um guia muito estranho

o desafio #100coisas royal dessa semana foi deixar que o benjoca fosse um guia de passeio. então se coloque no meu lugar. como fazer isso? eu e a luíza ficamos um bom tempo matutando o assunto sem muito sucesso.

até que pensei que o ideal para um passeio com o benjamin como guia seria um lugar amplo e com muita liberdade para ele fazer (quase) tudo que quiser.

aqui em brasília, todos os domingos e feriados, a polícia de trânsito fecha para os carros o eixo rodoviário de brasília, mais conhecido por eixão. ficando liberado para ciclistas, skatistas, corredores e principalmente para a família. quem nasceu nos anos 80 deve lembrar dessa música do legião urbana falando o quão dificil é atravessar o eixão às seis horas da tarde. no horário de rush é uma montoeira de carro sem tamanho em seis vias gigantes. quase uma autobahn no centro do brasil. então visualize ter isso tudo livre de carros, motos e ônibus!

esperei dar umas 16h para o sol ficar mais fraquinho e lá fomos nós – benjoca e eu – para o eixão. fui a pé carregando ele no seu carrinho.levei também (sabe deus como) sua motoca, caso ele quisesse dar uma de easy rider.

chegando lá, a primeira coisa que o guia quis fazer foi sair um pouco do itinerário. bem no outro lado da pista tinha um trator enorme e logicamente ele parou tudo para me mostrar essa maravilha do mundo mecânico.

olha lá, papai, o tatô!

confesso que não entendi muito bem todos os seus comentários sobre a atração, mas entendi que fazia parte do passeio.

quando desencanou do trator, quis tomar água. era uma parada para molhar o bico e continuar a tagalerice de guia turístico. tomada a água, sentou na motoca novamente e saiu arrastando os pezinhos no asfalto, porque o meu guia ainda não sabe pedalar.

mais à frente ele achou duas corujas pintandas num poste. obviamente o guia começou a tecer comentários sobre as obras e que tipo de movimento artístico aquela peça pertencia. não entendi muito bem, mas ele parecia gostar muito daquela arte urbana.

olha, olha, tuluja. uhuuh uh uh

depois de muita andança. o guia ficou cansado e voltamos para casa. paguei todas aquelas horas de trabalho na moeda corrente do local: biscoitos de polvilho.

*este texto faz parte do desafio “100 Coisas para fazer com seus filhos antes que eles cresçam”, proposto pela Royal, do qual eu estou participando às sextas-feiras ao longo de 20 semanas. Também estão participando os blogs @avidaquer @blogcoisademae  @dica_de_mae @rolippi e @cozinhapequena e a fanpage da Gelatina Royal que nos convidou para brincar!


Related Posts with Thumbnails

5 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *