha de baixo do braço!
    Tô igual a você, nesse momento com mil páginas de imobiliárias abertas virando a madrugada procurando!
    Tomara que você logo arrume um lugar bem legal, sei bem a aflição que você tá sentindo!
    Sorte pra nós!
    Um beijo,
    Pati.

    Comentário by Patricia — janeiro 26, 2012 @ 1:44 am

  2. Eu tbm tô assim! em busca de uma casa para me mudar…. grávida de 4 meses e com a desvantagem de morar num fim de mundo onde as pessoas não tem o hábito de colocar os imóveis em imobiliárias, nem ao menos uma plaquinha em na frente da casa.
    mas vamos na fé que conseguiremos. infelizmente não dá é pra cruzar os braços e esperar cair o lar doce lar perfeito no nosso colo!
    Bjos e boa sorte pra todas!!!

    Comentário by Carolina Baraky — janeiro 26, 2012 @ 2:04 am

  3. enho uma ideia bem legal!!!! vem morar em curitiba e eu asjudo vc comm benjamin…

    brincadeiras a parte eu espero que vcencontre logo um cantinho bem aconchegante para acolher sua linda familia e por um precinhobem bacana

    bjus

    Comentário by luciane — janeiro 26, 2012 @ 6:45 am

  4. oi luiza! sempre passo aqui e nunca comento… td bem?
    sou do rio e morei ai em bsb – pouco tempo, 6 meses – e sofri para procurar apto!!! nossa, primeira procura foi no plano: caro pra kct! e so velharia… eu me vi ai no seu post! putz, como as pessoas moram nessas porcarias?
    ai a soluçao foi – e eu ADOREI – morar em aguas claras. longe? transito? nao achava nao… so vi vantagens: predios novos, mais baratos, com areas de lazer!
    e para quem sai do rio, 30km de aguas claras para o centro nao e' nada! e outra: ainda tinha o metro! sei que a galera ai de bsb so usa carro, eu estranhava as pessoas nao usarem o metro…
    bem, e' isso, vai dar uma olhadinha por la… apesar das 3.000 obras que acontecem por la, eu achei um lugar BEM bacana!
    boa sorte na procura! beijinhos, mari.

    Comentário by mariana — janeiro 26, 2012 @ 7:04 am

  5. Pura angústia!!! Como é difícil lidar com a idéia da falta de um teto com data marcada…. Maaaaas a idéia de ir de portaria em portaria é boa, experiência própria. Ainda tem gente que deixa a chave com o porteiro, caso apareça alguem. Vale a pena! Bj e boa sorte, e mais um pouco de benção divina!

    Comentário by Leticia — janeiro 26, 2012 @ 7:14 am

  6. Entendo muito o seu drama, Luiza. Acabei de me mudar e, pra completar, ainda fizemos obra. Morava em um quarto e sala em um prédio novo e fomos para um 2 qts em um prédio velho. Davi já estava ficando grande demais para aquele ovo que a gente morava. E a pilha de nervos que a gente ficou quando vendeu o primeiro e não achava o segundo pra comprar (mesmos problemas, o dinheiro não dava pra um lindão e a gente só se deparava com muquifo – a saída foi quebrar tudo e reformar antes de mudar).

    E tb não tivemos dinheiro para a mudança (economizamos de todas as formas pra pagar a obra e armários). Contratamos o porteiro do nosso ex prédio que tinha um carro tipo pickup. Eu e minha tia empacotamos tudo (com as caixas q levei do trabalho). Foram 2 finais de semana insanos de mudança. Minha mãe ficou com o Davi e eu, que trabalho fora, quase não vi meu filho durante 15 dias. Mas consegui fazer tudo sem pedir pra faltar ao trabalho (queria guardar isso para alguma possível futura emergência médica com o Davi).

    Estamos "acampados" em casa, pois não chegaram ainda os armários que mandamos fazer. Já fazem 2 meses. Isso com um bebê de quase 11 meses que está quase andando é flórida. Não dá para deixar ele sozinho em lugar nenhum.

    Depois desse testamento post, dá para ver o quanto eu me sensibilizo contigo nessa situação. Mas depois de passada essa fase, depois que vcs sairem do olho do furacão, vcs vão gostar da mudança. Esse lugar que vc descreveu no final do texto parece ser bem gostoso. Estamos torcendo por vcs!

    bju

    Comentário by Liza — janeiro 26, 2012 @ 7:43 am

  7. Luíza, eu sempre estou por aqui! Te acompanho desde quando o Benjoca (olha a intimidade, rs) era um toquinho e adoro tudo que você posta. Lendo o seu post, juro, fiquei angustiada!
    Você consegue expressar e nos fazer sentir/visualizar direitinho tudo que está pensando e/ou sentindo.
    Eu também tenho um bebê (elétrico) de 8 meses e sei o quanto é complicado. Sei também que esse negócio de "mudança" (em todos os sentidos) nos tira o sono.
    Bem, mas estou aqui (pela primeira vez) pra tentar (TENTAR) ajudá-la. Não sei se você já foi lá ou ligou, mas tem uma imobiliária que chama Públio Imóveis (http://www.publioimoveis.com.br/index.html). Minha mãe tem dois imóveis lá que eles cuidam há muito tempo. Nunca a ví reclamar de nada. O estacionamento é bom. Não é um lugar movimentado. Fica entre as octogonais 6/8 (comércio).
    Não sei se vai te ajudar, se vai encontrar algo lá, mas espero que sim!
    Espero que logo logo você ache alguma coisa e acalme seu coração.
    Beijos!

    Comentário by Danúbia Roriz — janeiro 26, 2012 @ 8:05 am

  8. Boa sorte na sua busca. Tentei de todo jeito convencer o proprietário do ap que moro a fazer um contrato mais longo, mas ele só aceita de um ano. A cada renovação é uma tensão. E se ele não renovar? Vou ter que enfrentar a maratona de encontrar um novo ap?

    Comentário by Gizelle — janeiro 26, 2012 @ 8:07 am

  9. Minha nossa…acompanho seu blog desde o dia que peguei o resultado "positivo" …amo muito seus textos…e o blog me auxiliou muito… em muitos assuntos. Mas essa da mudança…é algo engasgado ainda aqui no meu core…fui obrigada a realizar mudança de casa quando minha filhota tinha 6 meses e eu estava voltando ao trabalho… eu juro que pensei que ia enlouquecer! E ler seu texto hoje foi tão importante…os sentimentos tão parecidos…eu planejei tanto…criei tantas histórias parecidas na antiga casa. Ainda dói um pouco….! Eu também sempre amei mudanças e sem querer piorar nada…mas…foi a pior mudança da minha vida! Maria Clara não dormiu por um mês….e dormia maravilhosamente bem antes. Mas vai dar tudo certo…..rs. Vai contando ai ….você alivia o coração e eu cicatrizo o meu! Bju Grasi

    Comentário by Grasi — janeiro 26, 2012 @ 8:14 am

  10. Oi gêmea! Vou me mudar em breve também, mas no meu caso é pra um lugar definitivo, que estou esperando desocupar. O prazo vence semana que vem. Quando comecei a procurar, o Luis Otavio era mínimo ainda, estava gripado, e o tempo aqui tava uma merda, mas no fim deu tudo certo. Tem árvores por lá, uma praça super bacaninha e fica a metros de distância da escola que ele vai estudar (até o ensino médio). A única coisa chata é que ele nem fez 6 meses e vai começar um tratamento para plagiocefalia, vai exigir mais de mim e ainda vou ter que fazer toda a mudança! Chato, porém necessário! Boa sorte pra vcs!

    Comentário by Aline Moreno — janeiro 26, 2012 @ 8:18 am

  11. Você vai conseguir Luíza !Tu é muito esperta, não é atoa que conquista vários fãs com esse blog muito especial!!! Diferente de Luíza que tem que ir para o Cánada para esta na mídia (e que sabemos que vai embora ja ja) porque so as espertas inteligentes e sábias iguais a vc que permanesce!!!
    Sei que daqui a pouquinho vai fazer um post bem legal com seu novo lar!!!
    um grande abraço
    sua fã LU

    Comentário by Luciana — janeiro 26, 2012 @ 8:34 am

  12. ai, eu passei por essa tensao há um ano e foi fogo! te entendo e to torcendo mto por vc, viu?

    beijao

    Comentário by Carol — janeiro 26, 2012 @ 9:18 am

  13. OLá querida, estou sempre por aqui! E queria te falar do meu blog, que falo sobre minha gestação da uma passadinha lá e se possível me segui!
    Eu tb passei por essa fase de "mudança" até que em fim estou quase concluindo…Me incomodei muito na compra de um Ap…fiquei 1 ano esperando por ele e como demorava muito acabei cancelando e construindo uma casa! A incomodação faz parte do pacote…rsrsr
    Beijinhos ;*

    Comentário by Amanda — janeiro 26, 2012 @ 9:34 am

  14. mano, nao faz um ano que vc se mudou.

    Comentário by carolina — janeiro 26, 2012 @ 12:28 pm

  15. ain Luíza vem pro Sul! 🙂
    aqui as coisas são mais pacíficas mais arborizadas e mais baratas! hehe (depende aonde)
    achei bem legal tua idéia de mudar de cidade! as vezes tudo melhora!
    aqui onde moro um AP no centro da cidade de 2 quartos ta uns 500 reais, e casa uns 1.000!
    não sei como são os valores aí… mas aqui acho barato vendo os absurdos que cobram poraí!
    beijos
    e boa sorte!

    Comentário by Mamãe do Otávio — janeiro 26, 2012 @ 1:43 pm

  16. Sou do Sul, de Porto Alegre, e digo, aqui, em bairro bom, não se acha nada por 500!!!! É tudo caro. O que é barato é pequeno ou muito velho ou bairro ruim…
    Te desejo boa sorte, Luiza!

    Comentário by July — janeiro 27, 2012 @ 9:41 am

  17. Beeem, como pessoa ansiosíssima que sou imagino perfeitamente como vc deva estar se sentindo… Por isso acabo de lhe oferecer meu ombro amigo, meus ouvidos, meus olhos e td mais que possa lhe ajudar =)
    Sérioooo, sei que do jeito que somos (ansiosas master!) poder desabafar c os amigos é suuuper. Ainda mais em momentos de estresse ultra power (como é o caso!)
    Agora do ponto de vista prático, na sua situação, sugiro que vc realmente se programe direitinho e tire o fds, ou ao menos o sábado inteirinho, c seu marido e filhote p percorrer prédios e se informar c os porteiros… eles sempre estao por dentro quando o assunto é aluguel 😉 Vai que Deus abençoa logo e vcs encontram logo um bem do jeitinho 😉

    =***

    Comentário by mundodovictorhugo — janeiro 26, 2012 @ 1:49 pm

  18. Luíza, te entendo perfeitamente! Já passei por isso algumas vezes aqui em Brasília. A gente vê cada apartamento destruído que não dá pra acreditar no preço que cobram.
    Uma coisa que já deu certo pra mim foi fazer o que vc falou: parar numa quadra e perguntar nas portarias dos predios se tem apartamentos pra alugar. Já consegui boas coisas 2 vezes fazendo isso.
    Boa sorte!

    Comentário by Kelly Resende — janeiro 26, 2012 @ 1:55 pm

  19. Gata, é isso mesmo, sempre! Muito sacrifício, mas a dica de sair procurando de prédio em prédio é a melhor! Aproveita esses dias de sol que nós estamos tendo e vai numa quadra que tu curte muito, sai passeando com o Benjoca e procurando os aps. Se for em imobiliária só tem tranqueira. E outra, esses que não estão anunciados em jornal, geralmente vc trata direto com o dono. Um bj e força na peruca! Estamos aqui fazendo pensamento positivo.

    Comentário by Tati Ximenes — janeiro 26, 2012 @ 4:13 pm

  20. Lú num vai pro canadá não… vem pra sp! rs rs rs rs, eu sei que é foda, quer dizer, eu imagino, eu sei que apto está um absurdo mesmo, minha mãe se muda bastante e eu já pesquisei muuuuuuuuuuito apto pra ela…o mercado imobiliário teve um boom e realmente tudo decente custa os olhos da cara (e todos os outros). Mas tenha fé que vai aparecer algo especial para vcs, aí , aqui, ou no Canadá…rs. O que é seu será seu, vc vai ver. Não queima muito a moleira não, tente aproveitar as férias, que vai aparecer algo legal quando vc menos esperar. E será melhor. Pense nisso.
    Faz boa vibe.Estou torcendo. beijo querida

    Comentário by fernanda — janeiro 26, 2012 @ 7:46 pm

  21. Ooooo coisa chata!!!! Mas não desiste não. Tenta olhar nas 400. Eu moro na 406 e gosto muito, e tem bastante apart para alugar por aqui. Boa sorte

    Comentário by Alba — janeiro 26, 2012 @ 8:40 pm

  22. Depois que virei mãe, me dei conta de uma triste realidade (pelo menos para nós, normais): o cobertor é curto, muito curto. Tem que escolher se vai passar frio na cabeça ou nos pés.
    Outra coisa na qual eu tenho pensado muito nas horas em que uma filha fez um cocô explosivo, a outra está se debatendo no chão e a água do arroz está transbordando no fogão – você pode usar o mesmo pensamento enquanto estiver na imobiliária com o Benjoca: "O que Paris Hilton estará fazendo neste momento?"

    Comentário by lia — janeiro 26, 2012 @ 8:45 pm

  23. "O que Paris Hilton estará fazendo neste momento?"

    Comentário by HilanDiener — janeiro 27, 2012 @ 8:32 am

  24. i'll keep that in mind.
    ahahahahahhahahhaha!
    chorei

    Comentário by luíza diener — janeiro 27, 2012 @ 11:01 am

  25. Luíza, como te entendo.
    Sou a rainha das mudanças, mudo tanto que já me considero uma nômade. Uma tuareg nesse deserto de coisas absurdamente caras. Fiquei achando que SÓ eu que era pobre demais, que acha tudo um absurdo de caro. Apertamento de dois quartos por uma pequena fortuna, fora condomínio, fora todo o resto.

    Calma, respira.
    Vc vai achar O lugar. Bem bacana, bem tranquilo e com um preço honesto.
    Tô na torcida.
    Beijo

    Comentário by Dani Brito — janeiro 26, 2012 @ 9:11 pm

  26. Ai, amiga… é um drama mesmo! Tô na maior torcida por vcs e pra que o proprietário do meu querido apê faça um reajuste simplório quando for renovar meu contrato. Pq a coisa tá feia mesmo…

    Agora… o ponto alto da varanda pra se jogar…. ri alto!!! kkkkkkkkkkk Só vc…

    Comentário by fabipalvim — janeiro 26, 2012 @ 9:26 pm

  27. Oi Luíza! Tudo bem? Acompanho seu blog, mas nunca comentei. Hoje, especialmente, resolvi comentar porque te vi no Pão de Açúcar, mas fiquei com muita vergonha de te cumprimentar e te parabenizar pessoalmente pelo blog. Fiquei com medo da sua reação, de você me achar doida, sei lá. Afinal, eu já te vi, mas você não. hehehe. Ainda mais porque o meu marido ficou me cutucando e dizendo: "Olha ali, Tatiana! A menina do blog que você lê! Vai lá falar com ela! " Rs. Nem sei se você percebeu um casal maluco com um bebê olhando para vocês no supermercado…
    De qualquer forma, parabéns pelo blog e boa sorte com o apartamento.
    Bjs

    Comentário by Tatiana — janeiro 26, 2012 @ 10:00 pm

  28. ahahahah! to rindo aqui de vc. de vcs.
    que besteira! deveria ter falado comigo!
    quando foi isso? ontem?
    e não percebi não, pq eu sou muito retardada pra essas coisas.
    deveria mesmo ter vindo falar. ehehhehe!

    bjos!

    Comentário by luíza diener — janeiro 27, 2012 @ 10:52 am

  29. Foi na quinta-feira à noite mesmo.
    Agora fica pra proxima…Rs
    Bjs

    Comentário by Tatiana — janeiro 28, 2012 @ 5:45 pm

  30. Eu ia escrever um monte de coisa mas todo mundo já escreveu. Mas eu morava na MINHA casa dos sonhos na cidade que eu amava, e mudamos pra um apto alugado numa cidade que eu odeio, com uma de 1 ano e meio e a outra de 2 meses! Agora estamos indo pra uma casa nossa, mas nada perto daquela…….. 1 ano depois! Tem caixa pra todos lados da casa! Hehehehe me vi totalmente em vc!
    Mas o que eu queria falar mesmo eh sobre o Benjamin! Minha flha mais velha, quando viemos pra este apto, nao gostava nem de entrar no apto! Chorava soh de ver a porta! Demorou alguns dias ate as coisas ficarem no lugar e ela se reencontrar, maspensa nessa criança procurando um quintal que naum tinha mais! Então tenta deixar o novo lugar o mais parecido possivel com a casa antiga pra que ele nao sinta tanto ….. Qro soh ver como vai ser com a mais nova nessa mudanca agora….. Sorte para nós duas!

    Comentário by Camila Canavieira — janeiro 26, 2012 @ 10:08 pm

  31. Luiza do céu!!! estamos na mesma, moramos em uma chacara maravilhosamente verde, de 1000 metros, com espaço de sobra para meus 4 cachorros e mil planos pra parquinho pro Gael e tudo mais, e ai que vem a bomba!!! temos que nos mudar até dia 10 de fevereiro!!!! a semana passada nem vivi, só atras de casa e com grandes decepções, já que todas tem no máximo 100 metros, quintal minusculo e preço absurdo!!!!!! sem grama, buaaaaaa, sem arvores, buaaaaa, quase tive um AVC, e ai que encontramos nosso novo lar, depois de ver umtrilhão de imoveis, pequeno mais bonito, arejado, com pé direito de 4 metros, quartinho pra Gael, e até um escritório, mais o quintal…..e bola pra frente né, sem o caos não existe revolução.
    Boa sorte, o que tem de ser, tem força, vcs vão encontrar a casa certa!

    Comentário by Augusta — janeiro 27, 2012 @ 9:02 am

  32. preciso coletar umas pérolas:

    "sem o caos não existe revolução" – augusta
    "não é assim:adios, vou pra jaicós no piauí porque lá vende picolé a 50 centavos – lilian
    "O que Paris Hilton estará fazendo neste momento?" – lia

    e tantos comentários e pensamentos positivos.

    OBRIGADA, MENINAS!
    VOCÊS NÃO TÊM IDEIA DA FORÇA E DA AJUDA QUE ESTÃO ME DANDO COM CADA COMENTÁRIO, SUGESTÃO, HISTÓRIA E PALAVRA DE CARINHO!

    Comentário by luíza diener — janeiro 27, 2012 @ 11:01 am

  33. Aiaiai… eu acabei de mudar tbm, estou gravida de 6 meses, e ja estava de cabelos em peh… Moro em curitiba e nao sei exatamente a diferenca de valores nos alugueis daki e dai, mas tbm estamos pagando UM ABSURDOOO!!!!
    Num ap MINUSCULOOO!!! da ateh uma aflicao de morar tao apertadinho… Mas, com mta paciencia e amor de familia a gente se acostuma e da tudo certo,a teh um dia q poderemos mudar para um ap ou casa maior!
    Axo q imovel grande e barato soh se for no interior do interior, pq pelo q ou;co falar por ai, todas as capitais estao caras..
    Mas se for pro Canada avisa viu? Tbm ja pensei em mudar pra lah e ai vc passa as dicas! hahaha!
    Boa sorte com a busca e com a mudanca!!!
    bjos

    Comentário by muriel — janeiro 27, 2012 @ 12:35 pm

  34. 3 sugestões:

    – águas claras, considere; os aps são realmente bem maiores e novos…com ótimas áreas de lazer pra Benjamim…não custa dar uma olhada…não é o fim do mundo;

    – vá na quadra q quer, fale com cada porteiro de cada prédio, e peça pra te informarem. Sempre funciona;

    – converse com seu locador, faça uma proposta, mesmo aumentando o preço q vcs pagam, é mais barato q o custo da mudança, e tá tudo caro mesmo…

    boa sorte

    Comentário by Val — janeiro 27, 2012 @ 8:53 pm

  35. Luiza, eu se fosse vc, iria pro Canadá (aproveitando que a outra Luiza veio de lá….) 😉

    Mas se não der, vai aí uma sugestão; moro na 312 norte.
    Quadra bem antiga; hj muito tranquila; comércio maravilhoso, diversificado; entre 2 supermercados; escola e jardim de infância públicos na quadra; prédios antigos, mas bons (daqueles de paredes de tijolão).
    O melhor: não sei se por conta da má-fá do passado ou da antiguidade da quadra, os aps são MUITO desvalorizados para uma quadra 300 (são do preço de 400) e de tamanho bom. Há MUITAS opções! Vale muito a pena tentar!
    Tenho uma corretora hiper-gente-boa, no meu bloco, que pode ajudar.
    Conhece a quadra como ninguém!
    Qquer coisa, mail me.

    Bjo!

    Comentário by Raca — janeiro 27, 2012 @ 9:07 pm

  36. aprende a escrever…é espelunca e não espeluca

    beijo

    Comentário by xxxx — janeiro 28, 2012 @ 3:13 pm

  37. Puxa vida…

    To torcendo por vocês…

    Comentário by Jane — janeiro 28, 2012 @ 3:17 pm

  38. Mudança é inevitável, filha de militar como eu, estou acostumada e ate gosto. Estou me mudando agora, e percebi que com essa Hype de "Brasil é o pais da copa e das olimpiadas", TUDO ficou MEGA caro. Moro no rio, uma das cidades mais caras do mundo!! A e outra coisa que percebi vendo apês pra alugar: azulejos! por que as pessoas tem tanto mal gosto para escolher azulejos! Coisas bregas e horriveis!

    Comentário by Julia Bittencourt — janeiro 28, 2012 @ 10:38 pm

  39. Oii adoro seu blog !!! Eu moro aqui em Sampa e Sempre achei meus apartamentos assim: gostava de uma rua e saia perguntando na portaria se tinha algum para alugar, já estou no segundo e deu super certo essa técnica . Imobiliária só tem lixo sai dessa !! Os corretores só querem vender por causa da comissão alta bjos e boa sorte

    Comentário by Cleise — janeiro 29, 2012 @ 9:35 pm

  40. A Lu!!! Que coisa né!
    De repente a gente toma um baque da vida, e temos que mudar os nossos planos.
    Imóvel está absurdo em todo o país, acredito eu.
    Por mais que eu saiba que não tenho condições alguma de sair da casa dos meus pais, fico olhando, e olhando em sites, ligando, e também bolando alguma forma de ter aquela casinha, pequenina mesmo, mas a minha casinha!

    To torcendo muito por vocês, para que encontrem algum lugar bom nesse bairro ai que você encontrou!!
    E, pensa positivo, porque vai dar certo!!!

    Comentário by Maria Thereza — janeiro 30, 2012 @ 8:14 am

  41. Já conseguiu? Em frente ao meu prédio tem um bloco que tem vários pra alugar. Nao sei por quanto. Mas o predio eh novo e tem de 2 e 3 quartos. Bloco B da 212 norte. Pertim do parque olhos dágua

    Comentário by Carla — janeiro 31, 2012 @ 8:45 am

  42. OI, Carla, eu até cheguei a olhar ap aí na 212. É uma ótima quadra.
    Mas, infelizmente, está fora do nosso orçamento :(((
    Obrigada!

    Comentário by luíza diener — fevereiro 1, 2012 @ 10:11 am

  43. Também estou vivendo o drama da necessidade de mudar correndo e achar um lugar com custo/benefício que valha a pena é um verdadeiro desafio. As coisas estão simplesmente caras demais. Boa sorte pra nós nessa busca. 😉

    Comentário by Casal Único — fevereiro 7, 2012 @ 3:16 pm

  44. […] menos consegui apartamento naquele lugar maravilhoso que eu tinha mencionado antes. não foi por falta de olhar, mas é que todos os bons apartamentos […]

    Pingback by potencial gestante – o fim da saga do apartamento — fevereiro 9, 2012 @ 8:00 am

RSS feed for comments on this post.
TrackBack URL

Leave a comment